Bebé nasceu duas vezes para se salvar

(dr) família Boemer

Lynlee Boemer, a bebé que nasceu duas vezes

A bebé Lynlee Boemer nasceu duas vezes – e não é uma metáfora. Trata-se da constatação literal do que aconteceu com esta criança, que teve que ser operada quando ainda estava no útero da mãe.

Quando Margaret Boemer, a mãe de Lynlee, alcançou as 16 semanas de gestação, os médicos descobriram que a sua bebé tinha desenvolvido um tumor no cóccix, conhecido como teratoma sacrococcígeo.

Este problema acabaria por impedir fatalmente o normal desenvolvimento do feto, particularmente do seu coração, pelo que os médicos informaram Margaret que ela deveria interromper a gravidez – ou arriscar a realização de uma cirurgia fetal, um procedimento extremo e muito arriscado.

A operação consistia em tirar a bebé de dentro do útero da mãe, através de uma cesariana, para fazer a operação de extracção da maior parte do tumor.

Este processo teria que ser realizado num tempo recorde para permitir devolver a bebé ao ventre da mãe, de modo a que a gestação pudesse continuar sem problemas. Os riscos eram enormes, mas Margaret Boemer não hesitou e optou por lutar pela vida da filha.

“O feto ficou pendurado no ar”

A cirurgia foi então realizada às 23 semanas de gestação, no hospital pediátrico do Texas, nos EUA, quando o tumor já era maior do que o feto.

A bebé “nasceu” então durante 20 minutos, pesando pouco mais de meio quilo, foi operada e depois voltou para a barriga da mãe.

(dr) família Boemer

Margaret Boemer com a filha, Lynlee

O procedimento foi complicado pela grande dimensão do tumor, o que obrigou a que tenha sido feita uma “enorme” incisão para o remover, explica o cirurgião Darrel Cass, co-director do Centro Fetal do hospital pediátrico do Texas, em declarações à CNN.

O médico que liderou a cirurgia de cinco horas relata o momento “bastante dramático” em que o feto ficou “pendurado no ar”, “completamente de fora” do útero, “com todo o líquido amniótico a cair”.

A cirurgia fetal acabou por correr da melhor forma e ao cabo de 12 semanas da operação, Lynlee nasceu de facto, através de nova cesariana, a 6 de Junho, já com uns mais saudáveis 2,5 quilos. Oito dias após o parto, a bebé foi novamente operada, para a retirada do que restava do tumor.

“Uma espécie de milagre”

A criança já está em casa com a família, em estado perfeitamente saudável, e o médico que a operou fala de “uma espécie de milagre”.

Segundo Cass, o teratoma sacrococcígeo é “o tumor mais comum” que se encontra nos recém-nascidos, mas “muito raro”.

“Alguns destes tumores podem ser muito bem tolerados, por isso o feto tem-no e pode nascer com ele e podemos removê-lo depois do nascimento. Mas em metade das vezes, causam problemas para o feto”, explica o médico. É uma espécie de “competição” entre o feto e o tumor, em que ambos tentam crescer.

O tumor “suga” fluxo sanguíneo do bebé e, “a dada altura, ganha e o coração não consegue simplesmente aguentar e entra em falência e o bebé morre”, acrescenta Cass na CNN.

Foi perante este dilema que Margaret Boemer foi colocada. E esta mãe diz que foi “fácil” optar pela cirurgia fetal de risco. “Queríamos dar-lhe a vida”, conta. E a sua bebé acabou por nascer duas vezes.

ZAP // Hypeness

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Quando leio estas noticias, fico dividido. Felicidades para mãe e bebe, mas esta não e noticia no mundo que chamas “Africa”. Tantos morrem por causas muito menores que esta, e nada e divulgado para mundo. Mas também, que interesse tem?-divulgar algumas milhares (ou milhões) de mortes recém nascidos em Africa? America – esta sim, e um “grande pais”. Mas contem la o resto de historia – qual valor, que foi pago por este parto tão complicado? Com certeza dava para nascer uns milhares, nos mundos menos desenvolvidos. E no fim,fica pergunta – finalidade de esta noticia?

