Banco Popular pagou 4 milhões a novo presidente só para aceitar o convite

O Banco Popular, que “caiu” a meio de 2017, sendo vendido ao Santander por um euro, pagou a um banqueiro espanhol um prémio de 4 milhões de euros, só para este aceitar presidir à instituição, numa última cartada de sobrevivência. Ficou menos de 4 meses no Banco e não conseguiu salvá-lo.

A história é contada pelo jornal espanhol El Mundo que refere que o banqueiro espanhol Emílio Saracho recebeu um prémio de 4 milhões de euros para aceitar ser presidente do Banco Popular, pouco antes de a instituição ser alvo de resolução.

Com a situação financeira difícil que o Banco atravessava no final de 2016, a administração do Popular apostou na contratação de um gestor mediático e reconhecido mundialmente, numa última “cartada” para assegurar a confiança dos clientes e investidores e salvar a instituição.

Assim, foi à JP Morgan buscar Emílio Saracho, acenando-lhe com um prémio de 4 milhões de euros, só para aceitar ser presidente do Popular.

O economista ainda exigiu um salário de 1,5 milhões de euros, prémios de desempenho e um seguro de vida, e pediu um prazo de dois meses para decidir se aceitava ou não presidir ao Banco Popular.

Todas as exigências foram aceites, refere o El Mundo, notando que Saracho “tinha direito a ir embora com o dinheiro, sem chegar a ocupar a presidência, se nas semanas que passaram entre a assinatura do contrato, a 28 de Dezembro de 2016, e a data de nomeação, a 20 de Fevereiro de 2017, outra entidade tomasse o controlo do Popular”.

“Também tinha garantido o dinheiro se o Banco Central Europeu (BCE) considerasse que era melhor que Saracho fosse presidente sem poderes executivos”, aponta o jornal.

“O banqueiro só perderia os quatro milhões se o BCE decretasse que não era idóneo para administrar o Banco Popular, um acontecimento improvável dada a experiência no sector bancário de Saracho, economista de 62 anos”, explica o El Mundo.

Saracho acabou por assumir a presidência do Popular a 20 de Fevereiro de 2017 e ficou no cargo até 7 de Junho deste ano, altura em que o banco “caiu”, acabando por ser alvo de resolução e vendido ao Santander por um euro. Foram, portanto, menos de quatro meses no cargo.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Costa não tinha dúvidas. O parecer da PGR sobre familiares é “absolutamente inequívoco”

O secretário-geral do PS, António Costa, defendeu hoje que o parecer da Procuradoria-Geral da República (PGR) sobre as incompatibilidades entre governantes e negócios com empresas de familiares é “absolutamente inequívoco”. “O parecer é absolutamente inequívoco sobre …

Jovens do mundo inteiro ocupam a ONU em inédita Cimeira do Clima

Mais de 500 jovens, representantes de mais de 140 países, ocuparam este sábado o espaço habitualmente destinado aos diplomatas da ONU. A United Nations Youth Climate Summit, primeira cimeira da juventude sobre o clima, em Nova …

Esta zebra nasceu com bolas em vez de riscas

No Quénia, foi avistada uma cria de zebra com uma particularidade: em vez de riscas, esta tinha bolinhas brancas. Habitualmente, as zebras com condições semelhantes acabam por não viver durante muito tempo. Um rara cria de …

Há rochas "saltitantes" e colapsos de penhascos no cometa da Rosetta

  Cientistas que analisam o tesouro de imagens obtidas pela missão da Rosetta da ESA descobriram mais evidências de curiosas rochas "saltitantes" e quedas dramáticas de penhascos. A Rosetta operou no Cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko entre agosto de 2014 …

PS e BE afastados "porque dá jeito" (e os riscos de andar para trás)

O líder do PSD alertou este domingo para o distanciamento do PS em relação ao BE, porque “dá jeito para as eleições”, notando ser uma tentativa de “limpar” a proximidade dos últimos quatro anos e …

A KLM vai passar a "voar" de comboio

A KLM, que já tinha sugerido que se voasse menos e se viajasse mais de comboio, confirmou que vai retirar um dos voos Bruxelas-Amesterdão, passando os passageiros a efetuar a rota sobre carris, num comboio …

Cientistas fazem reconstrução facial de um guerreiro escocês do séc XV

Cientistas reconstruiram digitalmente o rosto daquele que terá sido um membro poderoso de um clã do século XV da Escócia, que terá morrido num violento conflito com um clã vizinho. Corria o ano de 1957 quando …

Estudo mostra que os golfinhos também já são resistentes aos antibióticos

Um novo estudo realizado nos Estados Unidos mostra que os golfinhos Tursiops truncatus também já mostram resistência aos antibióticos. Não é segredo que os seres humanos usam demasiados antibióticos, tanto que estamos a desenvolver uma resistência …

Indígenas famosos pela sua saúde cardíaca começaram a usar óleo de cozinha (e a engordar)

O povo Tsimane, que vive na Bolívia, tem permanecido relativamente afastado do mundo exterior durante várias gerações, prosperando da terra e praticando formas tradicionais de caça, pesca, agricultura e recolha de alimentos. Durante vários anos, sabe-se …

Mais de 150 detidos em protestos violentos em Paris. Desta vez, sem coletes amarelos

As autoridades francesas detiveram este sábado mais de 150 pessoas numa nova jornada de protestos em Paris, onde coincidiram uma manifestação dos coletes "amarelos" com outras dois em defesa do clima e contra a reforma …