Astrónomo amador encontrou satélite perdido há uma década pela NASA

NASA-JPL/Caltech

Scott Tilley estava determinado a encontrar o Zuma, um satélite americano que, segundo o Pentágono, não terá conseguido entrar em órbita e desapareceu pouco depois do lançamento, em janeiro.

A procura foi interrompida no dia 20 de janeiro, quando Tilley se deparou com o Image, um satélite que a NASA lançou em 2000 como parte de uma missão para analisar o impacto dos ventos solares sobre a atmosfera terrestre e do qual não tinha mais registos desde 2005. Em 2007, a agência espacial norte-americana já tinha desistido de procurar.

Depois de ver e ouvir os primeiros sinais no centro de observação que mantém em sua casa, o astrónomo amador conseguiu confirmar que tinha encontrado o Image. “Contei à minha mulher durante o jantar, e perguntei-lhe o que deveria fazer”, contou Tilley à BBC.

O conselho dela foi entrar em contacto com os responsáveis por lançar o Image. “Se foi possível encontrar um satélite perdido no céu, de certeza que é possível encontrar quem o colocou lá”, disse a mulher, segundo o relato de Tilley. E assim foi. Depois do contacto de Tilley, a NASA confirmou, a 30 de janeiro, que se tratava do Image.

NASA

O satélite Image, durante a fase de testes que precedeu o seu lançamento

Cientistas do Centro Espacial Goddard, da NASA, em Maryland, afirmaram que o sistema de controlo principal do satélite ainda funciona, mas vai levar entre uma a duas semanas para terminarem de analisar o estado do satélite e adaptarem os programas e a base de dados a sistemas mais modernos.

O astrónomo amador

Tilley, de 47 anos, dedicou a maior parte da sua vida a observar o espaço. Em casa, criou o seu próprio centro de operações, que descreve como “bastante modesto”. O astrónomo calcula que, entre telescópios, computadores e rádios, o espaço, pensado especialmente para rastrear radiofrequências de satélites, não custou mais do que 5 mil dólares – pouco mais de 4 mil euros.

O objetivo principal de Tilley é encontrar satélites espiões. “O espaço é como um parque nacional, pertence a todos“, disse. “Nenhum país tem o direito de enviar coisas para o espaço sem divulgar o que são e onde estão. Ao fazer esta pesquisa, eu garanto que o que está lá em cima não vai causar danos a ninguém”.

(dr) Scott Tilley

O astrónomo amador Scott Tilley encontrou o satélite perdido Image, da NASA

Após a sua descoberta, a NASA entrou em contacto com o astrónomo amador para trocar informações. “Não me ofereceram nenhuma recompensa“, afirmou. “Mas também não estou à espera disso. Para mim, a maior satisfação é saber que estou a contribuir para algo importante”.

Depois desse “golpe de sorte”, Tilley pretende continuar com a missão que interrompeu por um tempo: encontrar o Zuma.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

SEF instaurou inspeção interna à morte de ucraniano, mas não detetou suspeitas de crime

Esta quarta-feira, o ministro da Administração Interna prestou esclarecimentos sobre a morte de um cidadão ucraniano à guarda do SEF, no aeroporto de Lisboa, na Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias. Eduardo Cabrita considerou …

Colocações no ensino superior adiadas para o final de setembro

Na sequência do adiamento nos calendários dos exames nacionais do ensino secundário, o acesso às licenciaturas é também atrasado. O calendário de acesso ao ensino superior vai ser atrasado em cerca de três semanas. Os resultados …

Rangel e outros 13 eurodeputados do PPE pedem expulsão de partido húngaro

O eurodeputado do PSD Paulo Rangel e outros 13 chefes de delegação do Partido Popular Europeu (PPE) pediram na terça-feira a expulsão do partido húngaro Fidesz, exigindo ao líder parlamentar daquela família política, Manfred Weber, …

Milhares pediram o cancelamento do TV Fest. Festival foi suspenso

O Ministério da Cultura criou um festival televisivo exclusivamente dedicado à música portuguesa em parceria com a RTP, mas o formato e os critérios estão a causar forte polémica no meio. Uma petição pública online …

Comércio internacional pode cair para níveis da Grande Depressão

A Organização Mundial do Comércio referiu na quarta-feira que o arrefecimento do comércio internacional provocado pela Covid-19 pode chegar aos níveis registados nos anos 30 devido à Grande Depressão. Segundo noticiou o Observador, na melhor das …

Loja de telemóveis apanhada a vender álcool gel com lucro até 400%

Os inspetores da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) encontraram, em Lisboa, uma loja de reparação e venda de acessórios para telemóveis a vender frascos de gel desinfetante de 500 ml a 24,95 euros …

Em Portimão, uma sirene toca quando alguém sai de casa sem justificação

A sirene do quartel dos Bombeiros de Portimão vai passar a tocar sempre que alguém sair de casa e andar na rua sem justificação. O anúncio foi feito pela Câmara Municipal de Portimão em comunicado. De …

Short Selling - ou como vender ações emprestadas para ganhar muito dinheiro

Vender ações da bolsa que não são suas é uma forma de ganhar bastante dinheiro. Esta forma de negociação, denominada short selling, é muito lucrativa mas implica algum risco, pelo que é prudente aconselhar-se junto …

"Nem mais um abuso". Grupo no Whatsapp servia para planear ataques à polícia em Espanha

Dois homens de 25 e 30 anos, os dois criadores de um grupo de Whatsapp que servia para planear ataques à polícia espanhola, foram detidos esta terça-feira. De acordo com o jornal espanhol El País, o …

Trabalhadores independentes que reduziram descontos da Segurança Social terão apoio mais baixo

Os trabalhadores independentes que optaram por reduzir em 25%, de forma fictícia, o rendimento sobre o qual incidem as contribuições, e que por isso descontaram menos, verão refletida essa diminuição no apoio que podem receber …