  2. Que gente amarga ! Eu achei a noticia muito bonita ,uma vida salvou-se e é tudo o que importa ! Se terá sequelas ou não,logo se verá ,tambem poderia nascer normalmente e ter outro problema + tarde. O importante é que a mãe e os médicos fizeram tudo o que esteve aos seus alcances para salvar esta bebe preciosa. Que importa o país onde sucedeu ? Porque morrem milhões de recem nascidos em Africa deveriam ter deixado morrer esta bebe ? Que tacanhice mencionar essa tragédia agora ! Esta é uma história de VIDA, de exemplo que se deve sempre ter esperança e lutar pela vida. Uma coisa nao invalida a outra. A mãe foi muito corajosa e o médico muito competente e ele nao se gabou mas se realmente se gabasse, qual é o mal? Nao podemos só criticar os médicos quando fazem asneira, temos também que elogia- los quando fazem bem o seu trabalho.
    Nao tenham medo de elogiar e ficar felizes pelos outros…de dar graças…nao procurem logo ” amargar ” estes acontecimentos maravilhosos ! Vao ver que serao + felizes.
    Obrigada ao ” ZAP” que gosto muito de ler. Fico a aguardar + noticias como esta
    Um grande bem haja a todos

RESPONDER

Tribunal rejeita providência cautelar requerida pela Ordem dos Enfermeiros contra ministério

O Tribunal Administrativo do Círculo de Lisboa rejeitou a providência cautelar pedida pela Ordem dos Enfermeiros (OE) contra o Ministério da Saúde no processo de sindicância à OE, anunciou esta segunda-feira o Governo. Em comunicado, o …

Paraísos fiscais. Portugal transferiu 672 milhões em 2018

Os bancos a operar em Portugal transferiram 672 milhões de euros no ano passado para territórios que constavam das listas de offshores problemáticos da União Europeia. Em 2018, os bancos a operar em Portugal transferiram 672 …

Discurso da Rainha. Entre crime, saúde e imigração, o Brexit foi destaque

Várias propostas de lei relacionadas com o Brexit destacam-se no programa do governo britânico para os próximos meses apresentado esta segunda-feira pela rainha Isabel II no parlamento, o qual inclui a implementação de um eventual …

Conservadores polacos vencem legislativas com maioria absoluta

Os conservadores nacionalistas no poder na Polónia venceram as eleições legislativas com 45,16% dos votos, de acordo com os resultados oficiais que se referem à contagem de 82,79% das circunscrições. O partido conservador eurocético Lei e …

Ambulâncias rejeitadas no Hospital de Setúbal por sobrelotação das urgências

Ambulâncias que chegavam ao Hospital de São Bernardo, em Setúbal, durante a tarde de domingo, foram encaminhadas para outros hospitais. As urgências do centro hospitalar estavam sobrelotadas. Entre as 12h e as 16h30 deste domingo, o …

Professores regressam à greve ao trabalho extraordinário

A paralisação poderá comprometer as avaliações intercalares dos alunos, alertam os sindicatos que pedem o cumprimento do horário de 35 horas semanais. A greve dos professores ao trabalho extraordinário regressa esta segunda-feira às escolas, sem data …

Caos na Síria. Bombardeamentos turcos levam à fuga de centenas de militantes do Daesh presos

Cerca de 800 militantes do Daesh fugiram neste domingo da prisão de Ain Issa, de acordo com a administração autónoma curda, que acusa a Turquia de ter dado “cobertura aérea” para que a fuga fosse …

Supremo Tribunal espanhol reativa mandado de detenção europeu contra Puigdemont

Um juiz do Supremo Tribunal de Justiça espanhol, Pablo Llarena, aceitou o pedido do Ministério Público e reativou o mandado de detenção europeu para a extradição de Carles Puigdemont. O ex-Presidente do governo regional da Catalunha …

A partir de agora, os saldos têm mesmo que ser saldos

Já estão em vigor as alterações à lei relativa aos saldos e promoções. As novas normas definem que um produto vendido em saldo ou promoção não pode ter um preço mais alto do que o …

Marcelo Rebelo de Sousa critica "instrumentalização do medo" pelo poder

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse hoje haver demasiados poderes com medo que o medo acabe, considerando a "instrumentalização do medo" para acorrentar os outros como um problema na ordem do dia. “Há …