Avarias param 9 das 20 novas ambulâncias do INEM

Vitó / Flickr

Só entraram em serviço em abril, mas as novas ambulâncias do INEM já estão a dar problemas. Dos 20 novos veículos, apenas 11 estão a circular normalmente.

As sirenes e as luzes desligam-se em andamento e o espaço onde viaja o doente fica às escuras e sem energia para alimentar os equipamentos médicos. Estes são alguns dos problemas, apontados pelo JN, que fazem com que 9 das 20 novas ambulâncias do INEM estejam, de momento, paradas.

A informação foi confirmada pelo vice-presidente do Sindicato dos Técnicos de Emergência Pré-Hospitalar (STEPH), Rui Lázaro. Sete das viaturas paradas são da região Norte, uma é de Lisboa e a outra é do Algarve. Segundo fonte do INEM, estas já estarão a ser reparadas pela Iveco.

As ambulâncias que as substituem, de acordo com Rui Lázaro, estão “muito desgastadas”, com pelo menos uma delas a marcar “mais de 600 mil quilómetros”.

“Mesmo quando não são recentes, são alvo de manutenções e reparações rigorosas, periódicas e sempre que necessário, por forma a garantir a segurança dos tripulantes e dos respetivos doentes”, explicou o INEM, citado pelo Observador.

O presidente do STEPH, Pedro Moreira, realça que a situação é “inaceitável” e que as ambulâncias foram compradas para resolver a falta de viaturas para a prestação do socorro. Ouvido pela Antena 1, o sindicalista diz que semanas depois de terem sido entregues, “senão dias”, as viaturas começaram a registar “várias avarias”.

Ainda em agosto, a falta de técnicos no Porto obrigou mais de metade das ambulâncias do INEM a parar durante cinco dias do mês de julho.

O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) reagiu à notícia e disse esperar ter até final do mês resolvidos os problemas elétricos detetados em cinco das suas 20 ambulâncias novas e garante que a segurança no transporte dos doentes não está em causa. “Os meios que estamos a operar garantem todos os requisitos de segurança necessários para que o cidadão que é transportado seja tratado em segurança e com a qualidade necessária”, disse à agência Lusa Pedro Lavinha, vogal do INEM

O responsável explicou as novas ambulâncias, adquiridas à empresa Iveco, estavam em perfeitas condições quando foram entregues ao INEM, mas que, com a utilização intensiva, foram detetados problemas elétricos em cinco delas e foram resolvidos pela empresa.

“Neste momento, o INEM está em todas as outras ambulâncias que tem da Iveco a proceder a essa avaliação e correção”, explicou o responsável do INEM, sublinhando que a perspetiva da empresa é que o problema esteja completamente solucionado até final do mês.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Hum… muito estranho…
    E, a Iveco tem alguma coisa a ver com as sirenes ou a com a célula?
    Quando muito, isso será responsabilidade do carroçador (Auto Ribeiro ou outro)…

  2. Isto deve ser coisas da oposição está tudo bem. Pergunto: foi ajuste directo ou houve concurso? Resposta: ajuste directo estamos em altura de eleições e pelos vistos foi uma compra apressada, as oficinas do estado ou alguém do Min. Saúde não foi ver se funcionavam? Quem vez as ambulâncias é competente ou foram compradas a “alguém conhecido muito boa pessoa” dando aso a mais um caso de corrupção, compra de ajuste directo entre amigos e eis o resultado. Mas está tudo bem um mar de rosas, segundo diz o PM “da maioria absoluta” Costa

    • Bem, o teu caso é grave… é que, além ignorante apalermado, tens muita imaginação para inventar estorias!…
      Não conseguiste acertar uma – TUDO o que escreveste é mentira!!
      Parabéns; tens futuro na política…
      Lê e aprende:
      “As 20 ambulâncias entregues ao INEM em Abril foram adquiridas por concurso publico tramitado pelos serviços partilhados da administração publica (ESPAP), aberto em 2015. Foram precisos quase 5 anos para concluir o processo de compra dos veículos e repetitivo carroçamento.”
      in JN nº 108 – 2019
      .
      E agora?
      Pois…
      Quando não se sabe, fica-se calado ou pergunta-se a quem sabe – senão dá a caca que se vê!

RESPONDER

Pais da bebé Matilde ajudaram Tomás a tratar cancro nos ossos

Tomás Leal, de 5 anos, tal como a irmã, Marta, de 9 anos, sofre de cancro nos ossos. Os pais recorreram à Clínica Universidad de Navarra, em Espanha, para uma solução médica que evite …

Já é conhecido o novo Governo. Há mais mulheres e cinco novos ministros

António Costa levou esta tarde os nomes do novo Governo que foram validados pelo Presidente da República. Costa quis deixar o assunto encerrado antes de partir para o Conselho Europeu de quinta e sexta-feira. A …

Relação de Lisboa reconhece insónias como motivo para indemnização

Uma empresa foi obrigada a indemnizar três funcionários que tinham sido despedidos e a reintegrá-los. A Relação de Lisboa considerou que os trabalhadores "passaram a andar deprimidos e ansiosos, dormindo mal" e por esse motivo …

Incêndio no Pinhal de Leiria terá originado de dois reacendimentos

O incêndio na Mata Nacional de Leiria, no dia 15 de outubro de 2017, resultou de dois reacendimentos de um incêndio após uma queimada e outro de um possível fogo posto, refere o despacho de …

Peste suína leva China a proibir carne de Timor-Leste

A China interditou a entrada de carne de porco proveniente de Timor-Leste devido ao surto de peste suína africana detetado no arquipélago. Segundo um edital publicado esta terça-feira pela Administração Geral da Alfândega da China, mas …

Lisboa está entre as cem cidades com os melhores hospitais do mundo

Lisboa figura na lista das cidades com os melhores hospitais do mundo segundo o estudo "Best Hospital Cities Ranking 2019", realizado pela primeira vez pela tecnológica da área da saúde Medbelle, uma startup baseada em …

Gaudêncio demite-se da liderança do PSD/Açores e pede eleições internas antecipadas

O líder do PSD/Açores, Alexandre Gaudêncio, demitiu-se esta terça-feira do cargo e vai pedir eleições internas diretas, não adiantando se se irá recandidatar ao cargo que assumiu há um ano. Alexandre Gaudêncio anunciou esta terça-feira, em …

Mortes causadas por agentes da polícia crescem 4,3% com Bolsonaro no poder

Agentes da polícia no Brasil causaram a morte de pelo menos 2.886 pessoas nos primeiros seis meses deste ano, mais 4,3% que os 2.766 registados no mesmo período do ano passado. Segundo um levantamento divulgado na …

Duarte Cordeiro, Alexandra Leitão e Ricardo Serrão Santos. Costa e Marcelo reunidos para falar sobre novo governo

O primeiro-ministro indigitado está esta tarde reunido com o Presidente da República, na habitual reunião semanal, que foi antecipada e que servirá para António Costa entregar a composição do novo governo a Marcelo Rebelo de …

FMI. Portugal vai crescer acima da zona euro em 2019 e 2020

Com a revisão em alta de 0,2 pontos percentuais para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2019, o FMI posiciona as suas previsões alinhadas com as do Governo, mas mantêm-se menos otimista para 2020 do …