Arqueólogos descobrem anfiteatro perdido em local sagrado da Terra Santa

Abir Sultan / EPA

O local está totalmente preservado, apesar de ter sido criado há pelo menos 1800 anos

Arqueólogos israelitas anunciaram uma descoberta histórica num dos lugares mais sagrados, emblemáticos e disputados da Terra Santa: um anfiteatro romano de mais de 1800 mil anos de idade, oito metros abaixo do famoso Muro das Lamentações.

As escavações expuseram também mais uma secção do Muro em si, que estava encoberto há pelo menos 1700 anos – soterrado provavelmente por um terramoto.

O Muro das Lamentações, visitado por mais de 3 milhões de pessoas por ano, na Cidade Velha de Jerusalém, é considerado o ponto mais sagrado para o judaísmo, mas também é reverenciado por cristãos e o terceiro local mais sagrado para os muçulmanos. Fica ao lado da Esplanada das Mesquitas, ou Monte do Templo, para os judeus.

As escavações israelitas na Cidade Velha são criticadas pelos palestinianos, já que toda a região esteve sob controle jordano até 1967, ano em passou para o controlo dos israelitas após a Guerra dos Seis Dias.

A disputa por Jerusalém é um dos pontos nevrálgicos do conflito entre israelitas e palestinianos, que sustentam que toda a parte Oriental de Jerusalém, onde se encontra a Cidade Velha, ocupada por Israel, lhes pertence como parte de um Estado palestiniano independente.

Para os israelitas, a Cidade Velha e Jerusalém Oriental são parte indivisível de Israel, tendo sido anexada por lei em 1980. Defendem que a cidade nunca fez parte de qualquer nação moderna, já que os jordanos também já tinham ocupado a parte Oriental da cidade, depois da Guerra de 1948-49, após três décadas sob administração britânica.

ingmar / Flickr

As escavações na Cidade Velha de Jerusalém causam polémica com os palestinianos, que reivindicam a região como parte do seu Estado. Na imagem, judeus ortodoxos no Muro das Lamentações.

Mistério finalmente solucionado

O Muro das Lamentações é que o resta da muralha de contenção de Herodes, que reinou na Judeia de 37 AC a DC, construída para sustentar o Segundo Templo judaico, destruído pelos romanos em 70 DC.

Actualmente encontra-se no local o Santuário da Rocha, ou Al-Haram Al-Sharif, com a sua famosa cúpula dourada.

Os arqueólogos desenterraram oito níveis do Muro das Lamentações. Estavam totalmente preservados, apesar de terem passado milénios soterrados. O local da escavação fica abaixo do chamado “Arco de Wilson“, no canto esquerdo do actual Muro, tal como conhecido pelos turistas.

O “Arco de Wilson” era uma das passagens através das quais, na época de Jesus Cristo, há dois mil anos, os moradores de Jerusalém e visitantes podiam subir até ao Monte do Templo. Originalmente, tinha 13 metros de altura.

O anfiteatro romano, com 200 assentos, pequeno em comparação com outros da região, como em Cesareia, foi descoberto junto ao Muro, confirmando os relatos de historiadores da época, como Flávio Josefo (37-100 DC), de que havia uma construção semelhante adjacente à muralha.

Também foram descobertos vasos de cerâmica, moedas e elementos arquitectónicos.

As primeiras escavações arqueológicas no local foram realizadas no século XIX, em 1864, pelo arqueólogo britânico Charles William Wilson, que descobriu o arco que actualmente ostenta o seu nome.

Mas Wilson não conseguiu descobrir o anfiteatro, descrito quer pelos historiadores quer por fontes do período pós-destruição do Segundo Templo, época em que os romanos trocaram o nome de Jerusalém por Aelia Capitolina.

Outro detalhe interessante é o facto de que, segundo os arqueólogos, o pequeno anfiteatro, do tipo que os romanos chamavam de “odeon”, nunca foi terminado, e por algum motivo a construção foi abandonada – talvez por causa da revolta judaica de Bar Kochba, levantamento que teve lugar entre 132 e 135 DC.

“Da perspectiva dos pesquisadores, é uma descoberta sensacional, uma verdadeira surpresa”, diz o arqueólogo Joe Uziel, da Autoridade de Antiguidades de Israel. “O nosso objectivo era apenas datar o Arco de Wilson, mas não podíamos imaginar que iríamos solucionar um dos maiores mistérios de Jerusalém: o seu anfiteatro perdido.”

ZAP // BBC

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Sardenha vai cobrar entrada em praia invadida por turistas

Sardenha, em Itália, quer limitar a entrada de turistas numa das suas famosas praias, La Pelosa. A praia vai ter lotação limitada e a entrada vai ser paga para maiores de 12 anos. As medidas de …

Se não quer que a Alexa e a Siri ouçam a sua vida privada, basta usar uma "pulseira do silêncio"

Uma equipa de professores de ciência da computação da Universidade de Chicago inventou uma pulseira especial que interfere com todos os microfones próximos, incluindo os dos altifalantes e assistentes inteligentes. As câmaras de segurança e altifalantes …

Algoritmo analisa textos de Edgar Allan Poe e indica que autor pode não ter cometido suicídio

Através de um algoritmo que identifica marcadores linguísticos de depressão e cognição suicida, investigadores norte-americanos que o escritor Edgar Allan Poe pode não ter cometido suicídio. Nesta análise, investigadores da Universidade do Texas, nos Estados Unidos …

Mudanças climáticas estão a secar um rio que fornece água a milhões de pessoas nos Estados Unidos

As mudanças climáticas reduziram drasticamente o fluxo do rio Colorado, nos Estados Unidos, deixando em risco o abastecimento de cerca de 40 milhões de pessoas e milhões de hectares de terrenos agrícolas. O alerta consta …

Trump vai vender helicópteros militares à Índia no valor de 2,7 mil milhões de euros

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, anunciou na segunda-feira que vai vender helicópteros militares à Índia no valor de 2,7 mil milhões de euros, à chegada à cidade de Ahmedabad, para uma visita …

Vale e Azevedo livre de processo de desvio de fundos do Benfica

O Tribunal Judicial de Lisboa declarou a prescrição do processo em que o antigo presidente do Benfica João Vale e Azevedo era acusado de ter desviado dinheiro do clube. O Tribunal Judicial de Lisboa declarou, na …

O Pentágono acabou de simular uma guerra nuclear com a Rússia

O Pentágono realizou um exercício de treino na semana passada, no qual simulou uma guerra nuclear com a Rússia. Apesar de ser comum passar por conflitos simulados, é incomum divulgá-los.  De acordo com a National Defense …

Novo passaporte britânico é desenhado em França e feito na Polónia

A ministra do Interior britânica, Priti Patel, apresentou no sábado os novos passaportes. Começam a ser emitidos em março e recuperam a cor azul que tinham antes de 1988, quando o Reino Unido se juntou …

Confirmados resultados das presidenciais da Guiné-Bissau e vitória de Sissoco Embaló

A Comissão Nacional de Eleições da Guiné-Bissau confirmou os resultados das eleições presidenciais e a vitória de Umaro Sissoco Embaló. A Comissão Nacional de Eleições (CNE) da Guiné-Bissau confirmou esta terça-feira os resultados das eleições presidenciais …

Multimilionário Warren Buffett revela qual é "o melhor negócio do mundo"

O investidor e empresário norte-americano Warren Buffett revelou que, para ele, a Apple é "o melhor negócio do mundo" na segunda-feira, durante uma entrevista ao canal da CNBC. Em declarações ao canal, o multimilionário de 89 …