Esta barra de ouro asteca foi perdida pelos espanhóis durante a “Noite Triste”

Uma barra de ouro encontrada, na Cidade do México, nos anos 80, fazia parte do tesouro asteca saqueado pelos conquistadores espanhóis há 500 anos.

Em 1981, um trabalhador encontrou, na Cidade do México, uma barra de ouro durante a construção de um banco. Agora, investigadores dizem que o artefacto fazia parte do tesouro roubado da capital asteca, há cinco séculos, por Hernán Cortés e outros conquistadores espanhóis, avança a revista Newsweek.

Uma equipa do Instituto Nacional de Antropologia e História do México (INAH) analisou a barra de ouro, com quase dois quilos, e chegou à conclusão de que foi perdida durante a chamada “Noite Triste”, uma batalha que ocorreu, em 1520, entre as forças astecas e espanholas na capital Tenochtitlan.

De acordo com o diretor do Templo Mayor Project (PTM) — uma iniciativa arqueológica do INAH que está a escavar o complexo principal de Tenochtitlan —, Leonardo López Luján, esta barra é uma “peça chave” do puzzle deste evento histórico.

Durante a retirada espanhola, a barra de ouro foi atirada num dos canais que atravessavam a então capital asteca e o Lago de Texcoco, que entretanto foi seco.

Segundo Luján, o local onde a barra foi encontrada corresponde ao canal asteca de Toltecaacaloco, que Cortés e os seus homens usaram para fugir. As suas características aproximam-se das barras de ouro mencionadas em fontes que descrevem este evento histórico.

Cientistas da Universidade Nacional Autónoma de México (UNAM) conduziram uma análise raio X com um equipamento conhecido pelo nome “Sandra”, tendo revelado que a barra consistia em cerca de 76,2% de ouro, 20,8% de prata e aproximadamente 3% de cobre.

Quando chegaram a Tenochtitlan, em 1519, Cortés e os seus homens foram inicialmente bem recebidos pelo imperador asteca Moctezuma. Porém, avança a agência France France-Presse, a relação entre ambos azedou e os espanhóis fizeram do imperador refém.

Em junho de 1520, Cortés — que iniciou a sua expedição sem autorização oficial — soube que o governador espanhol em Cuba havia enviado um grupo de soldados para prendê-lo. O espanhol deixou o tenente Pedro de Alvarado no comando e foi com parte do seu exército lutar contra os soldados que chegavam, derrotando-os.

No entanto, com Cortés fora, Alvarado recebeu a informação de que os astecas estavam a planear um ataque contra si, tendo ordenado que atacassem e matassem nobres e padres desta civilização.

Tal como seria de esperar, os astecas revoltaram-se e sitiaram o complexo onde os espanhóis estavam hospedados e onde mantinham Moctezuma em cativeiro. Quando voltou, Cortés percebeu a terrível situação em que se encontravam e tentou deixar a cidade à noite, a 30 de junho, levando o máximo de tesouros que conseguissem carregar.

 

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Maria de Belém, Paulo Macedo, Adalberto Campos Fernandes. Marcelo chama seis ex-ministros a Belém

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai chamar a Belém seis ex-ministros do setor para falar sobre a resposta da Saúde durante a pandemia. De acordo com o semanário Expresso, Marcelo Rebelo de Sousavai …

Pai de Rosa Grilo constituído arguido por suspeita de favorecimento pessoal

O pai de Rosa Grilo, Américo Pina, foi esta quarta-feira constituído arguido num segundo processo relacionado com a morte do triatleta Luís Grilo. Segundo o jornal Público, a notícia foi confirmada por fonte próxima do processo, …

NOS e Vodafone vão partilhar equipamentos de redes móveis

A NOS e a Vodafone fecharam acordos com vista à partilha de infraestruturas e equipamentos de rede móvel, abrangendo as tecnologias 2G, 3G e 4G. A NOS e a Vodafone anunciaram um acordo de partilha de …

Eutanásia começa a ser discutida. Deputados consideram pergunta "confusa" e "não" é quase certo

A discussão sobre a eutanásia começa hoje no Parlamento e estende-se até sexta-feira. A proposta, que conta com o apoio da Igreja Católica, deve ser chumbada, tendo em conta os sentidos de voto já conhecidos, mas …

Cabrita mantém auditoria sobre falhas na GNR e PSP em segredo

A auditoria "Cartografia de Risco", feita pela Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) que detetou falhas na formação e organização na GNR e na PSP, continua em segredo no gabinete do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita. Em …

Assassino publicou áudio a dizer que "vingou o profeta". Pai de aluna e dois menores podem ter sido cúmplices

O assassino do professor francês que mostrou caricaturas de Maomé numa aula divulgou uma mensagem de áudio nas redes sociais em que dizia ter vingado o profeta, após publicar uma fotografia da sua vítima, avança …

Avanços e ajustamentos em pezinhos de lã. Sem certezas, Governo tenta aproximar-se à esquerda

A tensão entre o PS e a esquerda já dura há duas semanas. O Governo já fez algumas cedências em troca do "sim" dos parceiros, mas falta a análise que tarda em chegar. Fonte do Governo …

"Bazuca" dá mais mil milhões para "revolução" nos transportes de Lisboa e Porto

O ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, diz que estamos perante uma "revolução" que vai mudar muito a circulação das pessoas em Lisboa e no Porto. O dinheiro vindo da União …

"Médicos pela Verdade". Ordem abre processo contra movimento que desvaloriza gravidade da covid-19

A Ordem dos Médicos abriu processos disciplinares a 7 médicos do movimento Médicos pela Verdade, grupo que desvaloriza a gravidade da covid-19 e se mostra contra o uso generalizado de máscaras e de testes de …

"Esta é a crise das nossas vidas". Vieira da Silva diz que chumbo do OE seria "dificilmente compreensível"

O ex-ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José António Vieira da Silva, elogiou, em entrevista ao jornal ECO, a proposta para Orçamento de Estado para 2021 (OE2021) e disse que seria "estranho" que não …