Benfica vs Boavista | Mão cheia de golos antes do dérbi

Miguel A. Lopes / Lusa

O Benfica recebeu e goleou o Boavista por 5-1, em jogo da 19ª jornada da Liga NOS – um triunfo concludente que reflecte a superioridade da “águia” ao longo de praticamente todo o jogo, com domínio, futebol de ataque, eficácia de remate e golos de belo efeito, em especial o último, por Álex Grimaldo.

O Boavista, orientado interinamente por Jorge Couto, antes de Lito Vidigal assumir o comando da equipa, nada pôde fazer frente a uma “águia” que, na próxima jornada, desloca-se a Alvalade para defrontar o Sporting.

O Jogo explicado em Números

  • O jogo começou praticamente com uma ocasião flagrante para o Boavista. Aos sete minutos, Gabriel falhou um passe para Odysseas Vlachodimos, Aymen Tahar ficou na cara do guardião grego, mas atirou ao poste, quando tinha tudo para facturar. A máxima do futebol, que diz que quem não marca, sofre, valeu de imediato.
  • Aos nove, Pizzi bateu um livre da direita e, ao segundo poste, João Félix, nas alturas, fez o 1-0 para o Benfica. Ao primeiro remate, os “encarnados” colocavam-se em vantagem e mostravam-se afoitos no ataque, ao mesmo tempo que dominavam por completo. Por volta do primeiro quarto-de-hora, a equipa da casa registava cerca de 74% de posse de bola, embora sentisse dificuldade para rematar, por falta de espaços.
  • A tendência manteve-se e, aos 26 minutos, um cabeceamento de Rúben Dias – novamente após livre de Pizzi – encontrou a barra da baliza Helton Leite. E aos 28 aconteceu o 2-0. Haris Seferovic isolou-se na esquerda, o seu remate foi travado pelo guardião “axadrezado”, mas a bola sobrou para Pizzi, que encostou com êxito.
  • A meia-hora mostrava um jogo praticamente de sentido único desde aquele primeiro lance de golo do Boavista. O Benfica registava, nesta fase, 68% de posse de bola, nove remates, cinco deles enquadrados. Oito desses disparos aconteceram dentro da área boavisteira, numa partida com nove cantos… todos para os lisboetas.
  • O segundo golo teve o condão de tirar um pouco de intensidade ao jogo, com o Benfica a não conseguir criar mais nenhum lance claro de perigo. Quando o conseguiu teve Seferovic quase sempre como protagonista, mas pela negativa, desperdiçando duas ocasiões flagrantes. Esse abrandamento foi aproveitado pelo Boavista, que reduziu aos 42 minutos por Talocha, a aproveitar uma bola solta na área benfiquista, após canto.
  • Vantagem benfiquista que se justifica pelo domínio completo exercido pelas “águias” no primeiro tempo, que poderia até apresentar outros números, apesar de o Boavista ter criado muito perigo nos poucos ataques que fez.
  • Muita posse de bola, mais remates, com boa eficácia, facilidade em entrar na grande área contrária e dez cantos contra um eram os números dos anfitriões.
  • Ainda assim, o Boavista marcou no único que dispôs, com o Benfica a desperdiçar duas ocasiões flagrantes, ambas por Seferovic.
  • O melhor nesta fase era Pizzi. O médio, a jogar na ala direita como tem sido hábito nos últimos jogos, registava um GoalPoint Rating de 7.5, fruto de um golo, uma assistência, uma ocasião flagrante criada e quatro passes para finalização, para além de dois dribles completos em três tentativas.
  • O segundo tempo começou com o Boavista a querer assumir o jogo, aproximando-se com perigo da baliza benfiquista. Para além de 41% de posse de bola por volta dos 54 minutos (altura do 3-1 do Benfica), registava os três únicos remates do segundo tempo, um deles enquadrado.
  • E esse adiantamento acabou por ter consequências. Num rápido contra-ataque, João Félix fugiu pela direita, cruzou rasteiro para o segundo poste, onde apareceu Seferovic a marcar.
  • O Boavista sentiu o golo e a reacção esfriou. Por volta da hora de jogo já o Benfica registava cinco remates no segundo tempo, um enquadrado, mantendo-se os boavisteiros com três.
  • João Félix, com um golo, uma assistência e o máximo de faltas sofridas (4), ia-se destacando pela qualidade do seu jogo, apesar de muitas vezes encostado às alas, para fugir às marcações individuais.
  • Aos 70 minutos o jogo decorria em ritmo mais pausado, com o Benfica a reassumir domínio total (64% de posse de bola). O 4-1 surgiu, assim, com naturalidade. Aos 72 minutos, Pizzi fugiu pela direita, rematou para boa defesa de Helton Leite, mas na recarga, Seferovic atirou a contar.
  • O vencedor estava encontrado, faltando saber se o resultado se iria avolumar. Por volta dos 80 minutos, o Benfica registava 20 cruzamentos de bola corrida, dez em cada metade, bem como 16 cantos e 13 remates dentro da grande área contrária, num total de 17.
  • E o marcador viria mesmo a funcionar novamente. Aos 86 minutos, Álex Grimaldo arrancou um remate portentoso de fora da área, para o 5-1, naquele que foi o ponto mais alto da partida. E aos 90, o Boavista poderia ter reduzido, por Mateus, de penálti, a castigar falta de Samaris sobre Carraça. Mas Odysseas defendeu o remate.

