Belenenses vende ações de que é titular na Belenenses SAD

O Belenenses vai alienar as 101.324 ações de que é titular na Belenenses SAD, com o valor nominal de 4,99 euros, através de um processo organizado de recolha de propostas de aquisição, anunciado esta sexta-feira pelos azuis.

“O Clube de Futebol ‘Os Belenenses’ decidiu desfazer-se das ações, ou seja, da participação social que detém na Belenenses SAD, cortando o único vínculo legítimo que ainda o liga à Belenenses SAD”, refere em comunicado, acrescentando que está aberto a propostas de aquisição.

O Belenenses justifica esta decisão com o facto de a Belenenses SAD, detida maioritariamente pela Codecity, desrespeitar o clube e desenvolver “uma prática institucional, desportiva e empresarial incompatível com a história, o património material e imaterial, os símbolos, os valores, os sócios, os adeptos, os atletas e os membros dos órgãos sociais”.

O clube alega ainda, entre as várias razões que aponta para a venda das ações, que com o fim do protocolo que o ligava à SAD (em 30 de junho de 2018, por recusa em renegociar os seus termos) “a Belenenses SAD deixou de ter qualquer título legítimo para ter a sua atividade ‘associada’ à atividade do Belenenses”.

O que inclui “poder utilizar diversos elementos patrimoniais do Belenenses, nomeadamente, a história, as instalações desportivas (incluindo o Estádio do Restelo), os símbolos, os sinais distintivos e a marca Belenenses”.

Não obstante, refere o comunicado, “e de decisões judiciais eficazes proibindo esse comportamento”, a Belenenses SAD “vem usando e usurpando os símbolos e as marcas” do Belenenses.

“O comportamento da Belenenses SAD não é objetivamente indiferente e as práticas da Belenenses SAD estão especialmente focadas em atingir negativamente os valores e os princípios de Os Belenenses e em depreciar o seu património”, denuncia.

Daí que, “a participação que o Belenenses detém na Belenenses SAD (de cerca de 10,1%, dado que possui 101.324 das 999.594 ações) comporta, hoje, um penoso encargo reputacional, materialmente relevante e insustentável” e o clube não quer “ser detentor de uma quota parte do capital da Belenenses SAD, que já em nada representa o clube“.

Na assembleia geral de 3 de fevereiro de 2018, o clube aprovou, por uma maioria de 98%, promover a cessação das relações jurídicas ainda eventualmente existentes com a Belenenses SAD e/ou a Codecity, e na de 29 de julho de 2018 aprovou, por maioria de 94%, legitimar a direção para vender as ações.

Ainda de acordo com o comunicado do Belenenses, “este anúncio não constitui uma oferta, convite, proposta ou recomendação para a compra das ações ou para a realização de um investimento na Belenenses SAD” e tão pouco pode ser interpretado como uma análise à qualidade das suas ações ou atividade.

O ‘divórcio’ entre o clube e a SAD levou a que uma nova equipa de futebol fosse criada pelo Belenenses no final da época 2017/18, desde o escalão mais baixo dos Distritais, e a adoção do Estádio Nacional como nova casa da Belenenses SAD, que disputa a I Liga.

PARTILHAR

RESPONDER

Montezemolo revelou o sonho que Ayrton Senna não cumpriu

O antigo presidente da equipa da Ferrari, Luca di Montezemolo, revelou que o seu maior arrependimento foi não ter conseguido levar Ayrto Senna para a equipa. Em 1994, Ayrton Senna morreu de forma trágica quando perdeu o …

Friends: atores já terminaram as gravações do episódio especial

Ainda antes de os talk shows serem suspensos devido à COVID-19, Matt LeBlanc foi um dos convidados do The Kelly Clarkson Show, onde confirmou que as gravações do episódio especial de FRIENDS estavam concluídas. O programa …

YouTube remove vídeos que vinculam falsamente a Covid-19 ao 5G

A onda de teorias falsas que ligam a pandemia da COVID-19 ao 5G levou a uma série de incidentes, incluindo ameaças a engenheiros. Agora, o YouTube está a reprimir essa desinformação. O YouTube informou que removerá …

Engenheiros construiram um ventilador caseiro. Pode servir como "último recurso"

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Vanderbilt, nos Estados Unidos, construiu um ventilador caseiro que pode ser usado como último recurso. A pandemia de covid-19 continua a desafiar as comunidades médicas e uma das ameaças …

Sepultura de genocídio encontrada no Ruanda pode conter 30 mil corpos

No Ruanda, foi encontrada uma sepultura que pode conter 30 mil vítimas do genocídio no país em 1994. Cerca de 800 mil tutsis e hutus moderados foram assassinados. Mais de 25 anos depois de um genocídio …

Belenenses SAD entra parcialmente em lay-off

"A indústria do futebol está entre as mais atingidas pelos efeitos da pandemia", que provocou a suspensão de praticamente todas as provas futebolísticas, destaca o Belenenses SAD. O Belenenses SAD, da I Liga de futebol, entrou …

Dois milhões de máscaras furtadas em Espanha podem ter sido vendidas em Portugal

O equipamento médico e sanitário furtado está avaliado em cinco milhões de euros e terá sido adquirido por uma empresa portuguesa que conhecia a proveniência do material. Um empresário de Santiago de Compostela foi detido por, …

Facebook terá tentado comprar um software de espionagem em 2017

O Facebook tem estado envolvido em vários escândalos e o mais recente está relacionado com a alegada compra da ferramenta Pegasus, usada para hackear iPhones. A empresa de segurança informática NSO Group, responsável pela Pegasus, alega …

Primeiro-ministro espanhol diz que coronavírus desafia o futuro da UE. E fá-lo em sete idiomas

O primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez publicou no domingo um artigo em sete idiomas europeus, argumentando que o coronavírus pode ser a ruína da União europeia (UE) caso não sejam tomadas medidas mais drásticas para lidar …

Viseiras de Leiria despertam cobiça. Bélgica e EUA queriam comprar toda a produção

Várias empresas de moldes e plásticos da região de Leiria estão a fabricar viseiras de protecção contra a Covid-19. Uma adaptação em tempos de pandemia que está a levantar atenção no estrangeiro, com EUA e …