Braçadeira que Ronaldo atirou ao chão está à venda para ajudar bebé sérvio

Miguel A. Lopes / EPA

A braçadeira que Cristiano Ronaldo lançou ao chão depois de o árbitro ter invalidado um golo de Portugal frente à Sérvia, em jogo de apuramento para o Mundial 2022 de futebol, está a ser leiloada para ajudar um bebé doente.

Depois de ter apanhado a braçadeira do relvado do estádio Rajko Mitic, em Belgrado, onde se disputou o jogo, um funcionário decidiu contactar um canal desportivo para a colocar à venda.

O objectivo do funcionário que pediu anonimato é angariar dinheiro para ajudar Gavrilo Djurdjevic, um bebé de seis meses que sofre de atrofia muscular espinal e que precisa de tratamentos com custos da ordem dos dois milhões de euros.

Ronaldo atirou a braçadeira a três metros de mim e, quando vi que ninguém a apanhava, tive a ideia de colocá-la à venda, pois poderia ser uma boa ideia para ajudar o pequeno”, contou o funcionário em declarações à agência noticiosa AFP.

Depois de ter verificado a autenticidade da braçadeira, o canal Sport Klub entrou em contacto com o site de leilões Limundo.com que a colocou em leilão.

Espero que possamos chegar ao próprio Ronaldo para ajudar o Gavrilo o mais possível”, afirmou ainda o funcionário.

A associação humanitária sérvia Zajedno za život associou-se ao leilão e está a promover a venda da braçadeira nas redes sociais.

“Ao comprar esta fita, está a ajudar Gavril Djurdjevic, de seis meses, que precisa de dois milhões e meio de euros para tratar a atrofia muscular espinal”, aponta a associação no seu perfil do Instagram.

O leilão decorre até 2 de Abril e já amealhou cerca de um milhão de euros.

No sábado passado, já em tempo de descontos do Sérvia-Portugal (2-2), Cristiano Ronaldo enviou a bola para a baliza adversária deserta, após ganhar o lance ao guarda-redes. Mas o jogador sérvio Mitrovic tirou a bola aparentemente já para lá da linha de golo, só que o tento não foi validado.

Não havia a tecnologia de vídeo-árbitro no estádio.

Na sequência do lance, Cristiano Ronaldo protestou e atirou com a braçadeira de capitão para o chão, um gesto que lhe tem valido muitas críticas.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Que vergonha! Acho muito bem que este triste episódio, (mais um) protagonizado pelo protegido (porque é o “melhor”) CR7 esteja a ser usado para fazer o bem, mas é uma vergonha o que ele fez, mesmo que tivesse razão (e, realmente, foi golo). Ele é um profissional, jogador da seleção de Portugal e capitão desta. Desrespeitou todos os outros profissionais, incluindo os seus companheiros, desrespeitou a profissão, desrespeitou o previlégio de representar Portugal, desrespeitou portugal e desrespeitou a posição que deve ser exemplo. Também é uma verdadeira vergonha ninguém da comitiva de Portugal ter recolhido a braçadeira. Isto sim é que é ser português! VERGONHA!!!
    E o Fernando Santos ainda o desculpa… O CR7 tem todos na mão. Se alguém lhe falar torto ele vai embora, como fez (mais uma vergonha) antes do jogo com a Sérvia acabar. Por isso também devia ser punido disciplinarmente. Mas não se pode antagonizar o craque!… Ainda decide mudar de nacionalidade e jogar para outra seleção. Mas que rico exemplo de “homem”, “português” e “desportista”. São estes episódios que os fãs (cegos) deste “senhor” optam por não ver ou tentam torcer para que pareça culpa doutros. VERGONHA!!!

RESPONDER

Diretor de Finanças de Lisboa está em substituição desde 2015. Já ultrapassa tempo de comissão de serviço

Fernando Lopes, a maior estrutura regional da Autoridade Tributária e Aduaneira (AT), é diretor da Direção de Finanças de Lisboa em regime de substituição desde março de 2015. Quando a então diretora regional, Helena Borges, foi …

Portugal regista mais quatro mortes e 636 novos casos de covid-19

Portugal registou, esta quinta-feira, mais quatro mortes e 636 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 636 …

Luís Correia lança-se a Castelo Branco, num movimento que ainda não tem nome

O movimento ainda não tem nome e a apresentação da candidatura não tem data marcada, mas Luís Correia já assumiu que vai liderar uma candidatura independente à Câmara Municipal de Castelo Branco. Luís Correia vai testar …

Pavilhão de escola de Matosinhos fechado devido a estirpe de legionella

O pavilhão desportivo da Escola Secundária Abel Salazar, em Matosinhos, está fechado devido à presença de uma estirpe de legionella detetada nas canalizações, mas que "não constitui qualquer perigo para a saúde", confirmou a câmara …

TAP regista um prejuízo recorde de 1,2 mil milhões em 2020

Com menos 12,4 milhões de passageiros transportados, a TAP apresentou um resultado líquido negativo de 1,230 mil milhões de euros em 2020, contra um prejuízo de 106 milhões de euros em 2019, segundo dados enviados …

Chega organiza Convenção para "Governar Portugal" no fim de maio, mas promete "uso das máscaras"

O Chega vai organizar a sua III Convenção Nacional entre 28 e 30 de maio, em Coimbra, tendo por base a moção estratégica "Governar Portugal" do presidente reeleito, André Ventura, disse hoje à Agência Lusa …

Falta de plano e reservas face à viabilidade. Banco de Fomento chumba empréstimo à Groundforce

O Banco Português de Fomento (BPF) não aprovou o empréstimo de 30 milhões de euros pedido pelo Conselho de Administração da Groundforce, por não haver um plano de reestruturação da empresa e por falta de …

Operação Lex. Juiz Luís Vaz das Neves arrisca reforma compulsiva

O juiz Luís Vaz das Neves, ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa e arguido na Operação Lex, arrisca passar à aposentação compulsiva.  De acordo com o Correio da Manhã, que avança a notícia esta quinta-feira, …

Nove administradores e 24 diretores. Banco de Fomento já terá fechado estrutura

O jornal ECO avança, esta quinta-feira, que a estrutura do Banco Português de Fomento vai contar com nove administradores, dos quais quatro são executivos, e 24 diretores. A estrutura do Banco de Fomento já estará fechada, …

Guerra aberta no PSD. Rui Rio arrisca repreensão, Adão Silva pode perder o mandato

Rui Rio, presidente do PSD, e Adão Silva, líder do grupo parlamentar, estão a ser alvo de um processo disciplinar aberto pelo Conselho de Jurisdição do partido e arriscam sanções. A decisão ainda não está tomada, …