Arqueólogos reconstroem o rosto de Ava, mulher que viveu há 3.700 anos

Um grupo de arqueólogos e artistas forenses da Escócia reconstruiram o rosto de uma mulher que morreu há 3.700 anos, na Idade do Bronze.

Batizada de Ava, uma abreviação de Achavanich, o nome do local onde os ossos foram encontrados, a mulher deverá ser da Cultura do Vaso Campaniforme, uma cultura do terceiro milénio a.C. que se difundiu pelo continente europeu.

Segundo a IFLScience, os ossos de Ava foram descobertos em 1987, quando os cientistas encontraram o seu crânio e vários outros fragmentos de ossos num buraco de uma rocha, acompanhados por outros artefactos e por um pequeno vaso de bronze.

Maya Hoole, líder do projeto, afirma que o cenário não é muito comum, já que o povo daquela cultura costumava enterrar os mortos no solo, e não em rochas.

“Teria consumido muito tempo e esforço para cavar o buraco. Se Ava morreu repentinamente, pergunto-me se teria havido tempo para fazer a cova. No entanto, se eles sabiam que ela ia morrer, a cova já poderia estar preparada”, destacou.

A reconstrução do rosto de Ava foi feita por Hew Morrison, que calculou as possíveis dimensões da sua mandíbula – que não foi encontrada junto com os outros ossos – e recriou o tamanho dos lábios e de outros tecidos faciais com base no tamanho dos dentes.

Quanto à cor da pele e do cabelo, os investigadores não têm qualquer certeza, mas estima-se que a Ava medisse 1,67m, uma altura não muito diferente da de uma mulher moderna.

O desgaste natural dos dentes mostra que Ava tinha entre 18 e 22 anos quando morreu, apesar da causa da morte ainda não ser conhecida.

A líder da investigação explicou ainda que é possível que os ossos de Ava tenham sido manipulados por quem a enterrou.

“Se comparar o formato do seu crânio com outros do mesmo período, o topo e a parte de trás são achatados, sendo que a parte de trás tem formato quadrado”, disse Hoole.

Os investigadores não entendem o interesse em alterar o formato do crânio de Ava, mas Hoole explica que, na época, as populações tinham muitos hábitos diferentes tanto durante a vida como em relação à morte.

Os progressos da investigação de Ava têm sido publicados num blog criado pelos arqueólogos.

BZR, ZAP / Hypescience

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Isto é uma notícia parva! Sem mandíbula nao dá para fazer reconstrução nenhuma. Já é preciso “adivinhar “algumas coisas, como o formato das orelhas ou a ponta do nariz. A ser verdade a notícia, esses supostos arqueólogos andam a gozar com a comunidade Científica. Deixem isso para antropólogos!

RESPONDER

Médicos alertam: técnica de tapar a boca com fita-cola para dormir melhor é perigosa

Chama-se "buteyko" e consiste em encontrar formas de respirar melhor pelo nariz, entre as quais fechar a boca enquanto dormimos. A tendência está a gerar um debate entre os médicos, que consideram esta técnica perigosa. Foi …

Incentivos financeiros ajudam pessoas a deixar de fumar

Fumar mata um em cada dois fumadores ávidos, mas desistir leva a grandes melhorias na saúde, aumento da esperança de vida e poupança de custos com cuidados de saúde. Pagar às pessoas para pararem de …

Há uma coisa simples que podemos fazer para combater as alterações climáticas: falar sobre o problema

A preocupação com as alterações climáticas pode ser muitas vezes um fardo solitário, mas a verdade é que não precisa de ser assim. De acordo com um novo estudo, simplesmente falar sobre o assunto com …

Em busca das duas princesas alemãs. Vaticano analisa ossários após encontrar túmulos vazios

Os trabalhos começaram esta manhã no cemitério que fica dentro das muralhas do Vaticano e foram analisados os restos dos dois ossários, explicou o porta-voz interino da Santa Sé, Alessando Gisotti. Os ossários estavam perto dos …

Miguel Pinto Lisboa é o novo presidente do Vitória de Guimarães

Miguel Pinto Lisboa foi eleito, este sábado, o novo presidente do Vitória de Guimarães, avança a imprensa portuguesa. Os números ainda não são oficiais, mas as primeiras projeções indicam que o candidato de 47 anos da …

Incêndios em Castelo Branco e Santarém. Há quatro bombeiros feridos, um em estado grave

Dois incêndios em Castelo Branco estão a mobilizar mais de 500 operacionais e 15 meios aéreos. Há estradas cortadas e aldeias evacuadas. Dois incêndios em povoamento florestal, todos no distrito de Castelo Branco, um no município …

"É contra a vontade de Deus". Família que se recusou a pagar impostos é condenada na Austrália

Uma família cristã australiana recusou-se a pagar impostos, alegando que é "contra a vontade de Deus". Em tribunal, o juiz obrigou a pagar 1,3 milhões de euros. Em 2017, na Tasmânia, uma família cristã não pagou …

David guardou uma pedra durante anos pensando que era ouro. Afinal, era bem mais raro que isso

Em 2015, David Hole estava a explorar Maryborough Regional Park, perto de Melbourne, na Austrália. Com um detetor de metais, descobriu algo fora do comum: uma rocha avermelhada muito pesada que repousava em argila amarela. Maryborough …

Quadro roubado por soldado nazi é devolvido a museu de Florença

O quadro de natureza-morta tinha sido roubado do museu por um soldado nazi como um presente para a sua esposa. Agora, o quadro foi devolvido ao museu pelos alemães. Um soldado nazi em retirada de Itália …

Um segundo. Foi o tempo que a Inteligência Artificial precisou para resolver um cubo mágico

Investigadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, desenvolveram o DeepCubeA, um algoritmo capaz de resolver o desafio do Cubo de Rubik em pouco mais do que um segundo.  De acordo com a equipa de investigadores …