Avião atingido por um raio salvou-se a 7 segundos do desastre

Aero Icarus / Flickr

Avião Saab 2000

O bimotor Saab 2000, fabricado na Suécia tem capacidade para 50 a 80 passageirose atinge uma velocidade de 665 km/h

Os pilotos de um voo da companhia aérea escocesa Loganair conseguiram salvar as 33 vidas a bordo, a apenas 7 segundos de que a aeronave se despenhasse no Mar do Norte.

A tragédia esteve prestes a acontecer em dezembro passado, mas apenas agora foi revelada, num relatório oficial divulgado pelo canal de televisão britânico Sky News.

Depois de ter sido atingido por um raio, o avião, um Saab 2000 com 30 passageiros e 3 tripulantes a bordo, entrou em queda a pique e acelerou em direcção ao solo.

Ao mesmo tempo, o sistema de piloto automático impedia os pilotos de recuperar o controlo do avião e ganhar altura.

Quando se encontrava a apenas 350 metros do mar, os pilotos conseguiram finalmente recuperar o controlo da aeronave e travar a queda do aparelho.

A aeronave, que faz serviço de vaivém entre as ilhas do norte da Escócia, voava de Aberdeen para Sunburg, nas Ilhas Shetland.

A cerca de 11 quilómetros do destino, o aparelho foi atingido por um raio, que percorreu a aeronave do nariz até à cauda.

O avião, que estava em modo de piloto automático, entrou em perda de altitude sem que os pilotos pudessem recuperar o seu controlo.

Ao chegar aos 1200 metros de altitude, o aparelho entrou subitamente em queda a pique e acelerou até uma velocidade de 50 metros por segundo.

A 350 metros de altitude, quando apenas 7 segundos separavam o avião da desgraça iminente, o comandante conseguiu finalmente recuperar o controlo e travar a queda.

O avião chegou ao seu destino, onde aterrou em segurança apenas com danos ligeiros.

Nenhum dos passageiros sofreu ferimentos – apenas um susto para o resto da vida.

ZAP

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. 50 m/s = 180 km/h – não é nada para um avião…. srs jornalistas aprendam a ter espírito crítico. Foge tudo das matemáticas e depois dá nisto!

    • Caro Ferreira, obrigado pelo seu reparo.
      A referência à velocidade de 50m/s serve explicitamente para realçar que a essa velocidade e a uma altitude de 350 metros, a tragédia estava a 7 segundos de acontecer.

  2. Se o avião viesse em queda livre com a velocidade de 50 m/s a 350 metros de altitude, chegaria ao mar em cerca de 4,7 segundos e não 7, se o atrito do ar for desprezado.

    • É só fazer as contas mesmo, s=350 m, e como V0=50m.s-1 e a=g=9.8m.s-2 então a velocidade final é tal que (1) V=V0+2.a.s e (2) t=sqrt[2(V-V0)/a]. Nota: sqrt é a raíz quadrada.

      • Agora fiquei mesmo em pânico com a sua matemática ou lá o que é!!!
        A notícia já me disse que foram 7 segundos, ou 350 metros!
        O que me interessa a mim ou restantes leitores se percebe de equações???
        TEMOS QUE DESBUROCRATIZAR!

    • Anda tudo com os copos ou quê?
      Se vai a 50 m/s e faltam 350 metros qual é a dúvida que o embate seria em 7 segundos (caso não ocorresse qualquer alteração da velocidade do avião)????

      Onde é que estudaram? Foi ao domingo à tarde numa qualquer privada do país?

      • O senhor Ahhhhhh???!!!! escusava de ser mal educado. Reafirmo que o avião chegaria ao solo em cerca de 4,7 segundos, ou 4,77 segundos, com melhor precisão. Isto se desprezarmos o atrito do ar. Eu sou professor universitário e sei do que falo. Se eu quisesse ser mal educado como o senhor foi, chamava-lhe burro, mas não lhe vou chamar porque não quero ser mal educado. Como sou professor é meu dever explicar-lhe os cálculos: o avião em queda livre sofre uma aceleração e por isso não mantém a velocidade de 50 m/s. A sua velocidade vai aumentando e por isso demora menos do que os 7 segundos reclamados. O senhor Ahhhhhh???!!!! não é burro mas ainda tem alguma coisa que aprender e quando não sabe de um assunto o melhor é manter-se calado, para não mostrar a sua ignorância. Passe bem!

