Asteroide potencialmente perigoso era muito maior do que os cientistas esperavam

JPL-Caltech / NASA

Novas imagens sugerem que o asteroide 3200 Phaethon é consideravelmente maior do que antes se tinha pensado, ocupando o segundo lugar no ranking dos asteroides potencialmente perigosos para o planeta.

Apesar das novas informações serem preocupantes, não há razão para entrar em pânico já: o asteroide não deve visitar-nos nos próximos 400 anos. Apesar disso, as novas observações da NASA vão ajudar os cientistas a compreender mais sobre a natureza do 3200 Phaethon e qual o seu potencial impacto se entrar em colisão com a Terra.

Novas medições foram feitas a partir do Arecibo Observatory Planetary Radar, em Porto Rico, e concluíram que o diâmetro do asteróide tem, afinal 5,8 quilómetros, cerca de um quilómetro acima do que os especialistas pensavam inicialmente.

“Estas novas observações mostram que o Phaethon pode ter uma forma similar ao Bennu. No entanto, dentro do Phaethon cabiam mil Bennus“, explica Patrick Taylor, um dos cientistas.

As novas imagem têm uma resolução suficientemente alta para converter 75 metros para um único pixel. Além disso, revelam também uma característica escura e circular perto de um dos pólos do asteróide.

Os investigadores acreditam que isso poderá ser uma cratera ou uma depressão na rocha o que impede que o raio do radar do Observatório reflita de volta para a Terra. Uma outra depressão foi encontrada perto do equador.

Para ser qualificado como objeto potencialmente perigoso, as rochas espaciais têm que atingir um determinado tamanho e as suas órbitas têm que as levar suficientemente perto da Terra, mesmo que seja muito pouco provável que colidam com a Terra num futuro próximo.

Por outras palavras, o “potencialmente” tem tanto peso como o “perigoso”. Quer isso dizer que, para já, não há razão para pânico, especialmente com um objeto como o 3200 Phaethon que tem movimentos estáveis que podem ser previstos com centenas de anos de avanço.

PARTILHAR

RESPONDER

Facebook para iOS utiliza câmara do iPhone sem que o utilizador note

Há um erro na aplicação do Facebook para iOS - sistema operativo do iPhone - que liga a câmara do telemóvel sem que o utilizador se aperceba quando este faz scrool no feed de …

Tesla vai abrir a sua primeira fábrica na Europa

O construtor de carros elétricos Tesla vai abrir uma fábrica nos arredores de Berlim, anunciou o presidente executivo da empresa, Elon Musk, na terça-feira à noite ao receber um prémio na capital alemã. “Tenho uma informação …

Continental vai contratar 300 engenheiros para o Porto

A Continental vai instalar no Porto um centro de desenvolvimento de tecnologias que poderá empregar "cerca de 300 engenheiros" e apoiará o desenvolvimento de soluções para veículos elétricos, condução autónoma e cibersegurança, anunciou esta quarta-feira …

Comissão Europeia aprova comercialização da primeira vacina para o Ébola

A Comissão Europeia anunciou no início da semana que concedeu uma autorização para a comercialização da primeira vacina contra o Ébola, designada Ervebo e produzida pela farmacêutica Merck. A vacina estava a ser produzida desde o …

Facebook lança o seu próprio MB Way

O Facebook lançou nos Estados Unidos uma nova funcionalidade para facilitar pagamentos através das quatro principais aplicações do grupo, que é semelhante ao funcionamento das transações com o MB Way. Em comunicado, Deborah Liu, responsável do …

O dilema dos chumbos, o "engano" de Ventura e o "falso liberal". O primeiro debate aqueceu

O primeiro debate quinzenal da legislatura arrancou esta quarta-feira e ficou marcado pelas retenções até ao 9.º ano - Chumba ou não chumba?, quis saber a direita, bem como pelo aumento do salário mínimo nacional …

Sondagem europeia defende tratado internacional que proíba "robôs assassinos"

Quase três em cada quatro pessoas querem que o seu governo colabore com outros países para proibir sistemas letais de armas autónomas. A organização não-governamental Human Rights Watch (HRW) divulgou esta quarta-feira os resultados de uma …

Pentágono está a criar bactérias que detetam explosivos no subsolo

O Pentágono, em conjunto com a empresa de defesa Raytheon, está a desenvolver um sistema capaz de produzir bactérias geneticamente modificadas no subsolo, com o objetivo de detetar explosivos no subsolo. Neste projeto, iniciado pela Agência …

Hospitais voltam a não poder aumentar número de trabalhadores sem visto da tutela em 2020

Os hospitais vão continuar em 2020 impedidos de aumentar o número de trabalhadores sem a autorização prévia do Ministério da Saúde, segundo um despacho a que a agência Lusa teve acesso. O despacho assinado pelo secretário …

Onda crescente de ataques com explosivos alarma Suécia

A Suécia tem visto um aumento sem precedentes de ataques com explosivos. Em outubro, Estocolmo foi alvo de três ataques em apenas uma noite.  Se pensarmos num país com guerras de gangues constantes, o último nome …