Autores do atentado a universidade são quenianos

Todos os quatro homens do grupo extremista islâmico somali Shebab, que há duas semanas matou 148 pessoas na Universidade de Garissa, no noroeste do Quénia, eram quenianos, refere um relatório hoje divulgado pelo jornal Daily Nation.

O facto de os quatro serem tidos como quenianos demonstra a capacidade dos insurgentes somalis para recrutar dentro do Quénia.

No passado dia 02 de abril, um grupo de homens armados entrou na Universidade de Garissa, identificou os que não professam a religião muçulmana e executou 148 pessoas, 142 dos quais estudantes, um ato que o Presidente queniano, Uhuru Kenyatta, descreveu como sendo “massacre bárbaro medieval”.

De acordo com o jornal queniano Daily Nation, que cita funcionários dos serviços de informação que pediram para não ser identificados, um dos quatro homens foi identificado como sendo Abdirahim Abdullahi, um estudante do curso de Direito e de nacionalidade queniana.

O relatório dos serviços secretos refere que os outros três homens armados também são quenianos, eventualmente da cidade portuária de Mombasa e do distrito de Bungoma, mas “as identidades serão confirmadas após as suas impressões digitais serem conferidas”.

No entanto, a polícia queniana ainda não se pronunciou sobre o relatório.

Após o ataque, o Presidente queniano advertiu que os terroristas estavam “profundamente enraizados” no interior do Quénia, e não apenas da Somália.

O Governo da Somália colocou a prémio a cabeça de 11 responsáveis do grupo islâmico Shebab, oferecendo recompensas até 232 mil euros pela sua captura, especialmente do emir (líder supremo) do grupo Ahmed Umar Dirieh, designado “Abu Oubaïda”, que em setembro passado sucedeu na liderança do movimento islâmico somali a Ahmed Abdi “Godane”, morto por um drone (avião não tripulado) americano.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Não há democracia na Coreia do Norte? "É uma opinião", diz Jerónimo

Jerónimo de Sousa evitou classificar o regime de Kim Jong-un em termos "de ser ou não ser" uma democracia. A Coreia do Norte é ou não uma democracia? "É uma opinião", respondeu Jerónimo de Sousa. Numa …

Afinal, o esparguete à bolonhesa não existe

Quando se trata de refeições italianas clássicas, a maioria das pessoas pensa em pratos simples como uma pizza Margherita, lasanha e esparguete à bolonhesa. Contudo, segundo Virginio Merola, presidente de Bolonha, em Itália, o esparguete à bolonhesa …

Javalis tomaram o lugar dos coelhos. "Muitos animais estão doentes"

Para já, não há perigo de saúde pública, mas os javalis carregam doenças que podem passar a outros animais. Se antes se matavam mil coelhos, abatem-se agora 10 javalis. Jacinto Amaro, presidente da Fencaça - Federação …

Maduro prepara reestruturação do Governo venezuelano

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, pediu aos ministros do seu Governo que ponham os seus cargos à disposição, a fim de impulsionar uma "reestruturação profunda" do Executivo. O anúncio foi feito este domingo através do …

"Cojones" de Ronaldo valem-lhe processo disciplinar da UEFA

A UEFA abriu um processo disciplinar a Cristiano Ronaldo pelo seu festejo na vitória por 3-0 frente ao Atlético Madrid. O gesto ousado do português após marcar o terceiro golo na partida foi uma resposta …

Olimpíadas de Tóquio terão robôs a ajudar pessoas em cadeira de rodas

As Olimpíadas de Tóquio, que decorrem em 2020, podem vir a ficar conhecidas como os "Jogos dos Robôs", devido aos robôs que serão usados ​​no novo Estádio Nacional para ajudar os apoiantes em cadeiras de …

Banco de Portugal quer obrigar bancos a reduzir custos de transferências imediatas

O Banco de Portugal quer que a banca implemente práticas que reduzam o preço das transferências imediatas, de forma a aumentar a sua adoção. Estas são transações monetárias de uma conta para outra, efetuadas num …

Holanda investiga morte de milhares de doentes mentais na II Guerra Mundial

A Holanda vai investigar as circunstâncias em que milhares de pessoas com incapacidades e doenças mentais morreram nos hospitais psiquiátricos do país na II Guerra Mundial, um número que é desconhecido, divulgou a imprensa local. "Não …

Roubo, sequestro e violação. PJ descortinou 210 crimes inventados nos últimos cinco anos

Nos últimos cinco anos, a Polícia Judiciária descortinou que 210 investigações lançadas após denúncias de alegados lesados eram, na verdade, invenções. De acordo com o Jornal de Notícias, que avança a notícia, os delitos mais …

Número de mortos pela passagem do ciclone Idai por África aumentou para 200

O número de vítimas mortais devido à passagem do ciclone Idai por Moçambique, Zimbabué e Malaui subiu para 200, de acordo com dados divulgados este domingo pela Organização das Nações Unidas (ONU). No Zimbabué, o número …