As bactérias viajam milhares de quilómetros pelo ar (e é assim que se tornam resistentes)

(dr) Yaroslav Ispolatov

As bactérias podem “voar” milhares de quilómetros pelo ar. Esta hipótese ajudar a explicar o motivo pelo qual o as bactérias prejudiciais partilham genes de resistência a antibióticos.

Konstantin Severinov, investigador e um dos autores do estudo, explica que a teoria sugere que deve haver um mecanismo em todo o planeta que garante a troca de bactérias em lugares distantes.

“Como as bactérias que estudamos vivem em água muito quente, a cerca de 71 graus Celsius, em locais remotos, não é possível imaginar que animais, pássaros ou seres humanos as transportem”, disse Severinov. “Elas devem ser transportados por via aérea e esse movimento deve ser muito extenso, para que as bactérias em locais isolados compartilhem características comuns”.

A equipa de Severinov estudou as “memórias moleculares” de bactérias e dos seus encontros com vírus, analisando memórias armazenadas no ADN bacteriano. O estudo foi recentemente publicado na Philosophical Transactions of the Royal Society B.

Os bacteriófagos, ou vírus das bactérias, são as formas de vida mais abundantes e omnipresentes do planeta, diz o estudo. Os vírus têm uma influência profunda nas populações microbianas, na estrutura da comunidade e na evolução.

Os cientistas recolheram bactérias Thermus thermophilus, amantes do calor, no Monte Vesúvio e fontes termais no Monte Etna, em Itália; em águas termais na região de El Tatio, no norte do Chile e na região de Termas del Flaco, no sul do Chile; e nas fontes termais no Caldera de Uzon, em Kamchatka, Rússia.

Nas células bacterianas infetadas por vírus, as memórias moleculares são armazenadas em regiões especiais do ADN bacteriano chamadas matrizes CRISPR. As células que sobrevivem às infeções passam as memórias para os seus descendentes. É a ordem dessas memórias permite aos cientistas acompanhar a história da interação bacteriana com os vírus ao longo do tempo, adianta a Europa Press.

Inicialmente, os cientistas pensavam que as bactérias da mesma espécie, que vivem em fontes termais a milhares de quilómetros de distância e isoladas umas da outras, teriam memórias muito distintas dos seus encontros com vírus, uma vez que todas as bactérias devem ter memórias independentes de infeções virais.

No entanto, “descobrimos que havia muitas lembranças compartilhadas: pedaços idênticos de ADN viral armazenados na mesma ordem no ADN de bactérias térmicas distantes”, disse Severinov.

A nossa investigação pode ser uma mais-valia para “estudos ecológicos e epidemiológicos de bactérias nocivas que compartilham genes de resistência a antibióticos em todo o mundo”. Além disso, o estudo acrescenta que as bactérias podem ser dispersadas pelo ar” em vez de viajarem através de humanos.

Os cientistas querem agora testar esta hipótese de transporte aéreo recolhendo amostras de ar em diferentes altitudes e lugares do mundo. Para isso, precisam de aviões, drones ou aviões de pesquisa.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Afinal, a economia portuguesa cresceu 2,2% em 2019 (mas está em desaceleração)

O Instituto Nacional de Estatística (INE) reviu em alta, de 0,2 pontos percentuais, o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) português em 2019, situando-o em 2,2%, três décimas acima das previsões do Governo. Ainda assim, …

Deputado do PSD propõe referendo. "Concorda com a despenalização da prática da eutanásia?"

O deputado do PSD Pedro Rodrigues enviou na quarta-feira aos companheiros de bancada um projeto de resolução que propõe ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, a convocação de um referendo sobre a eutanásia. De …

Alguém apostou no Placard num café fechado. Santa Casa perdeu dois milhões de euros

Durante quatro dias, a Santa Casa da Misericórdia registou o valor de dois milhões de euros em apostas, a partir de um café encerrado em Odivelas. Entre 9 e 12 de fevereiro, alguém apostou dois milhões …

Bairro da Jamaica. Novas suspeitas reabrem queixa contra agentes

Os moradores envolvidos nos confrontos de janeiro de 2019, no Bairro da Jamaica, pedem a reabertura do processo contra os agente da PSP. A defesa quer ver anulada a decisão do Ministério Público que acusou …

"Cuidados de morte." Governo acusado de cortar em cuidados paliativos para poupar dinheiro

A Associação Nacional dos Cuidados Continuados (ANCC) acusa o Governo de estar a cortar nos cuidados paliativos para poupar dinheiro. A TSF avança esta sexta-feira que a Associação Nacional dos Cuidados Continuados (ANCC) não tem dúvidas …

Novo Banco contrata detetives para seguir ex-líder da Ongoing

O Novo Banco contratou equipas especializadas compostas por investigadores privados para fazer o levantamento de todos os bens que possam ser associados a Nuno Vasconcellos, ex-líder da Ongoing. Segundo avança o Correio da Manhã esta sexta-feira, …

Eurobic nega que Teixeira dos Santos esteja a ser investigado pelo Banco de Portugal

Na quinta-feira, o jornal Público deu conta de uma investigação do Banco de Portugal (BdP) ao papel de Teixeira dos Santos no Eurobic no âmbito do caso Luanda Leaks. Agora, o banco vem a público …

Com Ferro Rodrigues "não acontecerá." Castração química não será debatida no Parlamento

Admitindo que as responsabilidades pela decisão de não admissibilidade do projeto de lei do Chega eram suas, Ferro Rodrigues deixou claro que, consigo na presidência da Assembleia da República, projetos de lei (provavelmente) inconstitucionais como …

Eleições para o Tribunal Constitucional suspensas. Boletins de voto estavam ilegais

A votação dos nomes para ocuparem as duas vagas no Tribunal Constitucional foi suspensa porque os boletins de votos que foram entregues aos deputados não estavam conforme manda a lei. De acordo com o jornal ECO, …

Chega já é a 5.ª força política em Portugal. CDS ultrapassado pelo PAN e Iniciativa Liberal

O PS mantém a distância para o PSD em fevereiro, segundo o Barómetro Político da Aximage para o Jornal Económico, que dá ainda conta que o CDS está em queda, posicionando-se apenas à frente do …