Beber álcool anula efeitos da ida ao ginásio (mas só nos homens)

Se está a pensar em sair à noite para beber uns copos a mais depois de ter feito um treino intenso no ginásio, não faça isso. É provável que se vá sentir pior do que se não tivesse sequer ido treinar, apurou um novo estudo que revela que beber álcool anula os efeitos do exercício físico, mas só nos homens.

A investigação, que vai ser publicada no próximo número do Journal of Strength and Conditioning Research, apurou que os homens que bebem álcool, depois de terem feito treino intenso de força, apresentam níveis inferiores dos sinais químicos associados à estimulação do crescimento e da reparação musculares.

“Um pouco de álcool não é provavelmente um problema. Mas se se fizer treino pesado de resistência, se se sair para beber nessa noite, o melhor é não ir para o ginásio antes”, explica o co-autor do estudo, Jakob Vingren, professor de biologia e cinesiologia na Universidade North Texas, em Denton, nos Estados Unidos, ao Live Science.

“É possível que no próximo dia se esteja em pior situação do que se não se tivesse ido ao ginásio”, declara.

Os investigadores partiram das conclusões de estudos anteriores para tentarem perceber se o uso abusivo de álcool, que reduz a resposta química que estimula o crescimento e a reparação dos tecidos musculares, é ou não mais forte do que o treino de resistência que intensifica aqueles sinais, nas pessoas que enveredam pelas duas práticas.

Assim, pediram a 10 homens e a 9 mulheres, todos praticantes de treino de força, para, pelo menos duas vezes por semana, fazerem seis conjuntos de agachamentos com pesos pesados.

Depois do exercício, deram aos participantes água com um “cheirinho” a álcool ou vodka diluída em água.

Os resultados revelaram que nos homens, beber álcool “reduziu a activação de um caminho químico” que estimula o crescimento e a recuperação dos músculos.

O mesmo efeito não se verificou nas mulheres e os investigadores não sabem dizer porquê.

A explicação pode estar nas hormonas, assinala Vingren, nomeadamente na testosterona que é altamente estimulada pelo exercício nos homens, ao contrário do que se passa nas mulheres.

Vingren sublinha ainda que há estudos que apuraram que as pessoas que fazem mais exercício tendem também a beber mais.

Um desses casos é uma pesquisa de 2007, publicada no jornal Substance Abuse & Misuse, que concluiu que os atletas universitários são mais propensos a bebedeiras do que os seus colegas de faculdade que não praticam desporto.

Os investigadores não sabem explicar esta ligação, mas “pode ser por os centros da recompensa no cérebro serem activados tanto pelo exercício como pela bebida”, ou por “as normas sociais em alguns desportos normalizarem a bebida”, ou ainda porque algumas pessoas “vão exercitar-se para ganhar “calorias” antes de irem beber”, destaca Vingren, citado no mesmo site.

ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Nagorno-Karabakh. Alta Comissária da ONU insta a um "cessar-fogo imediato"

A Alta Comissária da ONU para os Direitos Humanos manifestou, esta terça-feira, a sua preocupação face ao aumento das hostilidades entre o Azerbaijão e os separatistas arménios no enclave de Nagorno-Karabakh, instando as partes a …

Rio duvida que país consiga investir verba prevista para setor público

O presidente do PSD, Rui Rio, manifestou esta quarta-feira dúvidas de que o país consiga investir toda a verba prevista pelo Governo no plano de recuperação para a administração pública, prometendo que o documento social-democrata …

MP acusa três inspetores do SEF de homicídio de imigrante ucraniano

O Ministério Público acusou esta quarta-feira três inspetores do SEF do homicídio qualificado de um cidadão ucraniano, ocorrido a 12 de março no Centro de Instalação Temporária do Aeroporto de Lisboa. Segundo uma nota da Procuradoria …

UE prepara lei que obriga gigantes tecnológicas a partilhar dados

A União Europeia (UE) está a preparar-se para forçar as gigantes tecnológicas a partilharem os dados que têm dos consumidores com empresas rivais menores, de acordo com uma nova lei que a Comissão Europeia está …

Morreu o autor argentino Quino, criador de Mafalda

O autor argentino Quino, célebre por ter criado a contestatária personagem de banda desenhada Mafalda, morreu esta quarta-feira em Mendoza, na Argentina, aos 88 anos, revelou a agência Efe. De acordo com o jornal argentino Clarín, …

"Quem decide quem o PS apoia são os órgãos do partido", diz Pedro Nuno Santos

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, afirmou que "quem decide quem o PS apoia são os órgãos do partido", um dia após o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, ter …

Biden revelou impostos de 2019 antes do debate. Pagou mais 200 mil dólares do que Trump

O candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, divulgou na terça-feira a sua declaração de impostos de 2019, horas antes do seu primeiro debate televisivo contra o republicano Donald Trump, que se viu …

IGAI. Oito elementos do SEF com processos disciplinares pela morte de ucraniano

A Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) vai instaurar oito processos disciplinares a elementos do SEF na sequência do inquérito que apurou as circunstâncias da morte de um cidadão ucraniano no aeroporto de Lisboa. Além dos oito …

Disney vai despedir 28 mil trabalhadores nos EUA devido ao "impacto prolongado da covid-19"

A Disney anunciou que vai despedir cerca de 28 mil trabalhadores dos seus parques de diversão, cruzeiros e outros eventos nos Estados Unidos devido à crise financeira causada pela pandemia de covid-19. A covid-19 chegou e …

OE2021: IVA gasto em alguns setores vai poder ser recuperado nas compras seguintes

O IVA suportado pelos consumidores em serviços ou produtos dos setores mais afetadas pelo impacto da pandemia vai poder ser recuperado nas compras seguintes realizadas nos mesmos setores, disse o ministro Pedro Siza Vieira. Em causa …