Benfica envolvido em suspeitas de lavagem de dinheiro com jogador paraguaio

(dr) Francisco Vera / Instagram

Francisco Vera, avançado paraguaio contratado pelo Benfica em 2015.

Francisco Vera González é um nome que pouco diz à larga maioria dos benfiquistas, mas o jogador do Paraguai está a colocar o clube da Luz numa teia de suspeitas em torno de fraude fiscal e de lavagem de dinheiro. O Benfica ainda não comentou o caso.

O avançado paraguaio de 22 anos Francisco Vera foi contratado pelo Benfica ao Rubio Ñú, do Paraguai, em Julho de 2015, por 2,8 milhões de euros, mas não fez qualquer jogo pela equipa principal das águias.

Vera alinhou em 16 jogos da equipa B, marcando um único golo, e marcou presença como suplente não utilizado num único encontro da equipa principal do Benfica.

A transferência, que foi considerada “astronómica” à luz da realidade do Paraguai, conforme realça o jornal Hoy, está agora sob suspeita de fraude fiscal e de lavagem de dinheiro.

Uma reportagem do programa de televisão “La Caja Negra”, da estação de TV Unicanal, avança que o Rubio Ñu, clube do jogador, não declarou nenhum do dinheiro já recebido pela transferência.

Os valores da transferência de Vera foram revelados pela página Football Leaks, em fevereiro deste ano, apontando um negócio de 3,1 milhões de dólares (2,8 milhões de euros).

O contrato assinado por Luís Filipe Vieira e Domingos Soares de Oliveira, enquanto presidente e administrador da SAD da Luz, respectivamente, e pelo presidente do Rubio Ñu, Rubén Ruiz Diaz, e pelo então gerente do clube paraguaio, Carlos Gamarra, ex-defesa central dos encarnados, previa o pagamento do valor em sete prestações, segundo cita o Hoy.

A última prestação deve ser paga até ao próximo mês de dezembro, e o jornal paraguaio salienta que dos 1,46 milhões de euros que o Benfica já terá pago, nem um cêntimo foi declarado ao fisco pelo Rubio Ñu, de acordo com os registos da Autoridade Tributária paraguaia.

O Hoy destaca que há “indícios de evasão e de lavagem” de dinheiro e menciona o facto de o Paraguai estar entre os países investigados pelos EUA por suspeitas de que as transferências do futebol sejam usadas para branquear capitais.

O jornal paraguaio realça que este alegado esquema é suportado pelas “lacunas legais”, por “um sistema de controle frágil” e pela “cumplicidade de algumas autoridades”.

Também o campeonato do México tem sido apontado como um terreno fértil para a lavagem de dinheiro, nomeadamente oriundo do tráfico de droga.

Recentemente, foi notícia a ligação de cartéis de droga às transferências de Diego Reyes, Jackson Martínez e Héctor Quiñónez para o FC Porto.

Vera recebeu 530 mil euros pelo negócio

Vera, que assinou um contrato de cinco épocas com o Benfica, refere na reportagem do “La Caja Negra” que teve direito a 20 por cento dos valores do negócio, ou seja, cerca de 530 mil euros.

A investigação chega a avançar que o jogador se retirou do futebol e que passou a dedicar-se a um negócio de venda de artigos desportivos numa cidade do Paraguai.

No entanto, já depois disso, foi noticiado o empréstimo de Vera ao Fénix do Uruguai, e osite uruguaio Tenfield.com coloca mesmo Vera no onze que alinhou pelo Fénix frente ao Rentistas em jogo de preparação realizado na passada quarta-feira.

Vera, por seu turno, parece estar tranquilo, e no passado dia 26 de Agosto publicou no seu Instagram uma mensagem onde afirma ser o momento de “dar a volta” e de “começar de novo”.

SV, ZAP

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. O quê, o Benfica apanhado em lavagens de dinheiro? O BENFICA?!?! Só se for por distracção do Chefe que ele, nestas coisas, não brinca em serviço. Olha quem!

  2. Quem lê o titulo da reportagem chega logo à conclusão de que o Benfica anda metido na lavagem de dinheiro, que os seus dirigentes não são mais do que mafiosos que deviam estar todos presos, já agora os jogadores também, pois assim não poderiam revalidar o titulo. Porém ao lermos a respectiva reportagem lemos que o Benfica comprou um jogador a um clube do país X, está a pagá-lo em prestações e que ESSE mesmo clube não declarou o dinheiro da receita às finanças do respectivo país. É, os dirigentes do Benfica deviam ser todos presos por estarem a honrar o acordo firmado.

