Há uma bactéria em Yellowstone que “come” poluição e gera energia

Jon Sullivan / Wikimedia

A lagoa de Morning Glory, no Parque Nacional de Yellowstone

Uma bactéria incomum, que “come” poluição e é capaz de produzir energia sustentável, foi capturada pela primeira vez durante uma expedição às águas termais do Parque Nacional de Yellowstone, nos Estados Unidos.

Uma equipa de cientistas liderada por Abdelrhman Mohamed, da Universidade Estadual de Washington, nos Estados Unidos, descobriu que nas piscinas de água quente do Parque Nacional de Yellowstone, com temperaturas entre 43 e 93 graus Celsius, habita um organismo pouco conhecido.

Durante uma pesquisa de campo, realizada em agosto passado, os cientistas inseriram elétrodos na borda da água destes poços com o objetivo de os analisar 32 dias depois. O resultado do estudo foi publicado recentemente no Journal of Power Sources.

um mês depois, a equipa voltou às fontes termais para recolher os elétrodos submersos e foi surpreendida: encontraram bactérias amantes de calor que “respiram” eletricidade através da superfície de carbono sólido dos elétrodos.

“Foi a primeira vez que este tipo de bactérias foi encontrado num ambiente extremo como uma fonte termal alcalina”, disse Mohamed. Mas estas bactérias não são somente interessantes do ponto de vista académico: podem também ajudar a resolver alguns dos maiores desafios que a humanidade enfrenta atualmente.

De acordo com os cientistas, esta incrível bactéria pode contribuir para resolver problemas como a poluição ambiental ou ajudar no desenvolvimento de energia sustentável. Estes organismos têm a capacidade de converter poluentes tóxicos em substâncias menos nocivas, gerando eletricidade durante o processo.

“Uma vez que estas bactérias passam os seus eletrões para metais ou outras superfícies sólidas, elas conseguem produzir um fluxo de eletricidade que pode ser usado para aplicações de baixa potência”, explicou o cientista Haluk Beyenal.

A maioria dos organismos vivos usa os eletrões numa cadeia complexa de reações químicas para alimentar os seus corpos. No fundo, todo o organismo precisa de uma fonte de eletrões e de um lugar para os “despejar”.

Enquanto que os seres humanos encontram eletrões nos açúcares dos alimentos que comem e e os transmitem para o oxigénio, vários tipos de bactérias descarregam os seus eletrões para metais ou minerais externos.

PARTILHAR

RESPONDER

De portas abertas para quem precisa. Frigoríficos solidários crescem em Paris

A Cantina do 18.º bairro parisiense foi o primeiro espaço deste projeto solidário, inaugurado há dois anos. Atualmente existem 38 restaurantes em França que acolhem os frigoríficos solidários. Em dois anos, o projeto dos frigoríficos solidários …

Imigrante do Bangladesh em Itália encontra e devolve carteira com 2 mil euros

Mossan Rasal, um bangladeshiano de 23 anos que vive em Roma, encontrou na rua uma carteira com dois mil euros, documentos de identificação, cartões de crédito, carta de condução. Em vez de retirar o dinheiro e …

Austrália conclui que China foi responsável por ciberataque ao parlamento

A agência de inteligência cibernética da Austrália (ASD) concluiu que a China foi a responsável por um ataque informático, no início deste ano, contra o parlamento nacional. Os serviços de inteligência australianos (Australian Signals Directorate) concluíram …

"A bola apenas bateu no peito". VAR admite erro no penálti do Portimonense-FC Porto

O vídeo-arbitro do encontro entre Portimonense e FC Porto, Vasco Santos, admitiu esta quarta-feira que não existiu razão para assinalar grande penalidade a favor do clube portista. "No momento em que o árbitro apita fiquei com …

Na Índia, usar cigarros eletrónicos já pode dar prisão

O Governo indiano anunciou esta quinta-feira a proibição de cigarros eletrónicos no país, de 1,3 mil milhões de pessoas, numa ação que pretende ser a favor da saúde e contra os vícios. "A decisão foi tomada …

Iñaki Urdangarín pode sair da prisão dois dias por semana

Detido na cadeia de Brieva, Ávila, há 15 meses, Iñaki Urdangarín, cunhado do rei de Espanha, soube esta terça-feira que poderá sair da prisão duas vezes por semana para fazer voluntariado numa instituição que ajuda …

Criança com anemia aplástica grave submetida a transplante inédito em Portugal

Um menino de quatro anos com anemia aplástica grave foi submetido a um transplante com células estaminais de sangue do próprio cordão umbilical, um tratamento inédito em Portugal realizado no Instituto Português de Oncologia (IPO) …

Renováveis baixaram fatura da luz em 2,4 mil milhões na última década

A produção de eletricidade a partir de fontes renováveis permitiu ao sistema elétrico português acumular uma poupança de 2,4 mil milhões de euros ao longo dos últimos 10 anos. Esta é a principal conclusão de um …

Constitucional chumba barrigas de aluguer pela segunda vez

O Tribunal Constitucional chumbou, esta quarta-feira, pela segunda vez, o diploma do Parlamento sobre gestação de substituição, depois de um chumbo no ano passado. O BE apresentou uma proposta em que se previa "que a gestante …

Furacão Humberto ganha força a caminho das Bermudas

O furacão Humberto aumentou de intensidade nas últimas horas e atingiu a categoria 3 a caminho das Bermudas, informou o Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC) nesta quarta-feira. O terceiro furacão da temporada no Atlântico, …