Artistas portugueses em destaque na Coreia do Sul

Roman Bonnefoy / Wikimedia

-

O interesse crescente dos sul-coreanos nos artistas de expressão portuguesa promete uma série de projectos culturais na área da música, do cinema e da dança para 2014, de acordo com a Embaixada de Portugal em Seul.

Este ano, o público coreano poderá ver a companhia portuguesa de bailado contemporâneo de Vasco Wallenkamp com a presença em palco da fadista Carla Pires e seus músicos e a cinemateca nacional vai dedicar uma retrospectiva a Manoel de Oliveira com a publicação em coreano de um livro sobre a obra do cineasta.

Mas não são os únicos projectos que a embaixada vai apoiar. “Estamos em contacto com o Seoul Performance Festival (…) e estamos em fase de negociação para um festival de cultura lusófona“, disse à Lusa Paulo Lopes Graça, primeiro-secretário de embaixada, sublinhando a importância dos agentes locais e do Instituto Camões na realização destes eventos.

De acordo com a fonte, a abertura à colaboração dos sul-coreanos “é uma circunstância feliz”, o que facilita a implementações de projectos culturais.

A exposição “Irrequietude: Modos de expressão portugueses”, sobre o espaço, o movimento e a arquitectura portuguesa, que decorre actualmente no Mimesis Art Museum (desenhado por Álvaro Siza) em Paju Book City reflectem este estado de espírito.

“No caso desta exposição, a ideia veio da embaixada e foi trabalhada posteriormente com Yang Ji-Yoon, a curadora do museu. (…) Contactámos o museu e a reacção foi entusiástica”, disse o Paulo Lopes Graça.

“Pensámos que era uma ideia que combinava bem com o espaço”, confirmou o Hong Ji-Woong, presidente da editora OpenBooks Co proprietária do Mimesis Art Museum, destacando que os alunos de arquitetura sul-coreanos podiam aprender muito sobre o trabalho dos arquitetos portugueses.

Depois deste primeiro contacto com artistas e arquitectos portugueses, Hong Ji-Woong e Yang Ji-Yoon gostavam de expôr artistas portugueses com mais regularidade. “Uma exposição em cada dois anos”, avançou Hong Ji-Woong.

De acordo com a embaixada, apesar de o encerramento do centro cultural português em Seul em 2002, os sul-coreanos mostraram uma atenção cada vez maior à cultura de expressão portuguesa nestes últimos anos, particularmente no meio cinéfilo, incluindo uma presença regular nas salas coreanas e nos festivais de Jeonju e Busan, os maiores do país.

Além de projectos pontuais, a embaixada organiza actividades regulares como a celebração do dia da língua portuguesa, o concurso de língua portuguesa e o evento de boas-vindas para os alunos que se matriculam no primeiro ano de estudos portugueses.

Paulo Lopes Graça pensa que o número de eventos culturais vai ter tendência a aumentar, graças ao acumular de experiências passadas, o aumento da comunidade portuguesa e de alunos que estudam português.

O primeiro-secretário também gostaria de ver se desenvolver um diálogo cultural enriquecedor entre os dois países.

“Os dois países conheceram eventos traumáticos, uma transição para a democracia muito recente, um grande crescimento económico, crises (…) todos estes acontecimentos históricos marcam a expressão cultural da Coreia do Sul e de Portugal. Por isso é bom pô-los em contacto e permitir o diálogo entre os dois. Acho que pode ser enriquecedor” explicou.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Totalmente depauperado". Bruno de Carvalho pede dispensa das sessões de julgamento

O ex-presidente do Sporting, que disse ser comentador desportivo, pediu dispensa das sessões, alegando não ter meio de transporte e estar completamente "depauperado". Arrancou, esta segunda-feira, no Tribunal de Monsanto, em Lisboa, o julgamento de 44 …

Nike deixa de vender produtos através da Amazon

A marca desportiva Nike vai deixar de vender as suas peças de roupa e calçado diretamente através da Amazon, acabando com um contrato firmado em 2017, no qual concordava em vender uma variedade limitada de produtos …

Marco António Costa apoia Pinto Luz. Cavaco também era “improvável e desconhecido”

O antigo vice-presidente do PSD declarou, esta segunda-feira, o seu apoio ao candidato Miguel Pinto Luz, afirmando que, em 1985, Cavaco Silva também foi um vencedor "improvável e desconhecido". "Em maio de 1985, o Governo de …

Veneza com "centenas de milhões" de euros de prejuízo por causa das cheias

A cidade de Veneza, com inundações nos últimos dias, voltou este domingo a registar uma maré alta, mas de menor magnitude, tendo as chuvas intensas que afetam Itália levado a alertas para as cidades de …

Vila Galé abandona projeto que ameaçava reserva indígena no Brasil

O Vila Galé anunciou que vai abandonar o projeto para a instalação de um resort na região da Bahia, que tem estado debaixo de críticas por estar previsto para um local de potencial reserva indígena. Em …

Depois de ter sido expulsa da Hungria, universidade criada por George Soros reabre na Áustria

A Universidade da Europa Central, criada pelo bilionário George Soros em Budapeste, na Hungria, em 1991, foi expulsa do país depois que o primeiro-ministro Viktor Orbán a acusou de promover valores liberais no país, incluindo …

Bloco defende fim de portagens nas ex-Scut do interior

A coordenadora do BE defendeu esta segunda-feira, no Porto, o fim das portagens nas ex-Scut do interior do país e a necessidade de "rever" as parcerias público-privadas rodoviárias por serem "absolutamente lesivas para os cofres …

Jovem muçulmana de Tavira já tem equipamento para jogar basquetebol

A jovem atleta do Clube de Basquetebol de Tavira, impedida de alinhar num jogo no passado domingo, já possui o equipamento que lhe permite jogar segundo as regras da modalidade e da religião muçulmana. Fátima Habib …

Presidente da Catalunha começa a ser julgado por desobediência

O presidente do Governo regional da Catalunha reconheceu, esta segunda-feira, que não cumpriu a ordem da comissão nacional de eleições espanhola de remover os símbolos separatistas alegando ser "ilegal" e de cumprimento "impossível". "Sim, eu desobedeci", …

Um restaurante acabou de abrir a um quarteirão da Casa Branca. Chama-se "Comida de Imigrante"

Um restaurante chamado "Immigrant Food" ("Comida de Imigrante") abriu a um quarteirão da Casa Branca. O local quer fazer com que ajudar imigrantes seja tão fácil como pedir comida de um menu. Assim, além de comida, …