Administração Biden envia navio de guerra para estreito de Taiwan. China avisa: “quem brinca com o fogo, queima-se”

gageskidmore / Flickr

O Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden

A Marinha dos Estados Unidos enviou na quarta-feira um contratorpedeiro para o estreito de Taiwan. Esta foi a primeira vez que um navio de guerra atravessou o canal sob a administração de Joe Biden. A ação é vista por Pequim como uma provocação que encoraja a independência de Taipé.

A questão da independência de Taiwan foi um dos primeiros grandes desafios de política externa para o Presidente dos EUA Joe Biden, que tomou posse a 20 de janeiro.

China e Taiwan vivem como dois territórios autónomos desde 1949. Contudo, a China considera Taiwan como território sob a sua soberania e opõe-se a qualquer tipo de interação oficial entre outros países e a ilha.

Assim, o envio do “destroyer” norte-americano USS John S. McCain, com porto no Japão, para o estreito de Taiwan é, para Pequim, uma provocação a favor da independência de Taipé, avança a RTP.

No entanto, o tenente Joe Keiley, porta-voz da 7.ª Frota da Marinha dos EUA, defendeu, que o contratorpedeiro estava apenas a fazer a sua rota de rotina de acordo com a lei internacional.

“A passagem do navio pelo estreito de Taiwan demonstra o compromisso dos EUA com um Indo-Pacífico livre e aberto. Os militares dos Estados Unidos continuarão a voar, navegar e a operar em qualquer lugar que a lei internacional permita”, defendeu Keiley em comunicado.

A última travessia do contratorpedeiro por esta região ocorreu na véspera de Ano Novo, ainda com Donald Trump na Casa Branca, quando o “destroyer” McCain passou, juntamente com o contratorpedeiro USS Curtis Wilbur, pelo estreito de Taiwan.

Já no primeiro fim-de-semana da presidência de Joe Biden, Taiwan denunciou que 13 aviões chineses atravessaram a Zona de Identificação da Defesa Aérea de Taiwan (ADIZ), o maior número num único dia até este ano.

Dias depois dos 13 aviões terem sobrevoado o estreito da Formosa e de Joe Biden ter sido empossado como 46.º Presidente dos Estados Unidos, a China advertiu que a “independência de Taiwan significa guerra”.

“Às forças independentistas de Taiwan deixamos esta séria mensagem: quem brinca com o fogo queima-se e a independência de Taiwan significa guerra”, disse, na altura, o porta-voz do Ministério da Defesa da China, Wu Qian.

“O Exército de Libertação Popular tomará todas as medidas necessárias para esmagar qualquer tentativa de independência de Taiwan e defenderá firmemente a soberania e a integridade territorial da China”, acrescentou.

Durante a Administração de Donald Trump, os EUA demonstraram um forte compromisso com a defesa de Taiwan ao aprovar a venda de equipamentos militares sofisticados para Taipé.

As declarações recentes da Administração Biden sugerem que este compromisso não será esquecido.

  ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. E assim começam as tropas Americanas a ser mobilizadas para conflitos, em linha com o que aconteceu nas duas admintrações Obama.

    Interessante ver que depois de um período de quatro anos em que o movimento foi inverso, “recolher das tropas”, registamos agora o avanço das mesmas.

    Cada um que tire as suas próprias elações.

RESPONDER

Com uma nova subida de preços na segunda-feira, portugueses correm às bombas

Com o anúncio do Governo da redução do ISP, e um possível aumento do preço dos combustíveis já na próxima semana, os portugueses estão a aproveitar o fim-de-semana para abastecer. Na sexta-feira, o Governo anunciou a …

O candidato às eleições presidenciais das Filipinas Ferdinand Marcos Jr.

Ferdinand-Duterte: Eleições filipinas podem pôr duas dinastias frente-a-frente (ou lado a lado)

Ferdinand Marcos Jr. é filho de um antigo ditador filipino. Agora é candidato às eleições presidenciais e poderá enfrentar a filha de Rodrigo Duterte, Sara, ou até aliar-se a ela. Ainda faltam mais de seis meses …

Recuperados da covid-19 vão poder tomar segunda dose se for preciso para viajar

A diretora-geral da Saúde revelou, este sábado, que os recuperados da covid-19 vão agora poder tomar uma segunda dose da vacina, caso seja preciso para poderem viajar. Esta semana, o Jornal de Notícias tinha avançado que …

Líder do PCP diz que problemas do país "não se resolvem com dramatizações"

O secretário-geral do PCP defendeu, este sábado, que os problemas do país "não se resolvem com dramatizações ou com o agigantar de dificuldades sobre o futuro", numa crítica ao Governo. Num discurso de quase 30 minutos …

Marcelo fez o que podia para prevenir crise política. Agora, fica à espera do diálogo

O Presidente da República transmitiu, este sábado, que fez em público e privado o que podia para prevenir junto dos partidos uma crise política e afirmou que espera diálogo sobre o Orçamento do Estado nos …

Candidato do Chega detido por tentativa de homicídio de família sueca

O suspeito da tentativa de homicídio de uma família sueca em Moura, Beja, foi candidato do Chega à freguesia de Póvoa de São Miguel nas últimas eleições autárquicas. O líder do partido já condenou este …

A judoca Bárbara Timo

Judoca Bárbara Timo conquista ouro nos -63kg no Grand Slam de Paris

A judoca portuguesa Bárbara Timo conquistou, este sábado, a medalha de ouro no primeiro dia do Grand Slam de Paris, na sua estreia na categoria -63 kg em provas do circuito mundial. Bárbara Timo, de 30 …

Afinal, o início do Universo pode nunca ter realmente existido

Investigador português da Universidade de Liverpool partiu da teoria dos conjuntos causais para pôr em causa alguns dos conceitos mais importantes na complexa evolução do Universo. A ideia de que o nosso universo foi criado através …

Exoplaneta gigante conseguiu sobreviver à morte da sua estrela

Cientistas encontraram um exoplaneta gigante que parece ter conseguido sobreviver à morte da sua estrela, orbitando neste momento uma anã branca. As anãs brancas são o processo final de estrelas e chegam a ser tão densas …

Homem budista a meditar

O tukdam - um estado mental "meio-morto" dos monges budistas - é o novo fascínio da ciência

Os monges budistas conseguem chegar a um estado de meditação tão profunda que não é detectada qualquer actividade cerebral. No Budismo no Tibete, há um conceito mítico conhecido como "thukdam" ou "tukdam". Acredita-se que este é …