O asteróide que matou os dinossauros obrigou as aves a reaprender a voar

(dr) Phillip M. Krzeminski

Há 66 milhões de anos, um meteorito atingiu a Terra e provocou a extinção dos dinossauros. No entanto, sabe-se agora que os lagartos gigantes não foram os únicos que sofreram durante o impacto.

Tanto tempo depois, a extinção dos dinossauros continua a intrigar a comunidade científica e, ao longo do tempo, tem sido alvo de muitos estudos. Um dos mais recentes tenta explicar a forma dramática como o cataclismo, que aconteceu há 66 milhões de anos, influenciou o tipo de aves que existem atualmente.

De acordo com a equipa liderada por Daniel Field, paleontólogo da Universidade de Bath, no Reino Unido, a destruição causada pelo meteorito que atingiu a Terra há milhões de anos afetou a evolução das aves.

No artigo científico, publicado esta quinta-feira na Current Biology, os cientistas responsáveis pelo estudo explicam que apenas as aves que viviam em terra sobreviveram às consequências do terrível impacto, ao contrário das espécies que vivam nas árvores.

Mas porquê? A explicação reside na destruição massiva das florestas em todo o mundo, resultante do impacto do meteorito, que levou a que essas aves ficassem sem habitat, explicam os autores do estudo, citados pelo Diário de Notícias.

Field refere ainda que “as histórias evolutivas de grandes grupos modernos, como pássaros, mamíferos e plantas com flores, foram influenciadas pela extinção em massa do final do período Cretáceo”.

Esta catástrofe não marcou apenas os dinossauros, como deixou também uma “assinatura indelével nas trajetórias evolutivas desses grupos”, disse o paleontólogo. Prova disso é o facto de podermos rastrear a catástrofe global 66 milhões de anos depois.

Os cientistas recolheram amostras de fósseis desse período na Nova Zelândia, Japão, Europa e América do Norte. As análises dessas amostras permitiram aos investigadores concluir a destruição das florestas no final do período Cretáceo e a extinção das aves que tinham como habitat as árvores.

Os especialistas afirmam também que os antepassados das aves que conhecemos hoje, e que têm como habitat as árvores, só começaram a voar até aos ramos quando as florestas renasceram após a catástrofe.

O estudo concluiu, assim, que os sobreviventes foram as aves que vivam no solo. “As análises mostraram que o passado ancestral de todos os pássaros que vivem hoje, e todas as linhagens de aves que atravessaram o Cretáceo, eram provavelmente terrestres“, resumiu o cientista.

PARTILHAR

RESPONDER

Português responsável por limpeza de hospitais condecorado pela Rainha Isabel II

O português Maciel Vinagre pensou que era mentira ou engano ao ler a notificação de que tinha sido distinguido pela Rainha Isabel II pelo trabalho como responsável da limpeza de dois hospitais públicos britânicos durante …

Japonês inventa sacos de plástico "comestíveis" (para salvar o veado sagrado de Nara)

Um empresário local no destino turístico japonês de Nara desenvolveu uma alternativa aos sacos de plástico de compras para proteger o veado sagrado da cidade. Hidetoshi Matsukawa, que trabalha na Nara-ism, um agente de souvenirs, disse, …

Emissão do programa de Ricardo Araújo Pereira cancelada. Humorista em isolamento

O programa de Ricardo Araújo Pereira na SIC não será emitido este domingo, uma vez que o humorista se encontra em isolamento profilático depois de ter estado em contacto com uma pessoa infetada com covid-19. …

Erro clínico. Centenas de hóspedes em quarentena em hotel da Austrália vão ter de fazer teste ao VIH

Centenas de pessoas que estiveram em quarentena no hotel Victoria, na Austrália, vão ter de fazer o teste de doenças transmitidas pelo sangue, incluindo VIH, devido a um erro dos profissionais de saúde daquele local …

Forças Armadas dos EUA estão a adquirir coletes à prova de bala adaptados para mulheres

As Forças Armadas dos EUA estão a dar grandes passos no que diz respeito à igualdade de género. A instituição está a começar a mudar os seus coletes à prova de bala, de forma a …

Abstenção do PCP no OE2021? É um excelente indicador, diz Costa

O primeiro-ministro, António Costa, considerou um “excelente indicador” o PCP ter anunciado a abstenção no Orçamento do Estado de 2021 (OE2021) e resultado de um entendimento “para ter um bom orçamento para o próximo ano”. “É …

Egito abre restaurante com vista de luxo para as pirâmides de Gizé

O Egito inaugurou um novo restaurante com vista panorâmica para as pirâmides. O investimento faz parte de uma tentativa de reavivar o turismo no país. O Egito revelou novas instalações para os visitantes no planalto nas …

Novo recorde. Portugal regista mais 3.669 casos de covid-19

Portugal regista este sábado 3.669 novos casos de infeção com o novo coronavírus, responsável pela covid-19, o valor diário mais elevado desde o início da pandemia, e mais 21 mortes relacionadas com a covid-19, segundo …

Câmara do Porto encerra cemitérios nos dias 31 de outubro e 1 e 2 de novembro

O presidente da Câmara do Porto anunciou o encerramento dos cemitérios em 31 de outubro e 1 e 2 de novembro, justificando a decisão com a necessidade de desviar meios para cumprir a proibição de …

Rui Vitória de saída do Al Nassr

O treinador português Rui Vitória está de saída do Al Nassr, avança este sábado o canal árabe 24Sports. A saída de Rui Vitória, que em janeiro de 2019 deixou o comando técnico do Benfica, surge …