Asteróide que extinguiu os dinossauros deixou a Terra na escuridão durante dois anos

Cinemuse / Vimeo

O asteróide que extinguiu os dinossauros atingiu a Terra com um energia equivalente a dez mil milhões de bombas de Hiroshima

Uma escuridão de dois anos de duração teria sido o efeito das cinzas geradas pelos gigantescos incêndios após a queda de um asteroide na Terra, há 66 milhões de anos, que exterminou os dinossauros.

A conclusão é do estudo liderado pelo Centro Nacional de Pesquisa do Clima dos Estados Unidos (NCAR), com apoio da NASA e da Universidade do Colorado em Boulder, e divulgado esta segunda-feira, que examinou as mudanças no clima terrestre depois do impacto do meteoro com dez quilómetros de diâmetro.

Segundo o trabalho, o choque provocou grandes chamas e “enormes quantidades de cinzas”, que teriam obscurecido a luz do Sol durante “quase dois anos”. A fotossíntese foi interrompida por um ano e meio, e o planeta sofreu um drástico resfriamento, o que contribuiu para a extinção dos dinossauros.

Os especialistas usaram um modelo por computador para criar um panorama detalhado de como terá ficado a Terra, uma informação útil para que os paleobiólogos entendam melhor o porquê da morte de algumas espécies, sobretudo nos oceanos, e por que razão outras continuaram vivas.

Mais de três quartos das espécies que viviam na Terra, incluindo todas as de dinossauros não voadores, desapareceram na transição do período Cretáceo para o Paleogénico, e as provas mostram que a grande extinção aconteceu quando um grande meteoro caiu no que é hoje a peninsula de Yucatán.

A colisão, de acordo com os cientistas, desencadeou terramotos, tsunamis e erupções vulcânicas, e a força do impacto teria lançado rochas vaporizadas muito acima da superfície terrestre, onde se teriam condensado em pequenas partículas chamadas esférulas.

Ao voltarem a cair na Terra, teriam aquecido, através da fricção, até temperaturas suficientemente altas para provocar incêndios e abrasar a superfície terrestre.

O cientista do NCAR e diretor do estudo, Charles Bardeen, explicou que o trabalho visava estudar as consequências a longo prazo da grande quantidade de cinzas produzidas.

As simulações apontam que as finas cinzas aquecidas pelo Sol ascenderam à atmosfera até formarem uma barreira que bloqueou a grande maioria da luz solar que chegava à superfície terrestre.

“No início terá sido tão escuro como uma noite iluminada apenas pelo luar”, explicou Owen Toon, da Universidade de Colorado em Boulder, outro dos autores do estudo.

Enquanto o céu recuperava lentamente a luminosidade, as plantas não conseguiram realizar a fotossíntese durante mais de um ano e meio, segundo as simulações. A perda da luz solar provocou uma grande queda nas temperaturas médias, com uma queda de 29 graus Celsius na Terra e 11 nos oceanos.

No entanto, a temperatura da estratosfera aumentou, pois a cinza em suspensão absorvia a luz direta do Sol, o que causou a destruição da camada de ozono, acelerada por outros processos químicos. Ao se dissiparem as cinzas, chegaram à superfície terrestre doses nocivas de luz ultravioleta.

// EFE

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Não é por nada… mas ha datações de carbono relativas a ossos de dinossauro (não voadores) que dão a estimativa (conservadora) de cerca de 40 mil anos atras… de 40k a 66M vai muita diferença! Alguém anda a brincar com os “anus” de alguém.. isto só dá para rir.. é isto um artigo cientifico?

    Alguma coisa está errada… afinal.. NASA = Never A Straight Answer..

RESPONDER

Encontrada a obra de arte mais antiga da Humanidade

Um grupo de arqueólogos da universidade australiana de Griffith descobriu numa caverna na Indonésia a pintura rupestre de caça mais antiga do mundo, com cerca de 44 mil anos. A investigação, publicada na revista Nature, descreve …

Há uma petição para tornar o "Baby Yoda" num emoji

Mais de 18.500 pessoas assinaram uma petição online, na qual pedem à Apple que transforme o "Baby Yoda", uma das personagens da série The Mandalorian da plataforma de streaming Disney +, num emoji. A petição, …

Milagres e crucificação. Novo videojogo permite encarnar a pele de Jesus Cristo

Um novo videojogo permite aos jogadores viverem a vida de Jesus Cristo. Neste polémico jogo, poderá realizar alguns dos milagres mais célebres da bíblia e até combater contra Satanás. "I Am Jesus Christ" é um novo …

Porto 3-2 Feyenord | Dragão treme mas vence grupo

Foi chegar, ver, marcar, sofrer e, no final, festejar. Num duelo impróprio para cardíacos, o FC Porto venceu esta quinta-feira o Feyenoord por 3-2 e carimbou, pela quinta vez no seu historial, acesso à próxima …

Slovan 2-4 Braga | Minhotos vencem grupo em grande estilo

O Sporting de Braga somou a quarta vitória no Grupo K da Liga Europa e terminou no primeiro lugar, à frente do Wolverhampton. Os minhotos foram a Bratislava bater o Slovan por 4-2, depois de …

Culdesac Tempe. Vai nascer no Arizona o primeiro bairro sem carros dos EUA

Tempe, no Arizona, vai ser palco da primeira tentativa de criar uma sociedade "pós-automóvel" nos Estados Unidos. Em 2020, a Culdesac irá inaugurar um bairro em que ser-se dono de um veículo é contra as …

Chris recebeu um transplante (e o ADN do doador instalou-se em partes inesperadas do seu corpo)

Chris Long recebeu um transplante de medula óssea como tratamento para o seu diagnóstico recente de leucemia mielóide aguda e síndromes mielodisplásicas - duas condições raras que prejudicam a produção de células sanguíneas saudáveis. Quatro anos …

Startup do Porto "ganha" 6 milhões de euros para criar os gémeos digitais dos humanos

A startup portuguesa MyDidimo conseguiu um investimento de 6 milhões de euros, graças a um grupo de empresas portuguesas e de fundos comunitários, para apostar no desenvolvimento da tecnologia que permite criar "gémeos digitais" de …

A "ilha dos deuses" do Japão vai cobrar bilhete de entrada aos turistas

Depois de locais como Veneza, em Itália, e a ilha dos dragões de Komodo, na Indonésia, também Miyajima, a "ilha dos deuses" do Japão, irá cobrar bilhete de entrada aos turistas. A ilha localiza-se a uma …

LASK 3-0 Sporting | Derrota rouba primeiro lugar ao leão

O Sporting foi à Áustria perder por 3-0 com o LASK Linz, terminando o Grupo D da Liga Europa no segundo lugar, ultrapassado precisamente pelo seu adversário desta quinta-feira. Com muitas alterações em relação ao …