Autores do atentado a universidade são quenianos

Todos os quatro homens do grupo extremista islâmico somali Shebab, que há duas semanas matou 148 pessoas na Universidade de Garissa, no noroeste do Quénia, eram quenianos, refere um relatório hoje divulgado pelo jornal Daily Nation.

O facto de os quatro serem tidos como quenianos demonstra a capacidade dos insurgentes somalis para recrutar dentro do Quénia.

No passado dia 02 de abril, um grupo de homens armados entrou na Universidade de Garissa, identificou os que não professam a religião muçulmana e executou 148 pessoas, 142 dos quais estudantes, um ato que o Presidente queniano, Uhuru Kenyatta, descreveu como sendo “massacre bárbaro medieval”.

De acordo com o jornal queniano Daily Nation, que cita funcionários dos serviços de informação que pediram para não ser identificados, um dos quatro homens foi identificado como sendo Abdirahim Abdullahi, um estudante do curso de Direito e de nacionalidade queniana.

O relatório dos serviços secretos refere que os outros três homens armados também são quenianos, eventualmente da cidade portuária de Mombasa e do distrito de Bungoma, mas “as identidades serão confirmadas após as suas impressões digitais serem conferidas”.

No entanto, a polícia queniana ainda não se pronunciou sobre o relatório.

Após o ataque, o Presidente queniano advertiu que os terroristas estavam “profundamente enraizados” no interior do Quénia, e não apenas da Somália.

O Governo da Somália colocou a prémio a cabeça de 11 responsáveis do grupo islâmico Shebab, oferecendo recompensas até 232 mil euros pela sua captura, especialmente do emir (líder supremo) do grupo Ahmed Umar Dirieh, designado “Abu Oubaïda”, que em setembro passado sucedeu na liderança do movimento islâmico somali a Ahmed Abdi “Godane”, morto por um drone (avião não tripulado) americano.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Theresa May adia votação do Brexit

A primeira-ministra britânica, Theresa May, confirmou, esta segunda-feira à tarde, perante o parlamento britânico, que será adiada a votação do acordo do Brexit agendada para esta terça-feira, dia 11. A decisão da primeira-ministra britânica procura evitar …

"Lobisomem da Sibéria". Maior assassino em série da Rússia era polícia e matou 78 mulheres

Um ex-polícia russo, já condenado a prisão perpétua pela morte de 22 mulheres, foi sentenciado esta segunda-feira na Sibéria por mais 56 homicídios, o que o torna no maior assassino em série da história recente …

Mais de 20 comboios vão ser suprimidos no Natal e Ano Novo

Mais de duas dezenas de ligações ferroviárias, entre Intercidades e Alfa-Pendulares, serão suprimidas nos dias 24, 25 e 31 de dezembro e 1 de janeiro de 2019, à semelhança de anos anteriores, devido à fraca …

Catalães devem seguir a via eslovena e estar "dispostos a tudo" para alcançar independência

Quim Torra disse este sábado que os catalães devem seguir o exemplo do processo de independência da Eslovénia e estar "dispostos a tudo". O presidente do governo regional da Catalunha, Quim Torra, disse este sábado que …

"Injustiça fiscal." Governo rejeita alterar IRS para salários de anos anteriores

O Governo recusou aceitar uma recomendação da Provedora de Justiça que pedia ao Executivo para atualizar o regime de IRS para rendimentos relativos a anos anteriores. No início de outubro, a Provedora da Justiça escreveu a …

Oito anos depois, pensionistas recebem subsídio de Natal por inteiro

Oito anos depois, os pensionistas recebem esta segunda-feira o subsídio de Natal por inteiro, sem cortes e no mês de dezembro. A maioria dos pensionistas da Segurança Social começa esta segunda-feira a receber a pensão de …

Carlos Ghosn, ex-presidente da Renault-Nissan, acusado por ocultar rendimentos

O Ministério Público japonês acusou oficialmente o ex-presidente da Nissan de ocultar rendimentos da empresa durante um período de cinco anos. De acordo com a agência Kyodo e o canal público NHK, o Ministério Público responsabiliza …

Casa onde Sócrates vive "pagou" salinas em Angola

O apartamento de luxo onde José Sócrates está a residir na Ericeira foi uma "dação em pagamento" de um empresário angolano ao primo do ex-primeiro-ministro, José Paulo Pinto de Sousa, que é suspeito de ser …

Caso Galpgate. Três ex-secretários de Estado não vão a julgamento

Os três secretários de Estado que se demitiram no ano passado na sequência do caso dos convites para assistirem a jogos de futebol do Euro 2016 em França não vão a julgamento. Os ex-governantes e outros …

Estado distribui agendas com castelhano como língua principal

O Estado português distribuiu agendas nas quais o "castelhano é a língua dominante" aos altos quadros da administração pública, revelou Luís Marques Mendes neste domingo, no seu habitual espaço de comentário na SIC.  "Será que …