Até 2030, a Ford irá vender apenas carros totalmente elétricos na Europa

O construtor automóvel Ford anunciou hoje um investimento de 1.000 milhões de dólares (830 milhões de euros) na modernização da sua fábrica em Colónia, na Alemanha, com o objetivo de até 2030 vender apenas veículos totalmente elétricos.

“Hoje, a Ford comprometeu-se com o facto de que, em meados de 2026, a totalidade da sua gama de modelos de passageiros na Europa terá uma capacidade de emissões zero, em configuração totalmente elétrica ou híbrida plug-in”, refere o fabricante norte-americano em comunicado, adiantando que se tornará “uma gama exclusivamente elétrica” até 2030.

O compromisso da Ford com um futuro totalmente elétrico é reforçado, assim, por este investimento de 1.000 milhões de dólares num novo centro de produção de veículos elétricos na sua unidade fabril em Colónia, sendo que o primeiro veículo elétrico do grupo norte-americano Ford, produzido em massa e destinado aos clientes europeus, sairá das novas linhas de produção de Colónia a partir de 2023, lê-se no comunicado.

A gama de veículos comerciais da Ford na Europa terá igualmente a capacidade de atingir as emissões zero em 2024, integrando modelos totalmente elétricos e híbridos plug-in que, já em 2030 representarão dois terços das vendas.

Para o gigante de Dearborn, próximo de Detroit, nos Estados Unidos, manter a liderança europeia da Ford na área de negócio de veículos comerciais “é essencial para o crescimento futuro e para a rentabilidade da marca”.

Nesse sentido, será fundamental o contributo que terá a apresentação de novos produtos e serviços, bem como a aliança estratégica da Ford com Volkswagen e a joint venture Ford Otosan, prossegue no comunicado.

Este anúncio surge na sequência da notícia do regresso da Ford à rentabilidade na Europa, alcançada no quarto trimestre do ano passado, e de no início de fevereiro ter dito que duplicaria os investimentos em eletrificação para mais de 22.000 milhões de dólares até 2025.

O presidente da Ford Europa, Stuart Rowley, afirmou que o grupo reestruturou com “sucesso o negócio” e que regressou “à rentabilidade no quarto trimestre de 2020”.

E prosseguiu: “Agora, aceleramos em direção a um futuro totalmente elétrico na Europa com a proposta de novos veículos e uma experiência de cliente de classe mundial”.

“Este ano, esperamos continuar com esta dinâmica forte na Europa e manter-nos focados em conseguir o objetivo de alcançar uma margem Ebit de 6% como parte do plano de transformação da companhia para as suas operações automóveis a nível global”, salientou o gestor.

Nos últimos dois anos, após uma fase difícil, as atividades da Ford na Europa foram drasticamente reestruturadas com o corte de 12.000 empregos e o encerramento de seis fábricas.

A Ford está, atualmente, a colaborar com a Volkswagen no domínio da eletrificação, o que se tornou possível graças a acordo anunciado em 2019, sendo que o fabricante norte-americano poderá utilizar a base tecnológica elétrica “MEB” desenvolvida pelo gigante alemão.

Em contrapartida, a Volkswagen investiu 2.600 milhões de dólares no total na Argo AI, a filial de desenvolvimento de carros autónomos da rival no outro lado do Atlântico.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Uma provocação de Cristiano iniciou a reviravolta alemã

Opinião de Dietmar Hamann, depois de um toque "artístico" do capitão da seleção portuguesa, quando a Alemanha ainda perdia. Cristiano Ronaldo voltou a jogar para dar espetáculo, num momento do duelo entre Portugal e Alemanha no …

Fotografia mostra princesa Latifa em Espanha

Uma fotografia da princesa Latifa do Dubai, cuja situação preocupa a ONU depois de ter sido apanhada quando tentava fugir do emirado em 2018, foi divulgada esta segunda-feira numa rede social e descrita como tendo …

Microlino, o pequeno carro elétrico com teto dobrável, está cada vez mais perto da produção

Em desenvolvimento há mais de cinco anos, e originalmente com produção prevista para 2019, o terceiro protótipo do Microlino 2.0 da Micro Mobility Systems AG foi concluído. O terceiro protótipo do Microlino é o mais próximo …

Constitucional "absolve" (mas critica) socialista que chamou "cigana" a deputada

O Tribunal Constitucional (TC) anulou a decisão do PS de condenar o ex-eurodeputado, mas o presidente fez uma declaração de voto em que reprovou o "chocante racismo". O caso remonta a junho de 2017, quando Manuel …

EUA convida Coreia do Norte a retomar diálogo sobre armamento nuclear

Os Estados Unidos (EUA), a Coreia do Sul e o Japão convidaram esta segunda-feira Pyongyang a retomar o diálogo sobre armamento nuclear na península coreana, depois de o líder norte-coreano ter anunciado estar a preparar-se …

Polícias em protesto abandonaram parlamento (mas voltaram para trás)

A manifestação de elementos das forças de segurança pertencentes ao Movimento Zero abandonou esta segunda-feira, cerca das 15h30, o parlamento, alegadamente em direção ao Ministério da Administração Interna, mas a meio do percurso voltou para …

Sobrevivência da TAP depende da “implementação rigorosa” da reestruturação

O presidente executivo interino da TAP, Ramiro Sequeira, despediu-se esta segunda-feira dos trabalhadores sublinhando que a sobrevivência da companhia aérea dependerá da "implementação rigorosa" do plano de reestruturação. Num email enviado aos trabalhadores, a que a …

Novo (e nono) caso positivo de covid-19 no Euro 2020

Billy Gilmour não vai participar no último jogo da Escócia na fase de grupos, que pode terminar com uma qualificação inédita. Há mais um futebolista infetado pelo novo coronavírus, entre os que foram convocados para a …

Governo britânico estuda isenção de quarentena para vacinados

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, admitiu esta segunda-feira estar a avaliar a possibilidade de isentar de quarentena pessoas totalmente vacinadas contra a covid-19 que cheguem do estrangeiro, mas evitou falar sobre a expansão da “lista …

Temido quer “ganhar tempo” para conter variante Delta. Em julho, serão administradas 130 mil doses por dia

A ministra da Saúde admitiu esta segunda-feira que a variante Delta do coronavírus SARS-Cov-2 se tornará dominante em Portugal e disse que a estratégia é acelerar a vacinação contra a covid-19. “O que estamos a assistir …