Belenenses tem 14 jogadores com covid-19 (mas não pediu para adiar jogo com Benfica e critica a Liga)

Carlos Barroso / Lusa

O treinador do Belenenses, Filipe Cândido.

O treinador do Belenenses, Filipe Cândido.

O Belenenses está a contas com um surto de covid-19 que afecta 14 jogadores e o treinador Filipe Cândido. Mas, apesar disso, não pediu o adiamento do jogo deste sábado com o Benfica, alegando o “constrangimento” que isso colocaria no calendário e culpando a Liga Profissional pelo “mau planeamento”.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

São 17 os elementos do Belenenses que estão infectados com covid-19, incluindo 14 jogadores e o treinador Filipe Cândido. Uma situação complicada no dia em que o clube defronta o Benfica para o campeonato.

Ainda não é certo que o jogo se realize, mas o Belenenses refere que não pediu o adiamento apesar das “várias dificuldades” que enfrenta.

Não pedimos o adiamento do jogo a ninguém, nem ao Benfica, nem à Liga, nem às autoridades de saúde”, revelou o presidente do Belenenses, Rui Pedro Soares, aos jornalistas.

“Isso não aconteceu nem vai acontecer. O Belenenses não vai pedir o adiamento do jogo”, garantiu ainda.

Rui Pedro Soares refere que esse possível adiamento também não foi abordado pelo presidente do Benfica, Rui Costa. “Olhamos para o calendário e percebemos o constrangimento que vai colocar um possível adiamento“, justifica o dirigente do Belenenses.

Esta situação “resulta de mau planeamento”, entende Rui Pedro Soares numa crítica aos responsáveis da Liga Profissional.

“Olhando para o calendário do Benfica, em 2 meses tem 15 jogos, nem no Natal paramos. Os portugueses podem passar o Natal com a família, os jogadores de futebol vão jogar”, nota, considerando que “não planeamos correctamente e as consequências estão à vista”.

DGS pode decidir não adiar o jogo

Rui Pedro Soares coloca a decisão de um possível adiamento do jogo na “autoridade de saúde”, salientando que confia “plenamente” na Direcção-Geral de Saúde (DGS).

“Vamos realizar testes PCR esta tarde e quem estiver negativo vai a jogo e se tivermos de colocar jogadores em isolamento, colocaremos”, aponta o presidente do Belenenses.

A DGS pode considerar que não há necessidade de adiar o jogo, conforme refere o especialista em Saúde Pública Ricardo Mexia em declarações ao Record.

“Contactos de risco que estejam vacinados fazem uma vida normal, mas com testes ao 5º e 10º dias, por isso não é necessário ficarem em isolamento profilático“, explica Mexia.

Entretanto, há algum receio de entre os infectados do Belenenses possa haver alguns casos da nova estirpe do coronavírus detectada na África do Sul, já que o sul-africano Cafu Phete esteve ao serviço da sua Selecção e é um dos positivos detectados.

Certo é que “todos os jogadores estão vacinados” e alguns têm sintomas, mas “a maioria está assintomática”, revela ainda Rui Pedro Soares.

O dirigente também recorda que há um ano, quando o Benfica teve um surto de covid-19, o Belenenses aceitou adiar o jogo da Taça de Portugal a pedido do clube da Luz, salientando que o Nacional da Madeira tinha recusado pedido semelhante para um jogo do campeonato com os encarnados.

Benfica quer pressionar Porto e Sporting

No jogo com o Belenenses SAD, o Benfica vai tentar manter a pressão sobre os principais rivais e pode subir ao topo da classificação, quando tem menos um ponto do que FC Porto e Sporting, que apenas jogam no domingo, em casa com Vitória de Guimarães (20:30 horas) e Tondela (18 horas), respectivamente.

O Belenenses é 16.º classificado, perto da zona de descida.

o dérbi lisboeta que está marcado para as 20:30 horas tem ainda o simbolismo de ser o 600.º jogo de Jorge Jesus como técnico na I Liga portuguesa de futebol, algo apenas alcançado pelos já falecidos treinadores Fernando Vaz e Manuel Oliveira.

  ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.