Benfica vence Zenit na Rússia e segue para os “quartos” da Champions

Isabel Cutileiro / SL Benfica

Um Benfica tão desfalcado como personalizado garantiu hoje em São Petersburgo o apuramento para os quartos de final da Liga dos Campeões em futebol, com um triunfo por 2-1 face ao Zenit, selado com dois golos no final.

O ex-portista Hulk ainda ‘anulou’, aos 69 minutos, o tento com que Jonas tinha dado vantagem aos ‘encarnados’ na Luz, mas, Gaitán, aos 85, após potente remate de Raúl Jiménez à barra, e Talisca, aos 90+5, apuraram os ‘encarnados’.

Quatro dias após o triunfo por 1-0 em Alvalade, sobre o Sporting, que valeu a liderança da I Liga, o Benfica somou, assim, a quarta presença nos ‘quartos’ da ‘Champions’, repetindo 1994/95, 2005/06 e 2011/12.

A formação ‘encarnada’ fez história e conseguiu-o muito desfalcado, no setor recuado: faltaram Júlio César, três centrais (Luisão, Jardel e Lisandro López) e André Almeida, mas o coletivo tudo superou, o que tem, aliás, sido um hábito na primeira época sob o comando de Rui Vitória.

A inédita dupla de centrais composta por Lindelöf e o adaptado Samaris esteve impecável, tal como o regressado Fejsa em frente da defesa, ao lado do ‘inesgotável’ Renato Sanches, e quando tudo falhou, lá atrás, Ederson resolveu.

No ataque, a dupla Jonas / Mitroglou ficou a ‘zero’, mas o ‘capitão’ Gaitán resolveu, com a ajuda dos suplentes Raúl Jiménez, decisivo no primeiro golo, e Talisca, que entrou nos descontos para selar a ‘simbólica’ vitória.

No ‘top 8’ da Liga dos Campeões, o Benfica aguardará agora que a ‘estrelinha’ o acompanhe e possa encontrar, por exemplo, o Wolfsburgo, para poder sonhar com a primeira presença nas ‘meias’, que, antes, AC Milan (1994/95), FC Barcelona (2005/06) e Chelsea (2011/12) não permitiram.

Sem os lesionados e castigados, Rui Vitória fez entrar no ‘onze’ Ederson, Nelson Semedo e Fejsa e recuou Samaris para o centro da defesa.

Assim, o Benfica entrou com Nelson Semedo, Samaris, Lindelöf e Eliseu, à frente de Ederson, um meio campo com Fejsa e Renato Sanches, ao meio, e Pizzi e Gaitán, nos extremos, e um ataque com Jonas nas costas de Mitroglou.

Por seu lado, André Villas-Boas mudou quatro ‘peças’, trocando os castigados Criscito e Javi Garcia por Zhirkov e Maurício e ainda Garay e Shatov, relegados para o banco, por Luís Neto e Kokorin.

A formação ‘encarnada’ entrou personalizada, recusando-se a entregar o comando do encontro ao adversário e foi a primeira equipa a criar perigo, num livre de Jonas que Lodygin desviou para canto, aos cinco minutos.

A resposta veio de Dzuyba, aos sete, com um remate pouco ao lado do poste esquerdo, depois de assistência de Danny, o homem que pautava todo o jogo dos russos.

O equilíbrio continuou a marcar a primeira parte, com Jonas (13 minutos), Renato Sanches (20), que falhou o alvo por muito pouco, e Nelson Semedo (31) a rematarem de fora da área com perigo, enquanto, do outro lado, Dzyuba viu as suas intenções anuladas por Ederson (27), com saída arrojada, e Eliseu (31).

O Zenit reentrou melhor, mas só se tornou mais forte depois das entradas de Shatov e, sobretudo, de Smolnikov, que apareceu com muito perigo à entrada da pequena área, aos 60 minutos, mas rematou fraco para Ederson segurar.

Pouco depois, aos 62 minutos, foi novamente Dzyuba a criar muito perigo, mas, desta vez, com resposta pronta do Benfica, aos 63: Pizzi isolou Jonas com um passe de cabeça, mas o brasileiro rematou contra Lodygin.

Já com Jiménez em vez de Mitroglou, o Zenit adiantou-se aos 69 minutos: Zhirkov fugiu pela esquerda, depois de aparente falta sobre Nelson Semedo, e, com inteligência, esperou pela hora certa e cruzou para Hulk marcar de cabeça.

