As pegadas que podem reescrever a história do Homem foram roubadas

(dr) Andrzej Boczarowski

As pegadas, encontradas em Trachilos, Creta, são atribuídas a um antepassado do Homem que terá vivido há 5.7 milhões de anos

As misteriosas pegadas fossilizadas, com quase seis milhões de anos, descobertas na ilha de Creta, na Grécia, e que podem reescrever a história da evolução da Humanidade, foram roubadas a semana passada. As autoridades conseguiram entretanto recuperá-las, e prenderam um suspeito.

As pegadas com 5,7 milhões de anos encontradas em Trajilos, na parte ocidental da ilha de Creta, pertencem a um hominídeo ancestral dos humanos modernos, e são apontadas como um achado que pode desafiar a teoria da evolução humana, uma vez que podem provar que o berço da humanidade não foi, afinal, África.

Na passada quarta-feira, 10 das cercas de 40 pegadas fossilizadas foram roubadas do sítio arqueológico de Kissamos. Os fósseis foram “cortados e removidos”, revela a agência de notícias grega ANA.

As autoridades conseguiram, contudo, identificar rapidamente um suspeito, um homem de 55 anos, que foi detido, e os fósseis roubados já foram todos localizados nas zonas de Kissamos e de Thessaloniki, mas a polícia grega continua a investigar o caso.

O roubo despoletou grande revolta e muita preocupação na Grécia, tendo mesmo o Museu de História Natural de Creta apelado às autoridades do país que tomassem “acções imediatas para proteger o local e os fósseis de possíveis acções destrutivas semelhantes”, conforme cita a ANA.

No mesmo comunicado, o Museu grego critica duramente os responsáveis pelo furto, considerando que “envergonham” a Grécia. A entidade também lembra que os fósseis foram medidos e registados graças a técnicas de laser, e que, portanto, seria “impossível” tentar vendê-los sem que isso fosse detectado.

(dr) ANA-MPA

Os fósseis de Kissamos foram medidos e registados graças a técnicas de laser

“Dano irreparável”

Mas apesar da recuperação dos fósseis, “o dano é irreparável“, como refere o professor de Ciências Geográficas e do Ambiente, Matthew Robert Bennett, da Universidade de Bournemouth, no Reino Unido, num artigo no site The Conversation.

Bennett diz que está em causa um acto semelhante a roubar um dos blocos do monumento de Stonehenge ou a Grande Esfinge de Gizé, e lamenta que este tipo de eventos “devastadores” tem ocorrido em vários locais arqueológicos, nos últimos tempos.

Em Portugal, temos o exemplo das pinturas rupestres de Foz Côa que foram alvo de um atentado de vandalismo, com um ciclista a desenhar uma bicicleta ao lado do pré-histórico “Homem de Piscos”.

O grande desafio é saber como poderemos preservar este tipo de vestígios históricos. “A única opção é escavar e registá-los digitalmente em 3D“, considera Bennett, que realça que com um scanner de laser ou, simplesmente, com uma câmara digital no terreno, se pode completar o processo.

Susana Valente SV, ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Pintura de Van Gogh de Paris nunca antes vista exibida pela primeira vez

Uma pintura de Vincent Van Gogh de uma rua de Paris foi exposta pela primeira vez depois de passar mais de 100 anos "escondida" pelos seus proprietários. Uma cena de rua em Montmartre, em Paris, pertenceu …

Imagens mostram construção de instalação nuclear secreta em Israel

Está a ser construída uma instalação nuclear secreta em Israel, diz a Associated Press depois de analisar imagens de satélite. Os trabalhos estão a decorrer a poucos metros do antigo reator do Centro de Pesquisa …

Supremo confirma prisão efetiva de cinco anos e oito meses de João Rendeiro

O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) rejeitou a nulidade do acórdão que proferiu em janeiro e confirmou, assim, a condenação do antigo presidente do BPP. Num acórdão datado da passada quarta-feira, e a que a agência …

Portugal regista mais 33 mortes e 1071 novos casos de covid-19

Portugal registou, este sábado, mais 33 mortes e 1071 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 1071 novos …

Ana Gomes revela que Europol está pronta para investigar o Chega

A Europol está disponível para "ajudar as autoridades portuguesas" a investigar eventuais ligações do Chega de André Ventura a "actividades criminais internacionais". É Ana Gomes quem o revela depois de ter enviado uma participação ao …

João Almeida termina Volta aos Emirados no pódio, o seu primeiro numa prova do World Tour

O ciclista português, da equipa Deceuninck-QuickStep, assegurou, este sábado, o primeiro pódio numa prova do World Tour, ao ser terceiro na Volta aos Emirados Árabes Unidos, após a sétima e última etapa. João Almeida concluiu a prova …

Alemanha vai autorizar vacina da AstraZeneca a maiores de 65 anos

A Comissão Permanente para a Vacinação na Alemanha vai alterar a recomendação que limitava o uso da vacina da farmacêutica AstraZeneca para maiores de 65 anos. O anúncio foi feito, este sábado, por Thomas Mertens, chefe da …

Éter, Teia e Tutti-Frutti. PS e PSD decidem "os bons e os maus" entre uma centena de autarcas suspeitos

PS e PSD estão na recta final da escolha dos candidatos às próximas eleições autárquicas e os dois partidos coincidem na forma como estão a avaliar os potenciais candidatos que estão envolvidos em processos judiciais. …

"Lei Khashoggi". Estados Unidos restringem vistos a 76 cidadãos sauditas

Os Estados Unidos anunciaram a restrição à atribuição de vistos a 76 cidadãos da Arábia Saudita acusados de "ameaçar dissidentes no estrangeiro", nomeadamente o jornalista saudita assassinado, em outubro de 2018, na Turquia. Segundo o secretário …

OMS quer isenção de direitos de propriedade intelectual para vacinas

A Organização Mundial da Saúde (OMS) reclamou, esta sexta-feira, o uso de "todas as ferramentas" para aumentar a produção de vacinas contra a covid-19, incluindo a transferência de tecnologia e a isenção de direitos de …