/

Meteorito “bola de fogo” está cheio de compostos orgânicos extraterrestres imaculados

O fragmento de meteorito que caiu no Lago Strawberry que contém compostos orgânicos extraterrestres primitivos

O meteorito “bola de fogo”, que caiu num lago congelado em 2018, deu uma ideia aos cientistas de como se parecem estas rochas quando estão no Espaço.

Na noite de 16 de janeiro de 2018, um meteorito “bola de fogo” cruzou o céu dos Estados Unidos e caiu no Lago Strawberry, no Michigan. Os cientistas usaram um radar meteorológico para descobrir onde caíram os fragmentos e conseguiram apanhá-los antes de a sua composição química ter sido alterada peça exposição à água líquida.

Agora, um novo estudo revela que este meteorito contém compostos orgânicos não contaminados que podem dar mais luzes sobre a origem da vida na Terra. Além disso, o meteorito pode dar uma ideia aos cientistas de como se parecem estas rochas quando estão no Espaço sideral.

A rocha “permaneceu incontaminada e pudemos ver que os minerais não foram muito alterados”, explicou Philipp Heck, curador do Field Museum, citado pelo Europa Press.

“Descobrimos que o meteorito continha um rico stock de compostos orgânicos extraterrestres”, que ” foram entregues à Terra primitiva por meteoritos e podem ter contribuído para os ingredientes da vida”.

Quando a bola de fogo atingiu o Michigan, os cientistas usaram o radar meteorológico da NASA para localizar os pedaços que caíram na Terra. Menos de dois dias depois, o caçador de meteoritos Robert Ward encontrou o primeiro fragmento na superfície gelada do Lago Strawberry, que foi doado ao Field Museum.

Depois de o analisaram, os investigadores concluíram que o meteorito era um condrito H4 – só 4% de todos os meteoritos que caem na Terra são deste tipo. Além disso, a rocha mostra uma “grande diversidade de matéria orgânica”.

O artigo científico com as descobertas foi publicado no dia 14 de outubro na Meteoritics & Planetary Science.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.