        • Ó amigo, perca lá um pouco de tempo e veja o que escrevi: “…(caso não ocorresse qualquer alteração da velocidade do avião)…”
          Quanto ao seu raciocínio também lhe posso afiançar não estar tão correto como sua eminência pensa.
          Se quer ser perfecionista, não pode obviamente esquecer o atrito do ar. Era o que mais faltava. Apenas no vácuo a aceleração de um qualquer corpo é constante. No ar, a densidade dos corpos que determinam a sua resistência é fundamental.
          Quem é que lhe disse que estruturalmente o avião não sofreu nesse período de tempo uma qualquer transformação que lhe provocasse uma alteração da sua resistência e desse modo pudesse aumentar ainda mais ou reduzir a sua velocidade nesse intervalo de tempo? Sabe é que o caro amigo não é o único professor universitário em Portugal. Há por aí muitos mais…
          Quanto ao manter-se calado…deixo-o com as suas doutas palavras.

RESPONDER

Refrigerantes light causam o mesmo risco de doenças cardíacas que bebidas normais

Um novo estudo da Universidade Sorbonne, em Paris, descobriu que bebidas adoçadas artificialmente - como as light, diet e zero - podem ser tão prejudiciais para o coração quanto os refrigerantes normais. Os investigadores, que acompanharam …

“Monstro patológico”. Documento revela que Henrique VIII planeou decapitação de Ana Bolena

Uma equipa de investigadores encontrou um livro que contém instruções específicas do rei Henrique VIII que mostram que o monarca queria que a sua segunda esposa, Ana Bolena, fosse executada. Neste documento, o rei Henrique VIII …

Robô humanóide sem cabeça empilha e carrega caixas (e já está à venda)

A fabricante de robôs Agility construiu um robô humanóide bípede chamado Digit, que consegue carregar caixas e que está a ser vendido por 250 mil dólares. De acordo com o TechXplore, o robô Digit foi projetado …

Porto 2-0 Olympiacos | Chama do “dragão” trava gregos

O FC Porto venceu na noite desta terça-feira o Olympiacos por 2-0, numa partida relativa à segunda jornada do Grupo C da Liga dos Campeões, sob o olhar dos cerca de 3750 adeptos que se …

Antigos maias construíram filtros de água sofisticados (capazes de funcionar nos dias de hoje)

De acordo com uma pesquisa da Universidade de Cincinnati (UC), os antigos maias da cidade de Tikal construíram sofisticados filtros de água através do uso de materiais naturais importados. Os investigadores da UC descobriram evidências de …

Como é que as pandemias acabam? A História sugere que as doenças vêm para ficar (durante milénios)

Uma combinação de esforços de saúde pública para conter e mitigar a pandemia veio ajudar a controlá-la. No entanto, epidemiologistas acreditam que as doenças infeciosas, como é o caso da covid-19, nunca desaparecem.  Ao longo dos …

ONG identifica entidades norte-americanas como "cúmplices" da destruição da Amazónia

Seis instituições financeiras norte-americanas são apontadas como "cúmplices" da destruição ambiental na Amazónia brasileira, assim como da violação dos direitos das comunidades indígenas da região, segundo um relatório de organizações não-governamentais (ONG). Um estudo elaborado pela …

OE2021. Uma morte anunciada da geringonça e o temor das coligações negativas

Já há confirmação de que a proposta do Orçamento do Estado para 2021 vai ser aprovada na generalidade, esta quarta-feira. O primeiro-ministro já só pensa na discussão na especialidade, na qual se avizinham os maiores …

Mulheres foram despidas em aeroporto do Catar para ver se tinham dado à luz recentemente

Várias passageiras australianas foram submetidas a um exame ginecológico após ter sido descoberto um bebé recém-nascido abandonada na casa de banho do Aeroporto Internacional de Hamad, em Doha, no Catar. O voo da Qatar Airways deveria …

Memória ou glorificação? Discurso escrito à mão por Hitler vendido na Alemanha por 34.000 euros

Um discurso que o ditador Adolf Hitler escreveu em 1939 foi vendido em leilão, na semana passada, na Alemanha, por 34.000 euros, noticia a agência noticiosa AP. De acordo com a revista norte-americana Vice, que cita …