    • Olha lá!… O Nanibe tem TODA a razão! E nada tem a ver com clubismos! Só não vê é quem tem palas nos olhos (que talvez dê alguma dor de corno, talvez…)! O título sugere que o Benfica está (ou esteve) envolvido em lavagem de dinheiro, mas o texto NADA refere nesse sentido! Diz claramente, que é o clube paraguaio, que está envolvido em tais esquemas, e, em nenhum lado, existe qualquer referência ao envolvimento do Benfica. É mais um caso de um título (enganador) para chamar a atenção dos leitores. Truques da ZAP (e de outros). Seja algo que a Zap, e a maior parte da comunicação social não é: Isento!
      Nota: “Ó Nanibe vê lá bem como é que falas” Porquê? Disse algo ofensivo? Disse algo de inapropriado? Não! Então porquê isso do “vê lá bem como é que falas”?

  3. Pela porta 18 passam muitas malinhas de mão certamente e adversários no campeonato sempre carinhosos com o clube da Luz parece também haver até pelas declarações que vamos ouvindo durante as épocas de alguns responsáveis desportivos, portanto não me surpreende haver campeonatos fáceis para uns e difíceis para outros, mas tudo isto vai cair em saco roto como de costume.

    • É óbvio que não leu a notícia e ficou-se pelo título (que é totalmente enganador). Se ler o texto (eu li!) vai verificar que as “tais suspeitas de lavagem de dinheiro” dizem única e exclusivamente ao clube paraguaio. Até pode haver aquilo que considera como “campeonatos fáceis”, (e só pode falar disso quem não é adepto dos três grandes) mas não é disso que este “artigo” se trata. Leia e não se deixe “enganar” pelo título!

RESPONDER

Conselho de Ministros de hoje vai trazer de volta "antigo normal". Restauração abandona certificado

Governo vai reunir no dia de hoje para decidir quais os moldes em que avança a última fase do processo de desconfinamento. Regras só deverão entrar em vigor a partir de 1 de outubro. Após vários …

O que causou um enorme buraco na camada do ozono em 2020? A ciência já pode ter resposta

O grande buraco que se abriu na camada do ozono no ano passado pode ter sido desencadeado por temperaturas recordes, durante o inverno, no oceano Pacífico Norte, indicam novas análises. O enorme buraco, que se formou …

Rio diz que Governo “procura influenciar voto" com “notícia positiva” pré-eleições

O presidente do PSD defendeu que o Governo “se esforçou” por, em cima das autárquicas, dar uma notícia positiva aos portugueses sobre a pandemia, considerando que deveria tê-lo feito há mais tempo ou então só …

Um habitat demasiado perfeito pode ser pior para o acasalamento dos pandas

Apesar de serem necessários habitats para a sobrevivência dos pandas gigantes, estes animais têm uma maior tendência para reproduzir se não houver abundância de recursos. Este ano, as autoridades chinesas disseram que os pandas gigantes deixaram …

Computador quântico ajuda a criar um computador quântico melhor

Um computador quântico foi usado para projetar um qubit aprimorado que poderá alimentar a próxima geração de computadores quânticos mais pequenos, de alto desempenho e mais confiáveis. Da mesma forma que um bit binário é a …

Em apenas três anos, a Austrália perdeu um terço dos seus coalas

A seca, os incêndios florestais e a desflorestação na Austrália levaram o país a perder um terço dos seus coalas nos últimos três anos. A Austrália perdeu cerca de 30% dos seus coalas nos últimos …

Há modelos matemáticos que preveem se uma música vai ser viral — os mesmos utilizados com a covid-19

O uso de modelos matemáticos para antecipar o nível de sucesso de uma música pode começar a ser usado, a partir da publicação do presente estudo, por artistas e editoras para melhorar o desempenho dos …

Alemanha. Funcionário de posto de combustível abatido a tiro por cliente que se recusou a usar máscara

Um homem de 49 anos matou um funcionário de um posto de combustível na Alemanha, após tentar comprar cerveja sem utilizar a máscara. No país, o uso deste equipamento de proteção é obrigatório para entrar …

Um violino gigante flutuou no Grande Canal de Veneza (ao som de Vivaldi)

No passado fim de semana, um violino gigante, com quase 12 metros de comprimento, desceu o Grande Canal de Veneza. A bordo estava um quarteto de cordas, que tocou Four Seasons de Vivaldi. O Noah's Violin …

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …