Artista mostra todo o Universo conhecido numa única e formidável imagem

Pablo Carlos Budassi / Wikimedia

Conceito artístico do aspecto de todo o Universo conhecido / observável numa única imagem radial logarítmica, por Pablo Carlos Budassi

O artista Pablo Carlos Budassi criou uma extraordinária imagem radial com o conceito artístico, numa escala logarítmica, de todo o universo observável, com o nosso sistema solar no centro.

Além do Sol, da Terra e dos planetas do sistema solar, é possível reconhecer na imagem a Cintura de Kuiper, a Nuvem de Oort, a estrela Alpha Centauri, o Braço de Perseus da Via Láctea, a galáxia de Andrómeda e outras galáxias próximas.

A imagem inclui ainda representações da teia cósmica e da radiação cósmica de micro-ondas, tudo englobado num anel com o plasma invisível produzido pelo Big Bang.

A ilustração, criada pelo músico e artista sul-americano Pablo Carlos Budassi, foi baseada em mapas logarítmicos do universo reunidos por investigadores da Universidade de Princeton, nos EUA, e em imagens produzidas pela NASA com base em observações feitas pelos seus telescópios e sondas espaciais.

A equipe de Princeton, liderada pelos astrónomos J Richard Gott e Mario Juric, baseou os seus mapas logarítmicos do universo em dados do Sloan Digital Sky Survey, que ao longo dos últimos 15 anos varreu o céu com um telescópio grande angular localizado no Novo México, EUA.

Os dados recolhidos por Gott r Juric permitiram criar as mais detalhadas representações já feitas do universo, incluindo mais de 3 milhões de objectos astronómicos.

Um logaritmo dá uma grande ajuda

Os mapas logarítmicos são uma forma útil de visualizar algo que seja tão inconcebivelmente grande como o universo observável.

A escala logarítmica usa o logaritmo de uma grandeza em vez da grandeza propriamente dita. Neste mapa, cada incremento nos eixos aumenta uma ordem de grandeza, ou seja, um factor de 10.

Isso significa que 1 cm no centro da imagem representa uma dada distância no Universo, e que o cm adjacente no mesmo raio, mais afastado do centro, representa uma distância 10 vezes superior, a assim consecutivamente.

Embora valiosos, os mapas logarítmicos não são muito agradáveis de se ver, pelo que Budassi decidiu transformar essas informações em algo um pouco mais palpável.

A ideia de criar a visualização num círculo gigante ocorreu a Budassi enquanto fazia hexaflexágonos para o primeiro aniversário do seu filho.

Hexaflexágonos são polígonos de papel com um número aparentemente grande de superfícies.

“Estava a desenhar hexaflexágonos – eram uma prenda de lembrança para o aniversário do meu filho – e comecei a desenhar pontos de vista centrais do cosmos e do sistema solar”, contou Budassi ao Tech Insider.

Nesse dia, surgiu-lhe a ideia de uma visão logarítmica. A seguir, Budassi usou o Photoshop, imagens da NASA e algumas texturas de criação própria para chegar ao formidável resultado final que obteve.

ZAP / Hypescience

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Viagens ao Espaço têm um novo perigo desconhecido para os astronautas

Há um perigo inerente às longas viagens espaciais dos astronautas desconhecido até aos dias de hoje. Um novo estudo aponta que os cosmonautas podem ver o seu fluxo sanguíneo revertido na parte superior do corpo. A …

Macrocilix maia, a misteriosa traça que tem moscas a comer fezes nas suas asas

Macrocilix maia é uma espécie de traça que se destaca pela forma como se camufla dos seus predadores. Nas suas asas vê-se duas moscas a comer excrementos de pássaro. A natureza nunca falha em surpreender-nos e …

Há provas que ligam misteriosa doença que paralisa crianças a vírus raro

Pela primeira vez, foram encontradas provas da associação do Enterovírus D68, um vírus raro até há algum tempo, à Mielite Flácida Aguda, uma doença semelhante à poliomielite que tem afectado centenas de crianças, provocando a …

Antigos egípcios podem ter encurralado milhões de pássaros só para os mumificar

Novas evidências de ADN sugerem que os antigos Egípcios capturavam pássaros selvagens para sacrifícios ritualísticos (e para os poderem mumificar depois). As catacumbas egípcias contêm milhares de pássaros mumificados, especificamente íbis-sagrados (Threskiornis aethiopicus), empilhados uns sobre …

Estudo mostra que sondagens tendenciosas enviesam eleições políticas

Através de experiências práticas, uma investigação recente sugere que as sondagens tendenciosas podem influenciar e enviesar as eleições políticas, até mesmo nas grandes democracias. Enquanto uma eleição se aproxima no Reino Unido e uma votação presidencial …

A Rússia criou a arma mais mortífera da história. Foi há 72 anos

Comummente conhecida por AK-47, a espingarda Kalashnikov foi responsável por milhões de mortes durante a nossa História, sendo uma das armas mais populares do mundo e a mais fabricada pela indústria de armamento. Segundo o The Conversation, …

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …

Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos …

Descoberto no Japão fóssil de pássaro com 120 milhões de anos

O fóssil de um pássaro do Cretáceo recentemente descoberto no Japão pode levar os cientistas a repensarem alguns detalhes sobre a evolução do voo. Há cerca de 120 milhões de anos, um pássaro com o tamanho …