/

Autoagendamento da vacina reservado até sábado a jovens dos 12 aos 17 anos

O autoagendamento para a vacinação contra a covid-19 está desde a meia-noite de hoje reservado aos jovens entre os 12 e os 17 anos, prolongando-se até sábado em exclusivo para esta faixa etária.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

A medida foi anunciada na segunda-feira pela task force responsável pelo plano de vacinação, que explicou que a vacinação destes utentes com a primeira dose de uma das duas vacinas aprovadas para este grupo etário – Pfizer/BioNTech e Moderna – vai ser efetuada no fim de semana de 28 e 29 de agosto.

Inicialmente, o autoagendamento estava previsto para a faixa etária entre os 12 e os 15 anos, mas o gabinete da task-force anunciou hoje de manhã que reabriu também para os jovens de 16 e 17 anos.

Segundo a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, a decisão de alargar a faixa etária prendeu-se com o facto de haver menos inscritos do que os desejados.

“Neste momento, temos mais de 160 mil destes adolescentes inscritos. No total são cerca de 410 mil. Foi um autoagendamento, apesar de tudo, positivo, mas é preciso expandi-lo e depois haverá outras metodologias para continuar a captar estas pessoas”, disse Graça Freitas em entrevista à RTP.

Já neste próximo fim de semana (21 e 22) serão vacinados os primeiros jovens entre 12 e 15 anos que efetuaram o agendamento entre os dias 12 e 14 deste mês.

O autoagendamento – que é feito através do portal covid19.min-saude.pt – dos utentes com 18 ou mais anos fica, assim, suspenso por três dias, sendo retomado a partir de domingo.

De acordo com o calendário já divulgado pela task-force, as segundas doses de vacina para os menores entre 12 e 17 anos serão administradas nos fins de semana de 11/12 e 18/19 de setembro, para que esta faixa etária possa concluir o processo de vacinação antes do início do ano letivo.

A recomendação da Direção-Geral da Saúde (DGS) para a vacinação universal das crianças e jovens entre os 12 e os 15 anos foi conhecida no passado dia 10 de agosto, deixando assim de ficar circunscrita a situações específicas, como os casos em que existam doenças de risco para a Covid-19.

Portugal já tem 66% da população com vacinação completa contra a Covid-19 e 76% com pelo menos uma dose administrada, com os maiores de 65 anos quase totalmente vacinados.

PUBLICIDADE

De acordo com o relatório mais recente de vacinação, divulgado pela DGS na terça-feira e com dados contabilizados até ao último domingo, o país contabiliza já 7.791.486 pessoas com pelo menos uma dose de vacina e 6.760.777 que concluíram o respetivo esquema vacinal.

A campanha de vacinação contra a Covid-19 iniciou-se em Portugal em 27 de dezembro de 2020, sendo administradas atualmente as vacinas de dose única (Janssen) e de dose dupla (Pfizer/BioNTech, Moderna e AstraZeneca).

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 17.601 pessoas e foram registados 1.009.571 casos de infeção, segundo a DGS.

  // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.