Asteróide que matou os dinossauros provocou uma invasão letal de algas

Don Davis / NASA

Um choque de asteróides terá contribuído para a extinção dos dinossauros e poderá fazer o mesmo à espécie humana.

Um choque de asteróides terá contribuído para a extinção dos dinossauros e poderá fazer o mesmo à espécie humana.

O asteróide que se acredita ter motivado a extinção dos dinossauros pode também ter acabado com grande parte da vida marinha dos oceanos, provocando uma invasão mundial de algas.

Esta ideia surge no âmbito de um novo estudo que recorreu à ciência dos foguetões para comprovar a tese de que o mega-asteróide de 10 quilómetros que atingiu a Terra há 66 milhões de anos matou não apenas 75% dos animais e a maioria das plantas, mas também levou à quase extinção da vida marinha.

O asteróide, que terá provocado uma cratera de 180 quilómetros de extensão e 20 quilómetros de profundidade, libertou fragmentos super-quentes na atmosfera, causando “efeitos secundários” como ondas de choque, incêndios, tsunamis e a total escuridão.

Além da extinção quase total da vida terrestre, muitos animais marinhos também morreram, o que sempre intrigou os cientistas, já que a água deveria tê-los protegido das radiações e demais consequências causadas pelo impacto.

O mistério parece ter sido finalmente desvendado, conforme se nota no estudo divulgado pela publicação científica Journal of Geophysical Research: Planets e divulgado pelo blogue da União Americana de Geofísica (AGU).

O líder da investigação, o engenheiro aeroespacial Devon Parkos da Escola de Aeronáutica e Astronáutica da Universidade Purdue no Indiana, EUA, refere que o asteróide foi “pouco amigável para qualquer coisa viva”.

Geologyguy / wikimedia commons

Linha branca indica a fronteira Cretáceo-Paleogene, ou seja, o fim do período Cretáceo e o início do Paleógeno, que terá sido provocado pelo impacto de mega-asteróide.

A equipa liderada por este investigador usou modelos da ciência de foguetões, feitos para a reentrada na terra de naves espaciais, para avaliar como condições de alta altitude e de baixa pressão terão influenciado os fragmentos do asteróide.

A simulação indicou que, quando reentraram na atmosfera terrestre, as bolas de fogo minúsculas criaram grandes quantidades de gases nitrogenados.

Estes gases terão provocado chuvas ácidas que podem ter aumentado os níveis de nitratos e de fosfatos presentes nos oceanos, o que terá provocado o crescimento global e fatal de algas.

Este florescimento a grande escala terá afectado negativamente os ecossistemas marinhos, motivando o aparecimento de toxinas prejudiciais, e gerando assim, a quase extinção da vida marinha.

O crescimento massivo das algas terá também bloqueado a luz do sol que é necessária para que o fitoplâncton realize a fotossíntese, isto é, a absorção de dióxido de carbono da água com libertação de oxigénio.

O nível de oxigénio das águas terá reduzido drasticamente, matando peixes, bactérias e plantas aquáticas.

SV, ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Caros ZAP, gás carbónico = dióxido de carbono (nome mais conhecido e em PT-PT), nitrogénio = azoto (PT-PT), nitrogénio óxido não é um nome IUPAC sendo o correcto monóxido de azoto.

    Por favor corrijam no texto.

RESPONDER

Já se sabe qual a ocasião mais perdida do ano devido à pandemia (e há uma campanha para compensar)

Tomar um café com um amigo ou um familiar é o momento mais perdido do último ano devido à pandemia de covid-19. Nos últimos 12 meses, e em todas as cidades europeias, estima-se ter havido …

Reino Unido quer reconhecer animais como seres com sentimentos

O Governo britânico anunciou um amplo plano de defesa dos animais que inclui medidas como o reconhecimento dos animais como seres com sentimentos, a proibição da exportação de animais vivos e da importação de troféus …

PAN rejeita "via verde" para o Governo (e admite travar próximo Orçamento "se necessário")

O PAN não pretende oferecer “uma via verde para o Governo fazer o que bem entender” e admite mesmo travar o Orçamento de Estado "se for necessário". As palavras são da presidente do Grupo Parlamentar do …

Bloco quer administração da RTP nomeada pela Assembleia da República

O Bloco de Esquerda fez várias propostas à revisão do contrato de concessão do serviço público de rádio e televisão. Do lado dos trabalhadores da RTP, a proposta foi arrasada. O Governo colocou em consulta pública, …

Decisão da insolvência da Groundforce pode demorar dois meses. Salários de maio em risco

Os salários de maio de 2400 trabalhadores da Groundforce devem ser pagos dentro de duas semanas, mas é grande a probabilidade de que isso não aconteça, à semelhança do que ocorreu em fevereiro, elevando as …

Pedro Nuno Santos garante que investimento público em redes de nova geração vai avançar

Pedro Nuno Santos garantiu, na quinta-feira, que o “investimento público” em redes de comunicações eletrónicas “vai avançar”, de forma a levar conectividade às regiões do país onde as redes das operadoras privadas não chegam. O ministro …

PPP hospitalares geraram poupanças para o Estado

O Tribunal de Contas publicou um relatório em que sustenta não ter dúvidas sobre as vantagens que as parcerias público-privadas (PPP) na saúde trouxeram ao Estado, ao longo da última década. Os hospitais em parceria público-privada …

Banco de Fomento está a integrar trabalhadores do antigo BPN

O Banco Português de Fomento está a recrutar colaboradores do antigo BPN para desempenhar funções técnicas, numa altura em que a Parvalorem, onde estão integrados, solicitou ao Executivo o estatuto de empresa em reestruturação. Segundo apurou …

PAN começa a ser julgado por falsos recibos verdes

O PAN vai começar a ser julgado este mês devido ao caso dos falsos recibos verdes. O partido enfrenta três processos judiciais, sendo que o arranque do julgamento do primeiro está marcado para 17 de …

Radovan Karadzic vai ser transferido para o Reino Unido

Radovan Karadzic, antigo líder dos sérvios da Bósnia condenado por genocídio no massacre de mais oito mil muçulmanos bósnios em Srebrenica, em 1995, vai ser transferido para o Reino Unido, onde vai continuar a cumprir …