/

Assassino de criança luso-francesa Maëlys de Araujo condenado a prisão perpétua

6

Homem de 38 anos já foi condenado em maio do ano passado a uma pena de 20 anos de prisão pela morte de um jovem de 23 anos.

Nordahl Lelandais, o assassino de Maelys de Araújo, foi condenado a uma pena de prisão perpétua, com um período de prisão efetiva de pelo menos 22 anos. O caso remonta a 2017, quando a criança luso-descendente desapareceu de uma festa de casamento, na cidade de Pont-de-Beauvoisin, onde estariam cerca de 200 pessoas. A pena vai ao encontro do que o Ministério Público francês tinha pedido na quinta-feira.

“Peço-vos que declarem Nordahl Lelandais como um grande criminoso, um grande predador, culpado dos factos que aqui relatámos e que o condenem a prisão perpétua, garantindo uma pena de prisão efetiva de, pelo menos, 22 anos” pediu o Ministério Público, que descreveu o homem como “um criminoso perigoso”, “um predador sexual”, “um medíocre” e “um pedófilo” que não sabe distinguir uma criança de um adulto a nível sexual.

Durante o julgamento, Nordahl Lelandais admitiu ser o autor do crime, o qual disse ter cometido de forma “voluntária” ao desferir vários golpes com a intenção de matar a menina. A admissão da culpa já tinha acontecido, pela primeira vez, em 2018, quando, no âmbito das investigações, conduziu as autoridades ao local onde tinha abandonado o corpo da menina.

De acordo com a autópsia, a morte terá acontecido devido a vários golpes fatais na cabeça da criança.

Ao longo dos últimos anos, o homem começou a ser investigado – e julgado – por outros homicídios e desaparecimentos, mas também pela posse de pornografia infantil e pelo abuso sexual de menores. Em maio do ano passado, foi condenado a 20 anos de prisão pelo assassinato de um jovem de 23 anos, o qual terá ocorrido em abril de 2017. Nordahl Lelandais continuará a ser investigado pelas autoridades francesas por outros homicídios e sequestros nas regiões onde vivia.

  ZAP //

6 Comments

  1. Aqui neste país muito evoluído até podia ter morto 100 crianças a pena máxima seria 25 anos passado 16 está na rua. A pena perpétua é só para os países do terceiro mundo.

    • Qual é a diferença??!
      A criança voltou a viver com a condenação a prisão perpétua do seu assassino?
      25 anos, 50 anos ou perpétua não alteram o que aconteceu e este caso só comprova que a prisão perpétua não evita homicídios.

      • Diga isso os pais que ficaram sem os filhos.
        A diferença é que para esses pais a prisão perpétua significa que se fez alguma justiça, imagine cruzar com um assassino do seu filho 16 anos depois.
        A diferença é que uma pessoa que acha que tem o direito de tirar a vida a outro também deve achar que a consequência será o fim da sua liberdade.
        A diferença e neste caso concreto e visto tratar-se de um serial killer significa que acabou a serie de assassinatos realizados por essa pessoa e não apenas um intervalo.

      • Diga isso os pais que ficaram sem os filhos.
        A diferença é que para esses pais a prisão perpétua significa que se fez alguma justiça, imagine cruzar com um assassino do seu filho 16 anos depois.
        A diferença é que uma pessoa que acha que tem o direito de tirar a vida a outro também deve achar que a consequência será o fim da sua liberdade.
        A diferença e neste caso concreto e visto tratar-se de um serial killer significa que acabou a serie de assassinatos realizados por essa pessoa.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.