Biden quer retomar acordo nuclear com o Irão, embora reconheça que será “difícil”

O vencedor das eleições presidenciais norte-americanas, Joe Biden, pretende retomar o acordo nuclear com Irão antes mesmo de novas negociações, assumiu o democrata numa entrevista ao New York Times.

Joe Biden afirmou, durante a campanha eleitoral, que se as autoridades iranianas voltassem a “respeitar estritamente” os limites impostos pelo texto internacional de 2015 ao seu programa nuclear, os EUA, por sua vez, voltariam ao acordo como “ponto de partida” para novas negociações, e diz-se disposto a cumprir apesar da “pressão máxima” de Donald Trump contra concessões ao país.

“Será difícil, mas sim. A melhor forma de alcançar alguma estabilidade na região” é lidar com “o programa nuclear” de Teerão, disse Biden ao ser questionado por um colunista da publicação norte-americana sobre se essa ainda é a sua posição.

Em 2018, Trump abandonou o acordo alcançado com o Irão pelos Estados Unidos, China, Rússia, Alemanha, França e Reino Unido para impedir o país do médio oriente de adquirir armas nucleares, considerando-o insuficiente para conter o comportamento “desestabilizador” daquela República islâmica.

Nessa altura, o presidente retomou e endureceu as sanções que tinham sido levantadas em 2015, para desgosto dos aliados europeus, que tentavam salvar o acordo, e Teerão começou a ignorar algumas restrições às suas atividades nucleares.

“Só depois de Washington e Teerão retomarem o acordo, em consulta com os nossos aliados e parceiros, nos iremos envolver em negociações e acordos de acompanhamento para endurecer e estender as restrições nucleares impostas ao Irão e para lidar com o programa de mísseis iraniano”, explicou Joe Biden.

As novas negociações, nas quais Biden pretende envolver também os rivais regionais do Irão, como a Arábia Saudita, também deverão incluir as atividades no país no médio oriente.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Liberdade para a Dinamarca". Novos incidentes em manifestação contra restrições

Uma manifestação contra as restrições impostas para conter a pandemia, organizada por um grupo radical, em Copenhaga, originou novos incidentes na noite de sábado e resultou em cinco detenções, relataram a polícia e os meios …

Pela primeira vez, um restaurante vegan ganha uma estrela Michelin em França

Um restaurante de comida totalmente vegan em França foi o primeiro do país a receber a desejada estrela Michelin. Localiza-se perto de Bordéus. A concessão da estrela ao ONA (Origine Non-Animale) é mais uma evidência de …

Onze mineiros resgatados com vida de uma mina de ouro na China

Onze mineiros presos há duas semanas dentro de uma mina de ouro na China, devido a uma explosão, foram hoje trazidos em segurança para a superfície, informou a televisão estatal chinesa. No dia 10 de janeiro, …

Multimilionário oferece 1 milhão em prémios por evidências de vida após a morte

Um empresário de Las Vegas, nos Estados Unidos, está a oferecer um milhão de dólares em prémios em troca de evidências de que existe vida após a morte. O investidor imobiliário e empresário espacial Robert Bigelow, …

Marcelo reeleito com 55% a 62% dos votos. Ana Gomes em segundo lugar

Marcelo Rebelo de Sousa foi reeleito para um segundo mandato como Presidente da República, após vencer as eleições deste domingo com 55% a 62% dos votos.  Segundo as primeiras projeções, Ana Gomes deverá ficar em …

Itália vai processar Pfizer e AstraZeneca devido a atrasos nas vacinas. UE pede "transparência"

A Itália vai processar a Pfizer Inc e a AstraZeneca devido aos atrasos na entrega das vacinas contra a covid-19 e para garantir os fornecimentos – não para obter compensações, disse neste domingo o ministro …

Declínio cognitivo relacionado com a idade pode ser reversível

Cientistas conseguiram reverter em ratos o declínio cognitivo causado pelo envelhecimento. O objetivo dos investigadores é que as farmacêuticas baseiem-se neste estudo para criar um composto que possa ser administrado em humanos. As células específicas do …

Afluência às urnas é menor (mas há mais votantes). Abstenção deverá ficar entre os 56 e 60%

A afluência às urnas às 16:00 nas presidenciais de hoje em Portugal, 35,4%, é a segunda mais baixa desde as eleições de 2006, ano em que este número passou a ser divulgado pela administração eleitoral. Esta …

Reino Unido já vacinou quase 6 milhões. Alemanha aumenta controlo nas fronteiras

O Reino Unido já administrou a primeira das duas doses da vacina contra o novo coronavírus em cerca de seis milhões de pessoas, quando o número de mortes no país devido à pandemia está perto …

Polícia desmantela rede de tráfico internacional de armas (e descobre santuário dedicado a Hitler)

Em dezembro, as autoridades espanholas conseguiram desmantelar uma rede ilegal de armas que operava em toda a Europa, e acabou por capturar os traficantes. O que a polícia não esperava era encontrar um armazém cheio …