Atleta ucraniana desiste das Olimpíadas para “ser cidadã” e protestar

 

A tensão dos protestos na Ucrânia atravessou as fronteiras e chegou até Sochi, onde acontecem os Jogos Olímpicos de Inverno. Esta quinta-feira, a esquiadora ucraniana Bogdana Matsotska anunciou que não participaria mais da competição e retornaria à Ucrânia para participar dos protestos.

“Não vou continuar a competir, porque há algo horrível a acontecer no meu país, não é só em Kiev, mas em todo o país. Pessoas estão em guerra, muita gente está a morrer”, disse Bogdana Matsotska, ainda em terras russas, ao repórter Alan Capstick, da BBC.

“É uma decisão difícil, mas neste momento, eu não quero mais ser uma atleta olímpica, eu quero ser uma cidadã no meu país.”

Bogdana contou que só poderá voltar à Ucrânia na segunda-feira, por causa da falta de voos disponíveis, e que pretende juntar-se aos manifestantes na Praça da Independência, em Kiev.

Enquanto isso não acontece, Bogdana diz que já está na Praça, “mas só com a minha alma”.

Bogdana já participou em provas de duas disciplinas de esqui nos Jogos de Sochi e desistiu de competir precisamente no Slalom, a sua especialidade. A esquiadora estava a disputar os Jogos Olímpicos de Inverno pela segunda vez na carreira e foi a única atleta ucraniana até agora a desistir da competição por causa da tensão política.

Desespero

“É uma decisão muito difícil, nós treinamos muito para isto, esta é a minha melhor disciplina, já competi em duas, mas com o que está a acontecer na Ucrânia eu não posso fazer parte da equipa olímpica aqui, tenho que estar com as pessoas que estão nas ruas”, afirmou à BBC.

“Eu treinei muito para competir, acho que fiz um bom trabalho, estou orgulhosa do que fiz, mas depois de as coisas lá terem piorado, eu não posso pensar em competir quando as pessoas estão a lutar e morrer para melhorar o meu país.”

A esquiadora conta que tem sido desesperante para ela e para o pai, seu técnico, conversar com a família em Kiev – onde têm acontecido os violentos protestos – e ouvir os relatos do que tem acontecido por lá.

“Eu mandei mensagens para a minha família e os meus amigos a perguntar se estava tudo bem. Quero ir para lá para estar com eles. Eu ligo à minha mãe e ela está a chorar por tudo o que está a acontecer lá.”

 

snamess / Flickr

O movimento a favor da adesão da Ucrânia à União Europeia começou a protestar há cerca de dois meses na Praça da Independência, em Kiev, contra a recusa do Governo em firmar um acordo.

O movimento a favor da adesão da Ucrânia à União Europeia começou a protestar há cerca de dois meses na Praça da Independência, em Kiev, contra a recusa do Governo em firmar um acordo.

Comitê Olímpico

Na entrevista à BBC, Bogdana Matsotska revelou também que o Comité Olímpico Internacional (COI) tentou persuadi-la a continuar nos Jogos de Sochi quando ela revelou que deixaria de competir por causa dos protestos na Ucrânia.

“Eles (COI) querem paz e não querem participar nestas coisas políticas. O comité olímpico queria que eu ficasse, mas eu disse que queria ir embora e eles respeitaram a minha decisão.”

Segundo Bogdana, os atletas ucranianos queriam utilizar uma braçadeira preta em luto e protesto pelas mortes que aconteceram no país durante os últimos protestos. O Comité Olímpico, porém, não permitiu, e a equipa ficou com medo de sofrer sanções se o fizessem.

A delegação da Ucrânia em Sochi é formada por 45 atletas. Nenhum, além de Bogdana Matsotska, desistiu de participar no torneio para voltar ao país até agora. “Os outros atletas respeitam a minha decisão e eu respeito a deles”, disse Bogdana.

BBC

Bogdana Matsotska

Bogdana Matsotska

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Petição quer enfermeiros como profissão de desgaste rápido e subsídio de risco. 2.500 já assinaram

Mais de 2.500 pessoas já assinaram uma petição online que defende a atribuição do estatuto de profissão de desgaste rápido aos enfermeiros, bem como a atribuição de um subsídio de risco. No texto, os promotores defendem …

Para os norte-americanos, Portugal é o melhor país para gozar a reforma

Para os norte-americanos, Portugal é o melhor país para gozar a reforma depois de uma vida de trabalho. Os custos de vida, o clima e as pessoas são alguns dos motivos que levam os pensionistas …

Berardo apresenta recurso contra arresto de imóveis de luxo

Joe Berardo apresentou um recurso contra o arresto a dois imóveis de luxo em Lisboa. As propriedades foram arrestadas pela Caixa Geral de Depósitos por dívidas superiores a 300 milhões. O empresário madeirense Joe Berardo interpôs …

Para além de autocarros, Cascais quer comboios gratuitos dentro do município

Desde 1 de janeiro de 2020, Cascais tornou-se no primeiro concelho do país a ter transportes públicos rodoviários gratuitos. Agora, quer alargar a iniciativa aos comboios. "Estamos a abrir um novo paradigma, que encara a mobilidade …

Governo convoca sindicatos para negociar aumentos acima dos 0,3%

O Governo convocou as estruturas sindicais da administração pública para voltar a negociar a proposta dos aumentos salariais de 0,3% para este ano. De acordo com a agência Lusa, o Governo convocou as estruturas sindicais da administração …

Governo prepara injeção final de 1400 milhões no Novo Banco

Desde a venda, em outubro de 2017, o Estado já injetou 1,9 mil milhões de euros no Novo Banco. Agora, o Fundo de Resolução estuda injetar mais 1,4 mil milhões. O Fundo de Resolução e o …

Em Espanha, há jogadores a serem pressionados a sair para países árabes

Jogadores do UD Almería estão a ser pressionados pelo dono do clube a sair para clubes de países árabes. Alguns atletas já apresentaram queixa ao sindicato. O xeique Turki Al-Sheikh, dono do Almería, da segunda divisão …

Chuva forte inunda Hospital de São José, em Lisboa

As chuvas fortes que se fizeram sentir esta quinta-feira inundaram o Hospital de São José, em Lisboa, deixando algumas salas alagadas. A informação é avançada pelo Correio da Manhã, que publicada algumas fotografias nas quais se …

Aos 58 anos, Carlos Sainz volta a fazer história ao conquistar o seu terceiro Dakar

Carlos Sainz reforçou o estatuto de piloto mais veterano a conquistar o Dakar, ampliando assim por mais um par de anos o recorde que já lhe pertencia. O espanhol Carlos Sainz (Mini) conquistou a terceira vitória …

Alunos até ao 6.º ano vão poder ficar nas escolas das 9 às 17 horas

O princípio da Escola a Tempo Inteiro (ETI), que permite prolongar o horário escolar dos alunos do 1.º ciclo através de Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC), vai ser também alargado aos estudantes do 2.º ciclo. …