/

Asteróide do tamanho de um carro fez a maior aproximação à Terra já registada. Ninguém o viu chegar

2

NASA/JPL-CALTECH

Um asteróide com as dimensões de um carro sobrevoou a Terra no passado fim-de-semana, ficando com o recorde de objeto espacial não impactante, entre aqueles já registados, que mais perto passou do nosso planeta.

O feito ocorreu no passado domingo, dia 16 de agosto, detalha a NASA, em comunicado.

Rochas espaciais passam regularmente perto da Terra, mas este asteróide, batizado de 2020 QG, bateu o recorde de aproximação do nosso planeta, quando comparado com outros corpos não impactantes até agora conhecidos: segundo a agência espacial norte-americana, passou a apenas 2.950 quilómetros acima do sul do Oceano Índico.

Com cerca de 3 a seis metros de largura e aproximando-se das dimensões generalizadas de um carro, este corpo é muito pequeno para os padrões de asteróides.

Se estivesse realmente numa trajetória de impacto com a Terra, ter-se-ia transformado, muito provavelmente, numa bola de fogo ao fragmentar-se na atmosfera da Terra – fenómeno que acontece regularmente.

Um programa financiado pela NASA detetou o asteróide seis horas após a sua aproximação. “O asteróide aproximou-se sem ser detetado”, disse Paul Chodas, diretor do Centro de Estudos de Objetos Próximos da Terra da NASA, ao Business Insider.

“Não o vimos chegar”, revelou o especialista.

Chodas frisou que a passagem do 2020 QG foi “a mais próxima de que há registo”, se forem excluídos “alguns asteróides conhecidos que realmente afetaram o nosso planeta”.

Apesar de ser muito pouco provável que um asteróide venha a colidir com a Terra nos próximos anos – a probabilidade é de 1 em 300.000, segundo a NASA -, as agências espaciais têm reunido esforços para melhorar os programas destinados para o acompanhamento e desvio destes corpos em rota de colisão com a Terra.

  ZAP //

2 Comments

  1. É …. talvez… só que esqueceram-se de colocar a «buzina»
    Um erro de produção.
    A Tesla vai recolher o modelo para rectificação das falhas.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.