/

Aprender “baleiês” pode evitar choque de navios com o animal

Uma equipa de cientistas da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, tem uma nova ideia para salvar as baleias-azuis em migração das colisões com navios.

Durante a época de migração das baleias-azuis, os animais enfrentam sérios riscos ao cruzarem-se a rota de navios. As baleias podem embater contra as embarcações, um choque destrutivo tanto para os animais, quanto para os navios.

Com esse problema em mente, uma equipa de cientistas da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, encontrou uma solução inusitada: aprender “baleiês”. O artigo científico foi publicado no dia 1 de outubro na Current Biology.

De acordo com o Futurism, pouco antes do início da migração anual para o sul – do nordeste do Oceano Pacífico para a costa da América Central durante o outono do hemisfério norte -, há uma mudança no canto dos animais.

As baleias cantam durante a noite, mas mudam para um “canto diurno” pouco antes da sua migração começar. Os investigadores defendem que entender essa alteração pode fazer com que seja possível alertar os navios e evitar choques.

“Há um sinal quase em tempo real do que estes animais estão a fazer num habitat que é historicamente muito difícil de observar”, disse William Oestreich, biólogo da universidade norte-americana.Ter um aviso prévio seria uma boa forma de evitar colisões e proteger as baleias e os navios.

“Esta poderia ser uma forma viável de gerir dinamicamente os habitats e as rotas de navegação de uma forma que permita a continuidade das viagens e a segurança das populações de baleias”, rematou.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.