O Homem do Jogo

O regresso às grandes exibições de Pizzi. O médio benfiquista foi o melhor em campo nesta goleada, registando um GoalPoint Rating de 8.3. Uma nota muito alta suportada por diversos detalhes de jogo em que o brigantino esteve a um nível muito elevado: um golo em três remates (dois enquadrados), uma assistência, uma ocasião flagrante criada em cinco passes para finalização (máximo da partida) e três dribles completos em cinco tentativas. Pizzi está a readaptar-se muito bem à função de médio-direito.

Resumo

PARTILHAR

RESPONDER

"Lavar as mãos". Vídeo da DGS é o mais popular do ano no YouTube

2020 foi um ano atípico em vários aspetos do quotidiano, obrigando à introdução de novas rotinas e ao reforço de outras por muitos já descuradas. Reflexo dessa disrupção é o ranking anual do YouTube, divulgado esta …

Drenthe falido: "Não é muito importante"

Antigo futebolista do Real Madrid não está preocupado com a declaração feita por um tribunal dos Países Baixos. Drenthe joga numa equipa da terceira divisão nacional. Royston Ricky Drenthe foi, enquanto adolescente, considerado um dos melhores …

Sonda espacial chinesa conclui recolha de amostras da superfície lunar

A sonda chinesa Chang'e 5 concluiu a recolha e armazenamento de rochas e detritos da superfície lunar, e prepara-se para voltar à Terra, informou esta quinta-feira a Administração Espacial Nacional da China. "Às 22 horas de …

Seca obriga Namíbia a por à venda 170 elefantes

A Namíbia, que se encontra em risco de seca, pôs à venda 170 elefantes vivos para reduzir o seu número no território, em parte devido ao crescente conflito entre humanos e animais desta espécie ameaçada …

Benfica 4 - 0 Lech Poznań | “Saco cheio” rumo ao apuramento

Um, dois, três e quatro. Foram estes os golos – apontados por Vertonghen, Darwin Núñez, Pizzi e Weigl – que o Benfica marcou na goleada que aplicou na noite desta quinta-feira ao Lech Poznań, num …

Cientistas encontram evidências de uso de drogas psicadélicas numa caverna com arte rupestre

Uma flor vermelha redemoinhada rabiscada numa parede de uma caverna há cerca de 400 anos é a primeira evidência definitiva de que os nativos norte-americanos consumiam drogas psicadélicas em locais de arte rupestre. Descoberta na caverna …

Musk queria batizar a sua tequila de "Teslaquila", mas o México disse que não

O multimilionário Elon Musk, CEO da Tesla e da Space X, quis batizar a sua tequila de "Teslaquila", mas as autoridades mexicanas impediram a utilização do nome, invocando os direitos do uso da palavra e …

Namíbia acaba de eleger um deputado chamado Adolf Hitler. É ativista e "anti-apartheid"

A Namíbia acaba de eleger nas eleições regionais um deputado chamado Adolf Hitler, um conhecido ativista e "anti-apartheid" em Uunona, a sua cidade natal, localizada no norte do país africano. "Adolf Hitler teve uma vitória …

Empresário de media pró-democracia preso por acusação de fraude em Hong Kong

O dono do jornal antigoverno Apple Daily, Jimmy Lai, conhecido pela luta pela democracia em Hong Kong, foi detido sem fiança, acusado de irregularidades no contrato de 'leasing' do edifício onde está o órgão de …

Novos drones de resgate usam Inteligência Artificial para encontrar pessoas perdidas na floresta

Em situações em que as pessoas se perdem na floresta, o tempo é essencial para resgatá-las, pois quanto mais tempo ficam perdidas mais perigosa a situação se torna. Mas será que existem todas as ferramentas …