Os pais queriam nomes “memoráveis”. Batizaram os gémeos de Corona e Covid

Com o país completamente bloqueado pela pandemia, um casal do estado indiano de Chhattisgarh decidiu batizar os seus filhos recém-nascidos de Corona e Covid.

Os gémeos, um menino e uma menina, nasceram num hospital na capital do estado Chhattisgarh, Raipur, no dia 27 de março. A mãe, Preeti Verma, contou à agência noticiosa Press Trust que o parto foi bastante complicado e que, por esse motivo, “eu e o meu marido quisemos tornar este dia memorável“.

A Índia, que regista mais de dez mil casos e 339 mortos devido à covid-19, impôs medidas restritivas a 25 de março, dois dias antes do nascimento dos gémeos. O casal explicou que os nomes dos filhos iria fazê-los lembrar-se das inúmeras dificuldades que enfrentaram durante o bloqueio, nomeadamente a chegada bem sucedida a um hospital.

“Chegamos ao hospital a muito custo, após muito sofrimento. Queríamos que os nomes fossem memoráveis e únicos”, justificou Preeti Verma, citada pelo Aljazeera. “Também queremos que o medo associado a estes nomes termine“, acrescentou o pai dos recém-nascidos, Vinay Verma.

Os 1,3 mil milhões de indianos vão continuar confinados até 3 de maio, anunciou na terça-feira o primeiro-ministro, Narendra Modi, quando a Índia regista mais de dez mil casos e 339 mortos devido à covid-19.

“Todos sugeriram que o confinamento devia ser estendido e em alguns estados já o fizeram. Decidimos estender o confinamento até 3 de maio”, disse Modi num discurso transmitido pela televisão no dia em que deviam terminar as restrições impostas a 25 de março no país.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Benfica 2-0 Vitória SC | "Águia" vence e adia festa do Porto

Não foi esta terça-feira que o FC Porto festejou o 29º título de campeão nacional. Na recepção ao Vitória Sport Clube, o Benfica venceu por 2-0, num embate relativo à 32ª jornada da Liga NOS, …

Elon Musk lança concurso para ver quem consegue bater um caracol

O multimilionário, através da sua empresa especializada em construção de túneis, lançou um concurso mundial para ver quem é capaz de bater um caracol. De acordo com o jornal Daily Mail, Elon Musk lançou um concurso …

Covid-19. Tóquio quer pagar até quatro mil euros a bares que fiquem fechados

As autoridades de Tóquio, no Japão, estão a ponderar pagar um subsídio, que pode chegar aos quatro mil euros, aos bares que se mantenham fechados para conter a propagação da covid-19 na cidade. De acordo com …

Médicos franceses detetaram primeiro caso de bebé infetado no útero

Médicos em França pensam ter identificado aquele que será o primeiro caso confirmado de um bebé infetado com covid-19 no útero materno. De acordo com o site Business Insider, a equipa médica conta que a …

17 anos depois, Estados Unidos voltam a aplicar a pena capital a nível federal

Os Estados Unidos procederam, esta terça-feira, à primeira execução federal de um prisioneiro no "corredor da morte" em 17 anos, através de uma injeção letal. Daniel Lewis Lee, 47 anos, natural de Yukon (Oklahoma), foi executado …

Com o pretexto de paz, "senhor da guerra" vai ganhando poder na República Centro-Africana

O "senhor da guerra" Ali Darassa foi pago pelo presidente da República Centro-Africana e já influenciou a demissão de um ministro numa tentativa de manter a paz no país. A República Centro-Africana é um país atormentado …

Ministério Público acusa 25 arguidos pela queda do BES

O Ministério Público deduziu acusação, esta terça-feira, contra 25 arguidos, 18 pessoas singulares e sete pessoas coletivas, no âmbito do processo sobre a queda do Universo Espírito Santo. "O Ministério Público do Departamento Central de Investigação …

Agora, até o Toyota Corolla é um crossover

O Toyota Corolla Cross é o mais recente SUV da marca japonesa. Apesar de a marca estar a reforçar a sua gama de SUV, Portugal terá de esperar mais um pouco. Na semana passada, a Toyota …

Da Escócia à Grécia, Kleon pedalou durante 48 dias para regressar a casa

Um jovem grego, "preso" na Escócia devido ao cancelamento dos voos por causa da pandemia de covid-19, decidiu pedalar durante 48 dias consecutivos para conseguir regressar a casa. De acordo com a CNN, Kleon Papadimitriou, de …

Após fugirem da Venezuela, milhares foram obrigados a regressar por causa da pandemia (mas não é assim tão fácil)

Desde 2016, quase cinco milhões de venezuelanos deixaram o país, fugindo da pobreza e dos serviços sociais e de saúde em colapso. Agora, a pandemia de covid-19 forçou-os a regressar à Venezuela - se o …