Antropólogos descobrem o que unia os humanos antes das religiões

(dr) Johannes Krause / Museum of the Krapina Neanderthals

Recriação de uma cena da vida de um grupo de Neandertais

Um novo estudo de investigadores do London’s College sugere que a troca de contos tradicionais de povos antigos servia como instrumento universal para o estabelecimento de relações entre tribos.

As histórias e mitos dos povos antigos serviam como meio para unir a população, conclui um estudo de uma equipa de antropólogos da London’s College, publicado esta semana na revista Nature Communications.

Muitos antropólogos aceitam a teoria de que as religiões apareceram com o objetivo de manter a ordem social e o fortalecimento dos vínculos entre membros. No entanto, segundo avança este estudo, os povos antigos tinham outras formas de desenvolver relações, posto que as primeiras religiões apareceram há uns 13 a 15 mil anos.

Um dos autores do trabalho da universidade britânica, Andrea Migliano, estudou com a sua a equipa a vida de uma tribo indígena das Filipinas, os agta, caçadores coletores e que viviam alheios às “tecnologias” da altura.

Os especialistas lembraram que os também conhecidos como aeta concediam um respeito especial aos membros da comunidade que contavam as melhores histórias.

Os investigadores universitários pediram aos agta que lhes contassem histórias e fábulas tradicionais da sua tribo e perceberam que a maior parte dos contos falava no valor da cooperação, a importância das normas sociais, a igualdade de género e a proibição do uso da violência como instrumento para a solução de conflitos.

Além disso, os melhores narradores, homens e mulheres, tinham vantagens dentro da tribo. Eram especialmente respeitados pelos outros membros e tinham em média mais 0,5 filhos do que os demais.

Assim, segundo concluíram os cientistas britânicos, a tradição de contar histórias serviu de protótipo para as religiões que viriam a aparecer mais tarde, ao longo da história da Humanidade.

ZAP // RT

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

      • Com essa inteligência toda já deve ter uns quantos prémios Nobel aí na estante! As religiões são uma forma, que os povos ao longo da história, tiveram para tentar explicar o que não entendiam. Pode aprender-se muito estudando as religiões. Na sua quase totalidade foram ultrapassadas pelo conhecimento adquirido, mas contribuiram imenso para para o panorama cultural dos povos.
        A excepção são o Judaísmo e o Cristianismo que são pilares basilares da civilização ocidental. Quanto mais se tenta irradicar a sua influência e o seu papel na nossa sociedade mais ela se afunda.
        Sem o Cristianismo e a Igreja Católica, a europa seria como os países do Médio Oriente de forte influência islâmica… alias lá chegaremos dentro de pouco tempo. Teremos então oportunidade de avaliar qual das duas culturas nos trouxe mais benefícios.

RESPONDER

Feitos de estrelas. Os nossos ossos são compostos por estrelas que explodiram

Uma nova investigação concluiu que metade do cálcio do nosso Universo é oriundo de uma supernova rica em cálcio, que explodiu há milhões de anos. O novo estudo, cujos resultados foram esta semana publicados na revista …

"Monarquia criminosa". Parlamento declara Catalunha republicana e não reconhece o rei

O Parlamento catalão aprovou esta sexta-feira uma resolução na qual declara que “a Catalunha é republicana e, portanto, não reconhece nem quer ter um rei”, rotulando a monarquia de “criminosa”. A resolução foi aprovada em sessão …

Novo método deteta metais tóxicos em alimentos e água em apenas algumas horas

Uma equipa de cientistas da Universidade de Joanesburgo, na África do Sul, desenvolveu um método sensível para detetar níveis perigosos de metais pesados em alguns alimentos e água. Os vestígios de metais como chumbo (Pb), arsénico …

Meghan Markle vence primeira batalha judicial contra jornal britânico

A Duquesa de Sussex conseguiu que o Tribunal Superior de Londres optasse por manter anónima a identidade das suas cinco amigas, como parte da ação legal que está a ser levada a cabo. O 39º aniversário …

Cientistas obrigados a rebatizar dezenas de genes humanos. A culpa é do Excel

Só no ano passado, os cientistas viram-se obrigados a mudar os nomes de 27 genes humanos por causa de um erro de leitura do Microsoft Excel. Tal como explica o portal The Verge, que avança …

"Vai continuar a queimar". Covid-19 é mais parecida com um fogo florestal do que com ondas e picos

Com o surgimento do novo coronavírus no mundo, vários especialistas previam que este iria surgir em ondas e picos. Agora a visão de futuro é outra e os especialistas dizem que a pandemia se compara …

Mudanças climáticas podem vir a causar mais mortes do que a covid-19, alerta Bill Gates

  As mudanças climáticas podem custar muito mais vidas nas próximas décadas do que a pandemia do novo coronavírus (covid-19). O alerta é do co-fundador da Microsoft, Bill Gates, que, através de uma reflexão no seu …

Descoberta a primeira disrupção gigante nas nuvens de Vénus

Uma equipa internacional de cientistas, que incluiu um investigador do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA), descobriu a "primeira disrupção gigante" nas nuvens de Vénus que tem fustigado as zonas profundas da atmosfera …

TVI aposta em estúdio a Norte. Nuno Santos quer Informação mais ao estilo da SIC Notícias do que da CMTV

O diretor-geral da TVI, Nuno Santos, afirmou, em entrevista ao jornal Público, que a estação de Queluz de Baixo vai apostar num estúdio no Norte, revelando ainda que pretende mudar a Informação do canal mais …

Fair-play financeiro. UEFA mantém restrições ao FC Porto

A UEFA informou, esta sexta-feira, que o FC Porto "cumpriu parcialmente as metas estabelecidas para a época 2019/20" a nível do fair-play financeiro e que vai manter as restrições impostas ao clube azul e branco. "O …