/

Autoridades encontram mais de 20 corpos de mulheres em casa de ex-agente

As autoridades de El Salvador estão a escavar um cemitério clandestino que se situa no jardim da casa de um ex-agente. A polícia acredita que no local estão enterrados pelo menos 40 corpos, sendo que grande parte são de mulheres.

Os restos mortais de pelo menos 24 pessoas já foram recuperados na casa do ex-agente, no município de Chalchuapa, a cerca de 78 quilómetros a noroeste da capital, San Salvador. No entanto, a exumação dos corpos pode demorar mais um mês, disseram as autoridades.

As buscas começaram depois do ex-agente Hugo Ernesto Osorio Chávez, de 51 anos, ser detido no início deste mês por matar uma mulher e a sua filha. O suspeito, que já tinha sido investigado por crimes sexuais, confessou ter matado as duas mulheres.

Contudo, durante uma investigação à sua habitação, as equipas forenses descobriram pelo menos mais sete fossos que continham corpos, alguns dos quais podem ter sido enterrados há mais de dois anos.

As autoridades emitiram mandados de prisão para nove outros suspeitos que podem ter agido como cúmplices, avança o The Guardian.

Mauricio Arriaza Chicas, diretor da Polícia Civil Nacional de El Salvador, disse na quarta-feira que os suspeitos incluíam ex-polícias e ex-soldados, bem como traficantes de pessoas e outros elementos que ajudaram a atrair as vítimas para a morte.

O incidente trouxe à tona a questão do feminicídio no país que registou 70 ocorrências deste crime no ano passado. El Salvador contabilizou 111 feminicídios em 2019, revelam dados da polícia.

A violência contra as mulheres na América Latina, incluindo feminicídios, piorou durante a pandemia do coronavírus, de acordo com grupos humanitários.

  Ana Isabel Moura, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE