Bélgica: quase 75% dos trabalhadores independentes definem o seu horário

World Bank Photo Collection / Flickr

Um em cada três trabalhadores por conta de outrem consegue definir horários. Há diferença evidente entre homens e mulheres.

São números específicos, embora não sejam muito surpreendentes: na Bélgica, praticamente dois terços dos trabalhadores por contra de outrem não conseguem definir o seu horário de trabalho.

O Statbel, portal estatal de estatísticas na Bélgica, divulgou nesta sexta-feira que 63,8% dos trabalhadores por contra de outrem têm o seu horário totalmente definido pela empresa.

Em profissões como operadores e instaladores de máquinas, 90% dos funcionários destes sectores cumprem sempre o horário definido pela empresa.

Na mesma categoria, 28% dos belgas conseguem definir parcialmente o seu horário de trabalho, enquanto apenas 8,2% definem totalmente quando entram e quando saem.

Os números mudam quando se trata de trabalhadores independentes: quase três em cada quatro trabalhadores (73,1%) definem totalmente quando começam a trabalhar e quando fecham o dia de trabalho.

As pessoas que ocupam cargos superiores são as que conseguem mais frequentemente definir o seu horário de trabalho: praticamente três quartos, também.

Há uma diferença evidente entre homens e mulheres: 36,6% dos homens definem integralmente o seu horário de trabalho; uma percentagem que desce para 22,8% entre as mulheres.

Em relação ao teletrabalho, 41,5% dos belgas trabalha em casa, ou sempre, ou frequentemente.

Os trabalhadores independentes trabalham mais à noite a ao fim-de-semana do que os trabalhadores por conta de outrem – aqui, 13,2% trabalham por turnos.

  Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.