A eliminatória ficou igualada e o jogo acalmou, mas ficou mais ‘partido’, com Lindelöf a ameaçar a igualdade aos 72 minutos, num cabeceamento, após canto de Gaitán. O guarda-redes Lodygin voltou a não o permitir.

Aos 81 minutos, o Zenit teve a oportunidade de marcar o segundo golo, com o ‘gigante’ Dzyuba a ‘furar’ toda a defesa ‘encarnada’ e a ficar na ‘cara’ de Ederson, que, mais uma vez, saiu muito bem dos postes e defendeu.

Os russos não marcaram e, aos 85 minutos, o Benfica acabou com a eliminatória: Jiménez rematou muito forte, de muito longe, Lodygin fez mais uma grande defesa, desviando para a barra, mas, na recarga, Gaitán foi o primeiro a chegar e limitou-se a encostar de cabeça.

Com tudo praticamente resolvido, o Zenit ainda assustou, por Hulk e Danny, mas foi a formação ‘encarnada’ que ainda chegou ao triunfo, na última jogada, por intermédio de Talisca, após grande trabalho individual.

Futebol365

PARTILHAR

RESPONDER

Portugal deixa de estar entre regiões da UE de risco elevado

Esta quarta-feira, Portugal saiu da lista de regiões europeias de risco muito elevado devido à pandemia de covid-19. Portugal deixou de estar entre as regiões europeias de risco muito elevado devido à pandemia de covid-19 nos …

Brueckner absolvido de suspeitas no caso da "Maddie alemã"

Christian Brueckner foi absolvido das suspeitas que recaíam sobre si no caso do desaparecimento de Inga Gehricke, conhecida como a "Maddie alemã".  O The Sun avança, esta quarta-feira, que Christian Brueckner, suspeito do rapto de Madeleine …

Carlos Moedas é o candidato do PSD a Lisboa

Rui Rio está reunido com Carlos Moedas, ao final da tarde desta quinta-feira. Em cima da mesa está a corrida autárquica e a aposta no antigo comissário europeu para derrubar Fernando Medina da Câmara Municipal …

"Acabou-se o amor e as versões alteraram-se." Maria e Mariana julgadas pela morte de Diogo Gonçalves

O Tribunal de Portimão começou, esta quarta-feira, a julgar duas mulheres suspeitas de terem matado um jovem, em março do ano passado, no Algarve. As arguidas - uma enfermeira e uma segurança - estão acusadas pelo …

Dois anos depois, primeiro produto de canábis chega às farmácias em abril

Dois anos depois de aprovada a lei, as farmácias portuguesas já receberam "luz verde" para começar a vender o primeiro produto de canábis a partir de abril. De acordo com o Jornal de Notícias, que avança …

"Sucesso completo". China declara (outra vez) que erradicou a pobreza extrema

O Presidente da China, Xi Jinping, declarou esta quinta-feira oficialmente que o país concluiu a "árdua tarefa" de erradicar a pobreza extrema, apontando que 98,99 milhões de pessoas saíram daquela condição nos últimos oito anos. "Hoje, …

Relatório acusa príncipe saudita de aprovar a morte de Khashoggi

Um relatório da inteligência norte-americana conclui que o príncipe herdeiro saudita aprovou o assassínio do jornalista Jamal Khashoggi, em 2018. O príncipe herdeiro e governante da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, aprovou o assassínio em 2018 …

Venda de barragens. Terra de Miranda acusa EDP de fraude fiscal

O Movimento Cultural da Terra de Miranda suspeita que o negócio das barragens da EDP foi arquitetado de forma a escapar ao pagamento de impostos. Em causa está o pagamento de 110 milhões de euros …

Entre acusações a um Governo "incompetente" que "saiu do armário", foi aprovado o estado de emergência até 16 de março

Esta quinta-feira foi aprovada, na Assembleia da República, a renovação do estado de emergência até 16 de março. O decreto passou com votos a favor do PS, PSD, CDS, PAN e deputada não inscrita Cristina …

Alterações climáticas geram mais de 12 mil milhões de euros de perdas anuais na UE

Na apresentação da nova estratégia de Bruxelas para fazer face à crise ambiental, o vice-presidente executivo da Comissão Europeia, Frans Timmermans, afirmou que o combate às alterações climáticas já não passa apenas pela redução das …