“Batalha campal” na Catalunha: 40 mil pessoas nas ruas, 50 detidos e mais de 100 feridos

Enric Fontcuberta / EPA

Pelo menos 51 pessoas foram detidas e 70 polícias ficaram feridos desde o início dos atos de violência que começaram na segunda-feira na região espanhola da Catalunha após a sentença que condenou políticos separatistas catalães a penas efetivas de prisão que vão até aos 13 anos.

Os números, provisórios e fornecidos pelo Governo espanhol, dão conta de 72 feridos entre os polícias que tomaram parte nas operações de manutenção da ordem – 54 polícias regionais e 18 nacionais -, mas não fazem referência aos casos entre os manifestantes.

De acordo com a SIC Notícias, só nesta terça-feira, ficaram feridas 125 pessoas na sequência de confrontos entre polícias e manifestantes. Os jornais espanhóis estimam que os confrontos tenham já feito mais de 100 feridos.

Segundo os média espanhóis, que reconhecem que os protestos subiram de tom no segundo dia de manifestações, avança que entre os feridos graves há um homem que perdeu um olho e um outro que ficou sem 40% da massa testicular. Ambos sofreram estes ferimentos durante manifestações no aeroporto de Barcelona.

Nos protestos contra a condenação dos principais dirigentes políticos foram detidas 51 pessoas: 29 na província de Barcelona, 14 na de Tarragona e oito na de Leida.

Madrid também dá conta de que em Barcelona os grupos mais violentos fizeram 157 “barricadas com fogueiras” e quatro carrinhas da polícia regional (Mossos d’Esquadra) foram “inutilizadas”. Há ainda “problemas de limpeza do asfalto o que irá provocar cortes nas calçadas nas ruas centrais”. A manifestação, que começou com uma caminhada pacífica pelas ruas, acabou novamente em violência.

Barcelona tornou-se, na noite de terça-feira, cenário de uma batalha campal entre polícias e manifestantes, que construíram barricadas, queimaram mobiliário urbano e pneus, fizeram fogueiras e atiraram pedras e petardos contra os polícias.

De acordo com a polícia municipal, citada pela Europa Press, saíram à rua 40 mil pessoas.

Escreve o jornal Observador, que cita o jornal espanhol La Vanguardia, que os protestos se devem estender nos próximos três dias na Catalunha. Marxes per la Llibertad foi o nome escolhido pelas organizações Assembleia Nacional Catalã (ANC) e Òmnium Cultural para a série de protestos que planeou para os próximos três dias.

Os catalães pró-independendência vão fazer uma série de caminhadas a partir de diferentes pontos na Catalunha (Tarragona, Tàrrega, Berga, Vic e Girona).

Governo garante manter a segurança

Entretanto, o Governo espanhol garantiu que irá manter a segurança na Catalunha apesar do aumento da violência que se tem estado a verificar nas ruas e que, segundo denuncia, são “ações coordenadas” para “acabar com a coexistência”.

O presidente do maior partido da oposição em Espanha (PP), Pablo Casado, pediu ao primeiro-ministro em funções que ative a Lei da Segurança Nacional face aos violentos distúrbios na Catalunha. “Face aos violentos distúrbios que aumentam a tensão na Catalunha, Sánchez deve ativar a Lei de Segurança Nacional para que nenhum corpo policial fique sujeito a diretrizes dos independentistas e consiga proteger a sua integridade”, afirmou Casado numa mensagem divulgada na rede social Twitter.

O líder do PP acrescentou ser “urgente garantir a segurança e a ordem pública“.

O Tribunal Supremo espanhol condenou na segunda-feira os principais dirigentes políticos envolvidos na tentativa de independência da Catalunha a penas que vão até um máximo de 13 anos de prisão, no caso do ex-vice-presidente do governo catalão. Assim que foi conhecida a sentença, uma série de grupos de independentistas iniciaram movimentos de protesto em todo o território da comunidade autónoma espanhola mais rica.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Ex-agentes da DEA revelam detalhes da vida de Escobar na prisão que o próprio construiu

Dois dos agentes do DEA, que durante mais de um ano participaram na operação de captura de Pablo Escobar, revelaram alguns detalhes sobre a vida do narcotraficante e ex-líder do cartel de Medellín na prisão La …

Num jardim zoológico da Austrália, há concertos ao vivo (para entreter os elefantes)

https://vimeo.com/372400002 O jardim zoológico de Melbourne está a desenvolver um programa mundial de músicos para tocar para a sua multigeracional manada de elefantes asiáticos em perigo de extinção para que melhore a ligação entre os seis …

Montijo: ANA pede mais tempo para analisar medidas de mitigação ambiental

A ANA – Aeroportos de Portugal pediu à Agência Portuguesa do Ambiente (APA) uma prorrogação do prazo para analisar as medidas de mitigação propostas pela entidade na Declaração de Impacte Ambiental (DIA) do futuro aeroporto …

Sérgio Conceição ultrapassa número de jogos de José Mourinho

No jogo deste domingo, que o FC Porto acabou por vencer o Boavista com um golo solitário de Alex Telles, Sérgio Conceição cumpriu o seu 128.º jogo como treinador dos dragões - mais uma partida …

Governo australiano acusado de censurar livro sobre história de Timor-Leste

O Ministério dos Negócios Estrangeiros australiano está alegadamente a tentar censurar partes do primeiro de dois volumes da história de operações militares em Timor-Leste, o dedicado à Força Internacional para Timor-Leste (Interfet), segundo revelou a imprensa …

Norte-americanos acordaram com mensagens de texto estranhas nos seus telemóveis

Na passada quinta-feira, uma grande parte da população norte-americana recebeu mensagens estranhas e inexplicáveis, muitas das quais desconfortáveis e até preocupantes. Stephanie Bovee, uma norte-americana de 28 anos de Portland, no oeste dos Estados Unidos, acordou …

Pai que fugiu por 15 países com os dois filhos no ano passado encontrado pela PSP

O pai mudou 15 vezes de país com as crianças desde o verão passado sempre sem o consentimento da mãe e sem que a mãe tivesse qualquer notícia do paradeiro dos filhos, revela a PSP. A …

Daesh está a tentar criar um novo Estado islâmico nas Filipinas

Há dois anos que a bandeira negra do Daesh deixou de esvoaçar no topo de um edifício da cidade de Marawi, em Mindanau, no sul das Filipinas, e o Presidente, Rodrigo Duterte, declarou tê-lo derrotado. …

Operação Marquês. Ex-secretário de Estado de Passos Coelho chamado como testemunha

O juiz de instrução da Operação Marquês, Ivo Rosa, decidiu chamar o ex-secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações Silva Monteiro como testemunha, avança a SIC Notícias. Segundo apurou a estação televisiva, o ex-governante …

Apple e Goldman Sachs acusados de terem criado cartão de crédito sexista

A Apple e o Goldman Sachs estão a ser acusados de terem lançado um cartão de crédito que discrimina os utilizadores em função do género. Um dos últimos a juntar ao rol de críticas ao Apple …