Armani anuncia fim do uso de peles de animais

Lorenzo Bozzi / Wikimedia

Giorgio Armani, estilista italiano

Giorgio Armani, estilista italiano

O grupo Armani anunciou esta terça-feira que vai deixar de usar peles de animais nas coleções de todas as suas marcas.

A decisão, que representa um grande avanço na luta pelos direitos dos animais na indústria da moda, foi anunciada pelo estilista Giorgio Armani através de um comunicado oficial.

“É com muito prazer que anuncio que o Grupo Armani estabeleceu um firme compromisso em abolir o uso de pele animal nas suas coleções. O progresso tecnológico dos últimos anos permite-nos ter uma série de alternativas à nossa disposição, que excluem a necessidade de práticas cruéis e desnecessárias contra animais”, afirmou o designer italiano.

“A minha empresa dá agora um grande passo, que reflete a nossa crescente atenção para os problemas críticos do meio ambiente e dos animais”, acrescentou.

A medida entra em vigor já a partir da próxima coleção outono/inverno 2016/2017, que chega às lojas do hemisfério norte no segundo semestre de 2016 e que foi recentemente desfilada nas semanas da moda de Paris e Milão.

A decisão vai englobar todas as marcas do grupo italiano, ou seja, Giorgio Armani, Armani Privé e Emporio Armani.

A mudança é fruto da pressão por parte de organizações que lutam pelo direito dos animais, como People for the Ethical Treatment of Animals (PETA), The Humane Sociaty of The United States (HSUS) e Fur Free Alliance.

P.J. Smith, um dos responsáveis pela HSUS defende que a organização tem como objetivo “alertar todos os estilistas que, em nome da liberdade criativa, fecham os olhos à crueldade por trás das peles”.

Espera-se agora que outras grandes marcas sigam o exemplo e optem também por abolir o uso de pele de animais nas suas roupas.

ZAP / EcoD

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Temeu-se uma explosão em Paris. Mas foi "apenas" um caça a quebrar a barreira do som

Um avião militar que ultrapassou a barreira do som provocou esta quarta-feira o receio de que tivesse ocorrido uma explosão em Paris, já que o barulho foi ouvido em grande parte da capital francesa e …

Maduro propõe neutralizar sanções norte-americanas com Lei Antibloqueio

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, entregou na terça-feira um projeto de Lei Antibloqueio à Assembleia Constituinte (AC, composta unicamente por simpatizantes do regime) para neutralizar os efeitos das sanções impostas pelos Estados Unidos (EUA) …

Subsídio aos pobres na pandemia "não pode ser para sempre"

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse esta terça-feira que os subsídios destinados aos mais pobres pelo Congresso no âmbito da luta contra a pandemia de covid-19 “infelizmente para os demagogos e comunistas, não pode …

Reembolso do IVA do turismo e restauração pode demorar um ano se vier no IRS

A partir de 2021 os contribuintes poderão receber parte do valor do IVA de consumos no setor do turismo e restauração, medida anunciada pelo Governo na segunda-feira e que, antecipou a Deloitte, pode ser concretizada …

Novo lay-off passa a ser acessível para empresas com perdas entre 25% e 40%

As empresas com quebras de faturação homólogas entre 25% e 40% vão poder recorrer ao apoio à retoma progressiva, instrumento que passa também permitir a redução até 100% do horário quando a quebra de faturação …

Associação das Forças Armadas considera diretiva para comunicação inclusiva uma "provocação"

O presidente do Conselho Nacional da Associação de Oficiais das Forças Armadas (AOFA) afirmou que a nova diretiva do Governo que implementa uma comunicação inclusiva em todos os documentos oficiais é uma provocação aos militares …

60 milhões de infetados na Índia? Casos podem ser 10 vezes mais do que os números oficiais

Mais de 60 milhões de pessoas na Índia podem ter sido infetadas com o novo coronavírus, dez vezes mais que os números oficiais, anunciaram esta terça-feira autoridades médicas responsáveis pela pandemia, citando um estudo nacional …

Mais dois projetos do Chega "chumbados" na comissão de Assuntos Constitucionais

A comissão de Assuntos Constitucionais concluiu esta quarta-feira pela inconstitucionalidade de duas iniciativas do Chega, um projeto de lei para limitar o número de ministros e uma resolução a propor um referendo para reduzir o …

Mourinho, Dier, Lineker: "Os jogadores deixaram de fazer aquilo no relvado?"

Mais do que a vitória sobre o Chelsea, o jogo do Tottenham na Taça da Liga vai ser recordado durante muito tempo por outro motivo... E Mourinho criticou as datas dos jogos. O Tottenham levou a …

"Erro grosseiro". Câmara de Lisboa assume responsabilidade pelo acidente no metro

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, disse esta quarta-feira que o desabamento que ocorreu terça-feira no túnel do metro na Praça de Espanha decorreu de um "erro grosseiro" numa obra da autarquia, assegurando …