Avião da NATO cai na Noruega e provoca quatro mortos

Quatro soldados dos Estados Unidos da América morreram durante um exercício militar. Meteorologia terá sido crucial para este desfecho.

Um avião que executava exercícios militares da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO) caiu numa zona remota da Noruega, nesta sexta-feira, e provocou a morte de quatro pessoas.

Quatro soldados dos Estados Unidos da América foram as vítimas deste desastre, anunciou o primeiro-ministro da Noruega, Jonas Gahr Støre. A queda decorreu em Gråtådalen, Beiarn.

Já foi iniciada uma investigação para apurar o que aconteceu mas, de acordo com fontes locais, no dia do incidente a região em causa registava ventos e chuva fortes, além de risco de avalanches.

Surgiu um alerta para operação de busca no momento em que o avião, que estava em missão de treino, não chegou a Bodø, onde deveria ter aterrado. A queda ocorreu a cerca de 50 quilómetros de Bodø.

O avião Bell Boeing V-22 Osprey, do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA, participava no projecto Cold Responseexercícios anuais da NATO que não estão relacionados com a guerra na Ucrânia.

Os exercícios arrancaram na segunda-feira passada e deverão terminar no dia 1 de Abril. Os países vizinhos Finlândia e Suécia, que não fazem parte da NATO, também participam.

As forças armadas da Noruega já asseguraram que o Cold Response vai continuar, apesar desta queda, “com as medidas que deverão ser tomadas, tendo em conta o clima”.

  Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.