Bitcoin ajudou a financiar ciberespionagem eleitoral da Rússia, acusam os EUA

A bitcoin terá ajudado a financiar o esquema de ciberespionagem nos Estados Unidos levado a cabo por 12 agentes russos durante as eleições presidenciais de 2016.

Segundo um relatório, apresentado esta sexta-feira pelo vice-procurador-geral dos Estados Unidos, Rod Rosenstein, no âmbito das investigações do procurador especial Robert Mueller à interferência de agentes russos no processo eleitoral dos EUA, a bitcoin ocupou um lugar central no financiamento do esquema de ciberespionagem nos EUA levado a cabo por 12 agentes russos durante as eleições presidenciais de 2016.

Na acusação contra os serviços secretos militares da Rússia (GRU), lê-se que “para evitar deteção, os atacantes usaram uma rede de computadores em todo o mundo, incluindo nos EUA, e pagaram por esta infra-estrutura com criptomoedas“.

O uso da bitcoin, a moeda mais usada para comprar servidores, registar domínios, entre outras operações, possibilitou aos atacantes “evitar uma relação tradicional com as instituições financeiras, permitindo-lhes escapar ao escrutínio sobre a sua identidade e fundos”.

Em 2016, as transações passaram despercebidas, mas o seu registo acabou por ajudar a identificar os responsáveis. De acordo com o jornal Público, os 12 agentes russos terão realizado transações no valor de cerca de 95 mil dólares americanos, em bitcoins, sem levantar suspeitas.

As transações ficam registadas na blockchain, a base de dados descentralizada em que assenta a bitcoin, mas as identidades são ocultadas através de identificadores alfanuméricos.

No entanto, explica o jornal, os espiões russos terão ido ainda mais longe ao usar centenas de emails diferentes, associados a identidades fabricadas, para registar as transações. Segundo o relatório, “por vezes, como parte do processo de pagamento”, os atacantes “forneciam os vendedores com moradas absurdas como ‘usa Denver AZ’ ou ‘gfhgh ghfhgfh fdgfdg WA'”.

Mas, apesar do carácter anónimo da bitcoin, os 12 agentes russos foram detetados a utilizar os mesmos computadores nos quais realizam as transações com bitcoins para levar a cabo os ataques, informam as autoridades norte-americanas. A maioria vinha sob a forma de ataque de phishing, em que emails com vírus foram enviados aos membros da campanha de Hillary Clinton para lhes roubar o acesso às contas.

Além disso, o relatório apresentado esta sexta-feira nota ainda que os serviços militares secretos russos também criaram parte das criptomoedas que utilizaram para pagar infra-estrutura utilizada nos ciberataques.

Este relatório é uma prova de que a bitcoin pode mesmo ser utilizada em operações de lavagem de dinheiro e manipulação política. Christine Lagarde, diretora-geral do Fundo Monetário Internacional, diz ser preciso travar “o lado negro” das criptomoedas.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Aprovadas alterações à lei eleitoral autárquica. Eleitores em confinamento podem votar em casa e em lares

A Assembleia da República aprovou esta quinta-feira, por maioria, as alterações à lei eleitoral autárquica, que dá resposta às reivindicações dos movimentos de autarcas independentes que se queixavam de dificultar as candidaturas. Votaram a favor PS, …

Sporting interessado em Claudinho, estrela da Red Bull

O Sporting está à procura de reforços para o ataque, tendo em vista já a próxima temporada. Claudinho, do Red Bull Bragantino, é um dos favoritos. O principal foco do Sporting para esta temporada é conquistar …

Sondagem. Operação Marquês faz PS cair e PSD subir

O PSD subiu quatro pontos percentuais na mais recente sondagem, enquanto o PS desceu dois pontos. A decisão da Operação Marquês pode ter tido influência nas intenções de voto. A mais recente sondagem ICS/ISCTE para o …

Cristiano Ronaldo quer regressar ao Manchester United, avança imprensa italiana

O jornal Gazzetta dello Sport escreve que Cristiano Ronaldo quer regressar ao Manchester United, podendo fazê-lo já no final desta temporada. Não seria a primeira vez que se falava do interesse do Manchester United em Cristiano …

Os antigos egípcios tinham uma fixação por gatos. A explicação é mórbida

Os antigos egípcios são conhecidos pela sua adoração por gatos. Ao contemplar peças elaboradas por estes, são muitas as homenagens a estes bichos de quatro patas: desde estátuas gigantescas a joias complexas. Mas por que …

Governo aceita mudanças no teletrabalho. Quer evitar mais uma coligação da oposição

O Governo admite vir a fazer ajustes no decreto-lei que estende até ao final do ano a obrigatoriedade do teletrabalho. O objetivo é evitar uma coligação negativa no Parlamento. Miguel Cabrita, secretário de Estado Adjunto e …

Portugal vai ter doses da AstraZeneca e J&J a mais. Testes da vacina portuguesa previstos para julho

Neste trimestre, Portugal vai receber mais de nove milhões de doses de vacinas, das quais cerca de 5,5 milhões da Pfizer, 795,6 mil da Moderna, 1,6 milhões da AstraZeneca e 1,2 milhões da Janssen. Com a …

Abelhas bebé adoram hidratos de carbono. Descoberta pode ajudar a salvar a espécie

Uma equipa de investigadores percebeu que as abelhas bebé adoram hidratos de carbono. Esta descoberta pode ajudar a salvar a espécie. As abelhas selvagens são essenciais para sustentar as paisagens que amamos. Uma comunidade saudável de …

Restrições ao fim de semana podem acabar em maio

Políticos e especialistas voltam a reunir-se na sede do Infarmed, na próxima semana, para decidir como avança a última fase do desconfinamento, que começa a 3 de maio. Os dados da pandemia encorajam o Governo …

Crónica ZAP - Nota Artística por Nuno Miguel Teixeira

Nota artística: há Jardim na Boavista, há perfume Gaitán em Braga

https://soundcloud.com/nuno-teixeira-264830877/sp-braga-2-1-boavista-o-musical Não foi há muitos anos que Sporting de Braga e Boavista lutaram pelo título, pelo primeiro lugar. Agora o contexto é outro: os primeiros querem ficar no pódio da classificação correta e os segundos não …