Asteróide que matou os dinossauros provocou uma invasão letal de algas

Don Davis / NASA

Um choque de asteróides terá contribuído para a extinção dos dinossauros e poderá fazer o mesmo à espécie humana.

Um choque de asteróides terá contribuído para a extinção dos dinossauros e poderá fazer o mesmo à espécie humana.

O asteróide que se acredita ter motivado a extinção dos dinossauros pode também ter acabado com grande parte da vida marinha dos oceanos, provocando uma invasão mundial de algas.

Esta ideia surge no âmbito de um novo estudo que recorreu à ciência dos foguetões para comprovar a tese de que o mega-asteróide de 10 quilómetros que atingiu a Terra há 66 milhões de anos matou não apenas 75% dos animais e a maioria das plantas, mas também levou à quase extinção da vida marinha.

O asteróide, que terá provocado uma cratera de 180 quilómetros de extensão e 20 quilómetros de profundidade, libertou fragmentos super-quentes na atmosfera, causando “efeitos secundários” como ondas de choque, incêndios, tsunamis e a total escuridão.

Além da extinção quase total da vida terrestre, muitos animais marinhos também morreram, o que sempre intrigou os cientistas, já que a água deveria tê-los protegido das radiações e demais consequências causadas pelo impacto.

O mistério parece ter sido finalmente desvendado, conforme se nota no estudo divulgado pela publicação científica Journal of Geophysical Research: Planets e divulgado pelo blogue da União Americana de Geofísica (AGU).

O líder da investigação, o engenheiro aeroespacial Devon Parkos da Escola de Aeronáutica e Astronáutica da Universidade Purdue no Indiana, EUA, refere que o asteróide foi “pouco amigável para qualquer coisa viva”.

Geologyguy / wikimedia commons

Linha branca indica a fronteira Cretáceo-Paleogene, ou seja, o fim do período Cretáceo e o início do Paleógeno, que terá sido provocado pelo impacto de mega-asteróide.

A equipa liderada por este investigador usou modelos da ciência de foguetões, feitos para a reentrada na terra de naves espaciais, para avaliar como condições de alta altitude e de baixa pressão terão influenciado os fragmentos do asteróide.

A simulação indicou que, quando reentraram na atmosfera terrestre, as bolas de fogo minúsculas criaram grandes quantidades de gases nitrogenados.

Estes gases terão provocado chuvas ácidas que podem ter aumentado os níveis de nitratos e de fosfatos presentes nos oceanos, o que terá provocado o crescimento global e fatal de algas.

Este florescimento a grande escala terá afectado negativamente os ecossistemas marinhos, motivando o aparecimento de toxinas prejudiciais, e gerando assim, a quase extinção da vida marinha.

O crescimento massivo das algas terá também bloqueado a luz do sol que é necessária para que o fitoplâncton realize a fotossíntese, isto é, a absorção de dióxido de carbono da água com libertação de oxigénio.

O nível de oxigénio das águas terá reduzido drasticamente, matando peixes, bactérias e plantas aquáticas.

SV, ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Caros ZAP, gás carbónico = dióxido de carbono (nome mais conhecido e em PT-PT), nitrogénio = azoto (PT-PT), nitrogénio óxido não é um nome IUPAC sendo o correcto monóxido de azoto.

    Por favor corrijam no texto.

RESPONDER

Elon Musk lança concurso para ver quem consegue bater um caracol

O multimilionário, através da sua empresa especializada em construção de túneis, lançou um concurso mundial para ver quem é capaz de bater um caracol. De acordo com o jornal Daily Mail, Elon Musk lançou um concurso …

Covid-19. Tóquio quer pagar até quatro mil euros a bares que fiquem fechados

As autoridades de Tóquio, no Japão, estão a ponderar pagar um subsídio, que pode chegar aos quatro mil euros, aos bares que se mantenham fechados para conter a propagação da covid-19 na cidade. De acordo com …

Médicos franceses detetaram primeiro caso de bebé infetado no útero

Médicos em França pensam ter identificado aquele que será o primeiro caso confirmado de um bebé infetado com covid-19 no útero materno. De acordo com o site Business Insider, a equipa médica conta que a …

17 anos depois, Estados Unidos voltam a aplicar a pena capital a nível federal

Os Estados Unidos procederam, esta terça-feira, à primeira execução federal de um prisioneiro no "corredor da morte" em 17 anos, através de uma injeção letal. Daniel Lewis Lee, 47 anos, natural de Yukon (Oklahoma), foi executado …

Com o pretexto de paz, "senhor da guerra" vai ganhando poder na República Centro-Africana

O "senhor da guerra" Ali Darassa foi pago pelo presidente da República Centro-Africana e já influenciou a demissão de um ministro numa tentativa de manter a paz no país. A República Centro-Africana é um país atormentado …

Ministério Público acusa 25 arguidos pela queda do BES

O Ministério Público deduziu acusação, esta terça-feira, contra 25 arguidos, 18 pessoas singulares e sete pessoas coletivas, no âmbito do processo sobre a queda do Universo Espírito Santo. "O Ministério Público do Departamento Central de Investigação …

Agora, até o Toyota Corolla é um crossover

O Toyota Corolla Cross é o mais recente SUV da marca japonesa. Apesar de a marca estar a reforçar a sua gama de SUV, Portugal terá de esperar mais um pouco. Na semana passada, a Toyota …

Da Escócia à Grécia, Kleon pedalou durante 48 dias para regressar a casa

Um jovem grego, "preso" na Escócia devido ao cancelamento dos voos por causa da pandemia de covid-19, decidiu pedalar durante 48 dias consecutivos para conseguir regressar a casa. De acordo com a CNN, Kleon Papadimitriou, de …

Após fugirem da Venezuela, milhares foram obrigados a regressar por causa da pandemia (mas não é assim tão fácil)

Desde 2016, quase cinco milhões de venezuelanos deixaram o país, fugindo da pobreza e dos serviços sociais e de saúde em colapso. Agora, a pandemia de covid-19 forçou-os a regressar à Venezuela - se o …

Costa defende na Hungria que Estado de direito não deve ser associado à recuperação

O primeiro-ministro defendeu, esta terça-feira, à saída de uma reunião com o seu homólogo húngaro que a questão do Estado de direito, embora "central" para Portugal, não deve ser relacionada com as negociações sobre o …