António Costa demite presidente da EMEL

C.M. Lisboa

O presidente da Câmara Municipal de Lisboa, António Costa

O presidente da Câmara Municipal de Lisboa, António Costa

O presidente da Empresa Municipal de Estacionamento de Lisboa (EMEL), António Júlio de Almeida, foi demitido pela Câmara Municipal de Lisboa, disse esta terça-feira à agência Lusa uma fonte oficial da empresa.

Sem adiantar os motivos para a demissão, a mesma fonte adiantou que “a decisão partiu da Câmara de Lisboa e foi conhecida hoje“.

António Júlio de Almeida era presidente da EMEL desde 2009.

Segundo a revista Sábado, uma das razões para a saída teria que ver com “um processo de despedimentos que estava para ser posto em prática, mas que acabou por não avançar“.

No entanto, questionado sobre as razões invocadas pelo município de Lisboa, António Júlio de Almeida assegurou à agência Lusa tratar-se de “coisas [que] são normais“.

“Fechou-se um ciclo, estou há seis anos na empresa. Fiz o trabalho que me pediram, recuperei a empresa, orientei-a, internacionalizei-a, modernizei-a tecnologicamente, pu-la a ganhar dinheiro. Agora é o momento próprio de me substituir e de dar nova alma à empresa”, afirmou em declarações à agência Lusa.

Agora, acrescentou, “há que abrir outro ciclo e escolher outras pessoas. É normal isto, não tem nada de especial, nada de particular. Não procurem nisto razões que não existam. São razões absolutamente normais”, reiterou.

O até agora presidente da EMEL rejeitou as alegações de um processo polémico de despedimentos e gastos indevidos como razões para a sua demissão, lembrando que a empresa “tem os resultados mais elevados de sempre” e “aumentou o património líquido em cerca de seis vezes em seis anos”.

Além disso, acrescentou, a EMEL “tem um cash-flow brutal e tem uma taxa de rentabilidade por acionista na casa dos 30%”.

Por isso, falar de gastos indevidos só pode ser, para António Júlio de Almeida, “boatos ou má-fé“.

Quanto à questão dos despedimentos, António Júlio de Almeida disse tratar-se apenas de um “processo de rescisão” com quatro funcionários, que, segundo o próprio, nada tem a ver com a sua demissão.

“Havia um processo em curso de rescisão de pessoas que não fazem nada na empresa e que ganham bastante. Era um processo de reorganização interna e de extinção de quatro postos de trabalho. Não é nada disso que está em causa”, concluiu.

Questionado sobre se esse processo de rescisão com os trabalhadores visados vai mesmo avançar, António Júlio de Almeida admitiu que os mesmos venham a ser reintegrados na empresa.

“Esse processo está ainda em curso e, se calhar, acabamos por chegar a um acordo com as pessoas para a sua reintegração. Provavelmente é isso que vai acontecer. Não estava fechado esse acordo de despedimento, estava-se a negociar”, frisou.

Instado a explicar as razões da decisão da câmara quando entrava para a Assembleia Municipal de Lisboa, o presidente da autarquia, António Costa, escusou-se a comentar a demissão, remetendo esclarecimentos para quarta-feira durante a reunião municipal.

No email enviado hoje aos funcionários da EMEL, a que a Lusa teve acesso, António Júlio de Almeida faz um balanço dos seis anos em que esteve à frente da empresa, dizendo-se “orgulhoso e feliz” pela experiência profissional e agradecendo “todo o apoio e confiança” que sempre sentiu da parte dos colaboradores.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Huuummm…Traduzindo: Fiz um bom trabalho e resolvi despedir um boy, o Costa não gostou e intercedeu correndo comigo. Como me prometeu um novo tacho (ou ameaçou) estou aqui a ser diplomático relativamente ao assunto e o que lá vai lá vai…

RESPONDER

Um terço dos universitários de Lisboa já sofreu violência sexual física

Um terço dos estudantes universitários da área metropolitana de Lisboa já foi vítima de violência sexual física pelo menos uma vez, mas são muitos poucos os que denunciam as agressões, raramente o fazendo à …

OE2020: Esquerda vai negociar "até ao último minuto". PSD não comenta eventual traição madeirense

O Governo apresentou, nesta terça-feira, na Assembleia da República, as linhas gerais da proposta de Orçamento do Estado para 2020 (OE2020) aos partidos com representação parlamentar. Dos encontros, não saiu fumo branco, com o Bloco …

Turismo fez subir o custo de vida dos portugueses. Salários continuam estagnados

O crescimento do turismo em Portugal fez crescer o custo de vida dos portugueses, especialmente nos que vivem nas grandes cidades, apesar de estes continuarem com os salários estagnados, escreve o Jornal de Notícias. Entre 2013 …

Contrato público. Amazon apresenta queixa em tribunal contra Trump

A Amazon revela que os "insistentes ataques públicos e de bastidores" de Donald Trump contra Jeff Bezos causaram "pressão" que levou à perda de contrato público com o Departamento de Defesa.  A Amazon apresentou uma queixa …

Empurrões, insultos e (talvez) um murro: Sérgio Conceição e Pedro Ribeiro perderam as estribeiras no túnel do Jamor

Os treinadores de FC Porto e Belenenses, Sérgio Conceição e Pedro Ribeiro, desentenderam-se no túnel de acesso ao relvado do Estádio Nacional, ao intervalo do jogo em que as duas equipas empataram a uma bola. …

Acordo entre Rússia e Ucrânia para cessar-fogo até ao final do ano

O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o seu homólogo ucraniano, Volodymyr Zelensky, chegaram na segunda-feira à noite a um acordo de cessar-fogo que deverá ter efeito até ao final do ano de 2019. "As partes …

Nova Zelândia abre investigação. Erupção do Whakaari já fez pelo menos 13 mortos

Pelo menos cinco pessoas morreram e oito continuam desaparecidas, na sequência da erupção do vulcão Whakaari, na Nova Zelândia. As autoridades afirmam que há poucas chances de terem sobrevivido. "Diria com forte convicção de que ninguém …

Falhas no acesso a remédios não são exclusivo do SNS. No resto da Europa também há, diz ministra

A ministra da Saúde afirmou que as falhas no acesso a medicamentos não são "um exclusivo nacional", estando em discussão entre os Estados-membros uma "estratégia global para o acesso ao medicamento". A ministra da Saúde afirmou …

Canal Panda e jogar sem medo. A receita de Lage para vencer os russos do Zenit

O Benfica joga esta terça-feira com o Zenit de São Petersburgo, na sexta e última jornada do grupo G da Liga dos Campeões. Os encarnados precisam de vencer por dois (ou mais) golos para garantir …

Polícia de Hong Kong desativa bombas artesanais escondidas em escola

As autoridades de Hong Kong desativaram duas bombas artesanais numa escola esta terça-feira. Os engenhos foram descobertos por um guarda e desconhece-se se estão associados à crise política que se vive no país. A líder de …