As aves migratórias têm um misterioso sexto sentido (que acaba de ser explorado)

J. Kelly / Wikimedia

Investigadores da Universidade Goethe de Frankfurt, na Alemanha, analisaram recentemente diversos estudos de campo sobre habilidades de navegação das aves e relataram as suas conclusões num recente artigo científico.

Algumas aves exibem um misterioso sexto sentido no que diz respeito às habilidade de navegação. Extremamente sofisticada, esta características das aves migratórias permitem que estes animais voem milhares de quilómetros, um fenómeno que ainda não é totalmente compreendido pela Ciência.

Wolfgang e Roswitha Wiltschko, da Universidade Goethe de Frankfurt, na Alemanha, decidiram aprofundar esta questão e publicaram um artigo científico no Journal of the Royal Society Interface sobre o tema.

Um dos temas mais abordados em estudos científicos é o facto de os pássaros voarem longas distâncias fazendo um uso inteligente do campo magnético da Terra. Segundo a maioria dos cientistas, as aves aproveitam-se de duas características do campo magnético terrestre: a direção das linhas de campo e a sua intensidade.

Segundo o Phys.org, os cientistas destacam que vários estudos apontam uma evidência especial: a presença de uma proteína nos olhos destes animais que lhes permite “ver” o campo magnético durante o voo. É uma espécie de bússola interior que guia o pássaro – não em direção ao norte ou ao sul magnético, mas sim “rumo ao polo” ou “rumo ao equador”.

Quanto à deteção e medição da intensidade do campo magnético, Wolfgang e Roswitha Wiltschko citam vários artigos científicos que lançam a suspeita de que há pedaços de metal (magnetita) incorporados em tecidos capazes de “sentir” o magnetismo, e nervos que transportam as informações até ao cérebro das aves.

No mais recente artigo, os investigadores destacam que ainda não existe consenso na comunidade científica quanto ao metal incorporado nestes animais, mas há palpites: um deles é que o metal se situa no bico da ave.

No entanto, continua a ser um mistério como e em que partes do cérebro a navegação é “programada”. Segundo os Wiltschkos, algumas investigações levantam a teoria de que o hipocampo destas aves está fortemente envolvido – uma parte do cérebro conhecida pelo seu papel na memória.

Na prática, os pássaros podem ser capazes de adicionar informações de navegação às informações geográficas que armazenam à medida que envelhecem.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Marcelo defende que "ninguém lhe perdoaria" se permitisse agora uma crise política

O Presidente da República defende que "ninguém lhe perdoaria" se permitisse a criação de condições para uma crise política no atual contexto de crise sanitária e consequente crise económica. Marcelo Rebelo de Sousa defendeu esta …

"Cada qual no seu lugar". Jerónimo avisa Marcelo que “tudo tem limites” nos poderes presidenciais

O secretário-geral do PCP avisou Marcelo Rebelo de Sousa que “tudo tem limites” quanto aos poderes presidenciais, face aos sucessivos apelos para a viabilização do Orçamento do Estado de 2021 pela esquerda ou pelo PSD. “Cada …

Ferro Rodrigues não aceita projeto de lei do Chega por inconstitucionalidade

O projeto de lei do Chega para limitar o cargo de primeiro-ministro e outros governantes apenas a portadores de nacionalidade portuguesa originária foi rejeitado pela Assembleia da República devido a inconstitucionalidade. O despacho do presidente da …

Os cientistas já sabem porque é que alguns sapos têm uns olhos "enormes"

Os cientistas acabam de descobrir porque é que alguns sapos têm os olhos enormes comparativamente com a dimensão do seu corpo. De acordo com uma nova investigação, cujos resultados foram recentemente publicados na revista científica …

Morreu o emir do Kuwait, Sabah Al-Ahmad Al-Sabah, aos 91 anos

O emir do Kuwait, xeque Sabah Al-Ahmad Al-Sabah, morreu esta terça-feira aos 91 anos nos Estados Unidos, onde estava desde julho a receber tratamento médico, anunciou a corte do emirado. "É com grande tristeza e dor …

Não há limite de velocidade num universo de superfluidos (e já sabemos porquê)

O superfluido ainda obedece às leis da Relatividade Geral. Ainda assim, é seguro afirmar que, num superfluido, não há limite de velocidade. Um superfluido é um líquido a uma temperatura extremamente baixa, próxima do zero absoluto. …

Não é um quasar. Astrónomos descobrem galáxia com radiação UV intensa

Cientistas descobriram uma galáxia jovem que brilha em comprimentos de onda ultravioleta, de maneira tão brilhante quanto um quasar. Uma equipa de cientistas descobriu a galáxia BOSS-EUVLG1, com a ajuda do Gran Telescopio Canarias de La …

"Adiem a Liga dos Campeões", pede o Borussia Dortmund

Sorteio está marcado para esta quinta-feira mas Michael Zorc avisa: "Faltam requisitos legais para a fase de grupos arrancar". A fase de grupos da Liga dos Campeões vai começar, pela primeira vez, em outubro. A primeira …

Artista "ressuscita" 54 Imperadores Romanos com ajuda da Inteligência Artificial

Artista canadiano usou um ramo da Inteligência Artificial para criar retratos ultra-realistas de antigos Imperadores Romanos como, por exemplo, Calígula, Nero e Adriano. A aparência física destes antigos Imperadores Romanos foi preservada em centenas de esculturas …

Cantar pode ser uma má ideia durante a pandemia

Uma nova pesquisa revelou que cantar em grupo pode ser perigoso em termos de propagação de patógenos. Esta é só mais uma prova de que 2020 chegou para pôr um travão na diversão. A Universidade de …