Artistas apoiam Kesha em processo contra produtor por abuso sexual

A cantora Kesha tem travado uma batalha contra o produtor Dr. Luke e a Sony Music para anular o contrato de exclusividade, com base em acusações que incluem abuso sexual.

Kesha Rose Serbert, de 28 anos, processou Dr. Luke em outubro de 2014, alegando que sofreu “abusos sexuais, físicos, verbais e emocionais” durante uma década.

Segundo os documentos do tribunal, a cantora revelou que Dr. Luke a começou a assediar quando ela tinha 18, obrigando-a a beber álcool e consumir drogas para ficar menos inibida.

Além disso, contou que o produtor a violou quando estava drogada.

No entanto, na última sexta-feira, a juíza Shirley Kornreich, do Supremo Tribunal de Nova Iorque, decidiu contra o pedido da jovem artista de ser libertada do contrato com a Kemosabe Records, editora de Lukasz Sebastián Gottwald (nome real de Dr. Luke), que também trabalhou com Katy Perry, Britney Spears, Christina Aguilera e muitos outros astros da música.

“Está a pedir ao tribunal para anular um contrato que foi fortemente negociado e que é típico da indústria”, alegou a magistrada. Kesha terá, assim, que continuar a trabalhar com o produtor que a terá violado nos seus próximos três álbuns.

Depois de divulgada a decisão, e perante a imagem de Kesha em lágrimas no tribunal, artistas como Lady Gaga, Ariana Grande, Lorde e Demi Lovato já vieram a público mostrar o seu apoio à cantora, acompanhando o movimento que se está a espalhar nas redes socais com a hashtag #FreeKesha.

Taylor Swift, que na semana passada venceu três Grammy, anunciou que doou à artista 250 mil dólares para ajudar a atravessar o período em que, impedida pelo contrato de trabalhar com outros produtores, a cantora está parada.

Também a atriz e diretora Lena Duhnam publicou o artigo “Why Kesha’s Case Is About More Than Kesha” (“Porque é que o caso de Kesha é sobre mais do que Kesha”, em tradução livre), em defesa das vítimas de abuso e criticando a Sony Music por colaborar com um processo que forçará a cantora a continuar a trabalhar com o seu alegado violador.

Dr. Luke garante que não violou Kesha

Esta segunda-feira, o produtor negou as acusações. “Não violei a Kesha e nunca tive sexo com ela. A Kesha e eu fomos amigos durante muitos anos e ela era como uma irmã mais nova”, escreveu no Twitter.

“É triste que ela tenha transformado um contrato em algo tão horrendo e falso. Mas sinto-me confiante de que, quando isto acabar, as mentiras serão expostas e a verdade virá ao de cima”, disse Dr. Luke.

“Imaginem que vocês, ou alguém que amam, era publicamente acusado de um ato de violação, que vocês sabiam que não tinha sido cometido. Imaginem isso“, acrescentou.

O produtor já tinha dado início a uma ação judicial contra Kesha, na qual afirma que a cantora inventou a história de assédio sexual para que possa terminar o seu contrato.

Dr. Luke e a Sony afirmam que Kesha está a violar o contrato por não fazer os três álbuns restantes, dos cinco prometidos.

ZAP / Move

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Tadinha… quem conhece o sistema, saberá que este tipo de gente não hesita em abrir as pernas para conseguir sucesso e dinheiro. Esta não recebeu em KESHA, mas em promissórias. Agora que não lhe convém o contrato, argumenta que foi violada.

  2. Infleizmente tenho de concordar com a/o Janeka. A verdade é que neste meio (e não só) as mulheres já há muito perceberam que em caso de dúvida, qualquer alegação falsa de assédio ou violação pode fácilmente dar um empurrão para se conseguir chegar a algum lado ou tirar dividendos.

  3. Os peritos sabem bem como chegar á verdade dos factos quando têm um problema de violação.È necessário honestidade na apreciação e quando fôr verdade haja mão pesada e respeito pelas vitimas e não fingir que se faz justiça

RESPONDER

Jovens preocupados com fertilidade e efeitos secundários das vacinas contra a covid-19

Com o avanço das campanhas de vacinação, um grande número de pessoas das faixas etárias baixo dos 30 anos mostra-se relutante em tomar a vacina contra a covid-19. Os jovens falam de preocupações com fertilidade …

Clarisse: dois gestos que ficam para a memória olímpica

Clarisse Agbégnénou foi campeã olímpica no judo, pela primeira vez - mas a atitude que demonstrou, mal venceu a final, ficará também para os registos. Campeã mundial cinco vezes, mais duas medalhas de prata. Cinco medalhas …

Sindicatos avançam com ações legais para travar despedimento coletivo na TAP

Os sindicatos que representam os trabalhadores da TAP vão avançar com ações legais para travar o despedimento coletivo que a empresa iniciou na segunda-feira, que abrange 124 profissionais. "Até agora houve conversa, a partir de agora …

Ginastas alemãs usam fato integral para combater sexualização da modalidade

Ao contrário do que acontece com os ginastas masculinos, que podem optar por calções ou calças, as mulheres competem, desde o início da modalidade, de bodies que expõem grande parte do seu corpo. Quando, no último …

Tribunal europeu dá razão à SIC e condena Estado por violar liberdade de expressão

Portugal foi condenado pelo Tribunal Europeu dos Direitos do Homem (TEDH) por violação da liberdade de expressão num caso em que a SIC foi obrigada a indemnizar um ex-deputado do PS por ofensa à sua …

Misturar doses da AstraZeneca e da Pfizer aumenta até seis vezes as defesas contra covid-19

Um novo estudo realizado na Coreia do Sul concluiu que o número de anticorpos contra a covid-19 aumentou seis vezes em quem misturou as doses da AstraZeneca e da Pfizer em relação a quem tomou …

Bruxelas abre infração contra Portugal por não transpor regras da UE para comércio desleal

A Comissão Europeia abriu, esta terça-feira, um procedimento de infração contra Portugal e outros 11 Estados-membros por não terem transposto regras da União Europeia (UE) que proíbem práticas comerciais desleais entre empresas na cadeia de …

Federação Portuguesa de Futebol confirma: Supertaça vai ter público nas bancadas

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) confirmou, esta terça-feira, que a final da Supertaça, agendada para este sábado, vai poder ter 33% da lotação do Estádio Municipal de Aveiro. Depois de a ministra da Saúde, Marta …

Relatório final da comissão de inquérito sobre o Novo Banco aprovado com voto contra do PS

O relatório final da comissão de inquérito ao Novo Banco foi aprovado pelos deputados, esta terça-feira, apenas com o voto contra do PS e a abstenção do CDS-PP. O relatório final da Comissão Eventual de Inquérito …

Califórnia e cidade de Nova Iorque exigem vacinas — ou testes semanais — aos funcionários públicos

O estado da Califórnia e a cidade de Nova Iorque querem incentivar os funcionários públicos a vacinarem-se numa altura em que os Estados Unidos sofrem um aumento de casos devido à variante Delta. Todos os funcionários …