Presidente da câmara de Gdansk esfaqueado em ato público. Estado é crítico

Adam Warzawa / EPA

Apoiantes de Pawel Adamowicz reuniram-se à porta do hospital em que o autarca de Gdansk está internado

O presidente de câmara da cidade polaca de Gdansk, Pawel Adamowicz, foi esfaqueado hoje num evento público de solidariedade naquela cidade e encontra-se em estado crítico, revelou o governo polaco.

De acordo com o ministro polaco do Interior, o autarca foi atacado com um objeto cortante no momento em que estava no palco no final de um evento de solidariedade, tendo sido hospitalizado em estado muito crítico.

O suspeito do ataque, de 27 anos e natural de Gdansk, foi detido no local. Segundo a estação de televisão TVN, momentos antes do ataque, o homem terá gritado que esteve detido e foi torturado pelo principal partido da oposição na Polónia, a Plataforma Cívica, democrata-cristã, à qual o autarca de Gdansk pertence.

Pawel Adamowicz, 53 anos, é o presidente da Câmara de Gdansk desde 1998. Integrou a oposição democrática naquela cidade, ainda no tempo da liderança de Lech Walesa. É visto como um político progressista e tolerante, que apoia os direitos das pessoas LGBT e respeita minorias.

O ataque já foi condenado por vários políticos polacos, entre os quais o primeiro-ministro, Mateusz Morawiecki, e o Presidente do Conselho Europeu e co-fundador da Plataforma Cívica, o polaco Donald Tusk, que manifestaram solidariedade para com o autarca.

“Apesar das diferenças políticas, estou incondicionalmente com ele e com os que lhe são próximos”, afirmou o presidente da Polónia, Andzrej Duda, na rede social Twitter.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Reaberto ao público o primeiro palácio de Nero, construído há 2.000 anos

O primeiro palácio do imperador Nero, localizado no Monte Palatino, em Roma, foi reaberto ao público na passada semana. Depois de uma década de reformas, o monumento construído há 2.000 anos volta a poder ser …

Cria de lobo-marinho voltou a aparecer no areal do Porto Santo

A cria de lobo-marinho que tem feito do areal da ilha do Porto Santo o seu local de descanso voltou a aparecer hoje, depois de ter desaparecido desde terça-feira à noite. A bióloga Rosa Pires, do …

Há um fóssil único de tiranossauro bebé à venda no eBay (e os cientistas estão indignados)

O esqueleto "único" de um filhote de tiranossauto (Tyrannosaurus rex) com mais de 60 milhões de anos foi posto à venda na plataforma eBay nos Estados Unidos. O vendedor pede quase 3 milhões de dólares …

Agência francesa adverte: troque ibuprofeno por paracetamol

A agência francesa do medicamento ANSM fez uma advertência a médicos e pacientes sobre riscos decorrentes do uso do ibuprofeno e do cetoprofeno, que podem agravar infeções em tratamento, e pediu uma investigação a nível …

"Lendária" e misteriosa espécie de orca avistada por cientistas

Cientistas admitem o possível avistamento de uma das espécies de orca mais misteriosas da natureza. A orca é conhecida como o "Tipo D", mas muito raramente foi vista ou ouvida. A orca foi avistada no Cabo …

Nacional vs Sporting | Triunfo curto para tanto domínio

O Sporting foi à Madeira somar a sua sétima vitória consecutiva na Liga NOS. No terreno do Nacional, os “leões” ganharam por 1-0, num jogo em que o resultado não espelha a grande superioridade da …

Titã pode ter "lagos fantasmas" e cavernas

Titã, a lua e Saturno, é surpreendentemente semelhante à Terra. Tem lagos, rios e oceanos profundos (e possivelmente cavernas) que poderiam sustentar vida. Em Titã, a chuva não é água, mas sim metano líquido. Duas …

As barbas podem ter mais bactérias do que o pêlo dos cães

Uma equipa de investigadores suíços descobriu que as barbas podem ter mais micróbios prejudiciais à saúde humana do que o pêlo dos cães. Uma recente investigação realizada pela clínica Hirslanden, na Suíça, descobriu que as barbas …

Há uma cidade onde é proibido morrer

Longyearbyen, capital do arquipélago de Svalbard, na Noruega, deu o passo muito incomum de proibir a morte naquela região. Desde 1950, ninguém está legalmente autorizado a morrer na cidade. Até uma pessoa que lá tenha vivido …

Este ano já morreram 129 pessoas na estrada. O telemóvel leva as culpas

A Secretaria de Estado da Proteção Civil informou hoje que morreram 129 pessoas nas estradas portuguesas, menos uma morte do que em período homólogo de 2018 e o telemóvel ao volante tem contribuído para aumento …