Benfica e Aves têm acordos secretos “à margem da lei” para transferência de jogadores

SL Benfica e Desportivo das Aves mantêm acordos “secretos” e “à margem da lei” para a transferência de jogadores, segundo a manchete do jornal Público deste sábado.

A Vila das Aves é um destino frequente para jogadores ‘encarnados’ em empréstimo e a relação entre o SL Benfica e o Desportivo das Aves só se tem intensificado desde que os chineses da Galaxy Believers compraram 90% da SAD. Uma investigação do jornal Público revelou que os dois clubes abriram uma conta corrente oficiosa, em que os avenses chegaram a dever 2 milhões de euros em direitos económicos de jogadores.

Segundo o matutino, o Benfica cedeu, sem encargos, alguns jogadores ao plantel dos avenses, com adendas leoninas e sigilosas nos contratos. A SAD das ‘águias’ explica que “tem contas correntes com todas as SAD com quem tem relações comerciais”. A conta com o Desportivo das Aves está agora com um saldo desfavorável de 786,5 mil euros para o emblema do Norte.

Entre as temporadas de 2017-18 e 2018-19, Luquinhas, Carlos Ponck, Hamdou, Derley, Ricardo Mangas, Bruno Lourenço, André Ferreira, Salvador Agra, Cristian Arango e Mato Milos foram alguns dos jogadores benfiquistas que se transferiram para o Aves, seja por empréstimo ou em definitivo.

Algumas das cláusulas mais lesivas para o Aves são relativas à transferências de Luquinhas. Assim que o Benfica o comprou ao Vilafranquense, em 2017, os seus direitos desportivos foram cedidos ao Desp. Aves, livres “de quaisquer ónus ou encargos”, a título definitivo, assim como 50% dos direitos económicos.

No acordo assinado lê-se que o Aves teria de pagar os 50% numa futura transferência do jogador. No entanto, caso assinasse pelo FC Porto ou pelo Sporting CP, o Aves teria de pagar 5 milhões de euros adicionais. O Benfica tinha ainda preferência de compra dos direitos desportivos do atleta, caso contrário o emblema da Vila das Aves teria também de pagar 5 milhões. Os direitos económicos de Luquinhas poderiam ser readquiridos “pelo valor de 100 mil euros”.

Uma das cláusulas obrigava o Desportivo das Aves a manter o contrato com o jogador até 30 de junho de 2022. Algo que não foi cumprido pelo clube, sendo que o jogador acabou por se transferir para o Légia Varsóvia, da Polónia. Neste caso, estava também prevista uma penalização de 5 milhões de euros.

Especialistas em direito desportivo contactados pelo Público garantiram a existência de ilegalidade em alguns dos termos acordados nos contratos. Por exemplo, as cláusulas anti-rivais são proibidas pela lei portuguesa.

Um dos juristas consultados também alertou para a cláusula de recompra no valor de 100 mil euros, que poderá encobrir materialmente um empréstimo de um jogador disfarçado.

Aliás, não foi só com Luquinhas que o Benfica acordou cláusulas de discutível legalidade e secretas com o Aves. Também foi acordado um contrato semelhante com Ricardo Mangas, produto da formação do Benfica que se transferiu para o Desportivo das Aves.

O Público escreve ainda que a possibilidade de o Benfica estar a transgredir as normas e a emprestar jogadores de forma encapotada foi uma das suspeitas que motivou a operação Mala Ciao.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Algo que não foi “comprido” pelo clube? Ou algo que não foi “curto” pelo clube? 🙂 é “cumprido”, do verbo cumprir 🙂

RESPONDER

Na Colômbia, a "rebelião dos grisalhos" lutou contra o confinamento e a juíza deu-lhes razão

Um grupo de ilustres septuagenários, que liderou a iniciativa local da "rebelião dos grisalhos", na Colômbia, conseguiu uma grande vitória judicial. Na Colômbia, a "rebelião dos grisalhos" lutou contra o confinamento, exigindo mais tempo na rua …

EUA ponderam bloquear o TikTok e outras redes sociais chinesas

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, admitiu esta semana que os Estados Unidos estudam a possibilidade de bloquear a rede social de vídeos TikTok, bem como outras plataformas do género chinesas. Em entrevista à emissora …

Salgado acusa Banco de Portugal de "deslealdade" e "desonestidade"

Na contestação à coima aplicada pelo supervisor por violação de normas de prevenção de branqueamento de capitais, a defesa de Ricardo Salgado acusou o Banco de Portugal de ter sido “desleal e desonesto” na forma …

No Reino Unido, só 22% das pessoas que testaram positivo relataram ter sintomas

Um novo estudo acaba de revelar que, no Reino Unido, apenas 22% dos casos positivos tinha sintomas da covid-19 no dia em que fizeram o teste. Um estudo do Office for National Statistics (ONS) britânico, divulgado …

Administração Trump notifica formalmente o Congresso sobre saída da OMS

O Governo norte-americano informou esta terça-feira o Congresso sobre a sua saída forma da Organização Mundial da Saúde (OMS). A Administração Trump já notificou formalmente o Congresso norte-americano de que os Estados Unidos vão sair da …

“Não vou ser infetado e propagar a covid-19”. Burundi anuncia triagem maciça da população

O Governo do Burundi começou esta segunda-feira uma campanha de triagem maciça da covid-19, decisão que demonstra uma alteração das políticas implementadas pelo novo Presidente do país no sentido de combater mais assertivamente a propagação …

Despedida de Centeno e estreia de Leão. Eurogrupo elege presidente na quinta-feira

A eleição para a presidência do Eurogrupo, na quinta-feira, será a última reunião presidida por Mário Centeno e a estreia europeia de João Leão como ministro das Finanças. A eleição para a presidência do Eurogrupo é …

Governo está a preparar um programa específico de apoio ao Algarve

O Algarve terá um programa específico de apoio, que já está a ser preparado pelo Governo, avançou o ministro da Economia esta terça-feira. O ministro da Economia disse, esta terça-feira, que o Governo está a preparar …

OMS admite transmissão pelo ar e pede que se evitem espaços fechados

Depois do alerta de 239 especialistas, a Organização Mundial de Saúde diz que há novas provas de que o novo coronavírus se transmite pelo ar. A Organização Mundial de Saúde (OMS) admitiu, esta terça-feira, haver novas …

Lufthansa vai cortar mil empregos administrativos (e reduzir novas aeronaves a metade)

Esta terça-feira, a Lufthansa anunciou novas medidas do seu plano de reestruturação que incluem uma redução de mil postos de trabalho nos serviços administrativos. A companhia aérea alemã Lufthansa anunciou, esta terça-feira, que irá reduzir o …