O asteróide que dizimou os dinossauros veio de um lugar inesperado

Don Davis / NASA

Um choque de asteróides terá contribuído para a extinção dos dinossauros e poderá fazer o mesmo à espécie humana.

O asteróide que extinguiu os dinossauros provavelmente veio da metade externa do cinturão de asteróides principal, uma região que se pensava produzir poucos asteróides. 

Investigadores do Southwest Research Institute, no Texas, Estados Unidos, mostraram que os processos que enviam grandes asteróides desta região para a Terra ocorrem, pelo menos, dez vezes mais do que se pensava anteriormente.

Além disso, os cientistas explicam que a composição desses corpos corresponde ao que sabemos sobre o asteróide que dizimou os dinossauros.

A equipa de investigadores combinou modelos de computador da evolução de asteróides com observações de asteróides conhecidos para investigar a frequência dos chamados eventos de Chicxulub.

A cratera Chicxulub é uma antiga cratera de impacto situada na Península do Iucatã, no México. A cratera tem mais de 180 quilómetros de diâmetro, tornando-a uma das maiores estruturas de impacto conhecidas no mundo. O meteoro que formou a cratera tinha pelo menos 10 quilómetros de diâmetro.

“Duas questões críticas ainda sem resposta são: ‘Qual foi a fonte do asteróide?’ e ‘Com que frequência esses eventos de impacto ocorreram na Terra no passado?'”, explica o coautor William Bottke em comunicado.

Para sondar o impacto de Chicxulub, os geólogos examinaram previamente amostras de rochas de 66 milhões de anos. Os resultados indicam que o asteróide era semelhante à classe de meteoritos condritos carbonáceos, alguns dos materiais mais primitivos do Sistema Solar.

“Decidimos procurar onde é que os irmãos do asteróide Chicxulub podem estar escondidos”, disse David Nesvorný, autor principal do artigo científico publicado recentemente na revista Icarus.

“Para explicar a sua ausência, vários grupos anteriores simularam grandes ruturas de asteróides e cometas no Sistema Solar interno, observando surtos de impactos na Terra, com o maior deles a produzir a cratera Chicxulub”, disse William Bottke, um dos coautores do artigo, citado pela Europa Press.

“Embora muitos desses modelos tenham propriedades interessantes, nenhum forneceu uma correspondência satisfatória com o que sabemos sobre asteróides e cometas. Parecia que ainda estava a faltar algo importante”.

Para surpresa da equipa de investigadores, descobriram que asteroides de dez quilómetros de largura, localizados na metade externa do cinturão de asteróides, atingem a Terra, pelo menos, dez vezes mais do que o calculado anteriormente.

Assim, asteróides como o que dizimou os dinossauros atingem a Terra, em média, uma vez a cada 250 milhões de anos.

“Este resultado é intrigante não apenas porque a metade externa do cinturão de asteróides abriga um grande número de asteróides de condritos carbonosos, mas também porque as simulações da equipa podem, pela primeira vez, reproduzir as órbitas de grandes asteróides prestes a aproximar-se da Terra”, disse a coautora Simone Marchi.

Daniel Costa, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Há uma rua no Texas onde todas as casas foram impressas em 3D

Esta é a primeira comunidade de casas impressas em 3D nos EUA que está pronta a receber habitantes. A construção torna as habitações mais resistentes ao fogo e a inundações. Chama-se East 17th Street e fica …

A filha de Picasso doou nove obras do artista espanhol a França

A família de Pablo Picasso doou nove obras do artista ao Estado francês, que serão agora integradas no Museu Picasso, em Paris. Maya, a filha de Pablo Picasso, doou nove obras do artista como parte de …

Dormir bem? Depois da pandemia, não

O novo coronavírus criou uma "nação" de pessoas com insónias. Trabalhar menos horas pode ajudar. Insónias. Já eram um problema para muita gente até ao início de 2020 mas a pandemia que mudou o mundo também …

"Não posso ficar sentado a ver-nos voltar a 1972". Médico desafia a lei no Texas e admite que já fez um aborto

Um médico texano escreveu uma coluna de opinião no Washington Post a admitir que já fez um aborto no estado, depois da lei que proíbe interromper as gravidezes após seis semanas ter entrado em vigor. Em …

A cidade mais segura do mundo foi revelada (e é europeia)

Copenhaga foi eleita a cidade mais segura do mundo em 2021 pelo Índice de Cidades Seguras (SCI), da Economist Intelligence Unit. Quando se trata de escolher o destino a visitar, a segurança é um dos aspetos …

Benfica 3-1 Boavista | Águia evolui com Darwin para a vitória

Desde 1982/83 que o Benfica não vencia os primeiros seis jogos no Campeonato. Pois bem, na noite desta segunda-feira, os encarnados venceram o duelo ante o Boavista e fizeram xeque-mate graças ao bis de Darwin …

Milhões de pessoas em risco de tráfico e escravidão devido à crise climática, revela relatório

Milhões de pessoas forçadas a deixar as suas casas por causa da seca severa e ciclones correm o risco da escravidão moderna e de tráfico humano nas próximas décadas, alertou um novo relatório publicado esta …

Mercado teme corrida ao imobiliário com o fim dos vistos gold

A partir de janeiro, segundo as novas regras aplicáveis aos vistos gold, vão deixar de estar abrangidos os investimentos em imobiliário com destino a habitação em Lisboa, no Porto e no litoral. O regime que visa …

Desempregados inscritos no IEFP caem 10% em agosto

O número de desempregados inscritos no Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) voltou a cair, pelo quinto mês consecutivo. Agosto fechou com 368.404 desempregados inscritos nos serviços públicos de emprego De acordo com os dados …

Agora que a catedral de Notre-Dame está estabilizada, pode dar-se início à reconstrução

Dois anos e meio após o incêndio que devastou a catedral de Notre-Dame, o edifício encontra-se seguro para iniciar o processo de reconstrução, que se espera estar concluído em 2024. Os trabalhos de segurança e consolidação …