Antidepressivo comum ajudou a inibir o crescimento de cancro em cobaias

O antidepressivo sertralina ajudou a inibir o crescimento de células cancerígenas em culturas de células e animais de laboratório (cobaias), concluiu uma nova investigação da Universidade de Leuven, na Bélgica.

De acordo com o novo estudo, cujos resultados foram publicados recentemente na revista científica American Association for Cancer Research, esta substância atua sobre um vício metabólico que permite o crescimento de diferentes tipos de cancro.

Utilizado para aliviar sintomas de ansiedade, este é um antidepressivo comum e comercializado em vários países, como é o caso Portugal, sendo também um dos mais prescritos nos Estados Unidos, frisa o portal IFL Science.

Em comunicado citado pelo portal Eureka Alert, os cientistas explicam que as células cancerígenas utilizam diferentes mecanismos biológicos para estimular o seu crescimento.

Em determinados tipos de cancro da mama, leucemia, cancro da pele, tumores cerebrais e de pulmão, entre outros, as células malignas produzem grandes quantidades dos aminoácidos serina e glicina para crescerem.

Esta produção estimula o crescimento das células cancerígenas ao ponto de estas se tornarem viciadas nestes dois aminoácidos – e é neste “vício” que o antidepressivo sertralina demonstrou atuar nos testes realizados com animais em laboratório.

“Este mecanismo é um alvo interessante porque as células cancerígenas são muito dependentes dele”, explicou o professor Kim De Keersmaecker, chefe do Laboratório de Mecanismos de Doenças do Cancro (LDMC), citado na mesma nota.

“As células saudáveis ​​usam este mecanismo em menor grau e também absorvem a serina e a glicina dos alimentos. Isso não é suficiente para as células cancerosas, no entanto, o que significa que estas começam a produzir mais. Se conseguirmos interromper esta produção, seremos capazes de combater o cancro sem afetar as células saudáveis”.

Cientistas acreditam no potencial da descoberta

Recorrendo a um banco de dados de medicamentos existentes, os cientistas analisaram várias substâncias e descobriram que o antidepressivo sertralina era o mais eficaz

“Outros estudos indicavam já que a sertralina tinha certa uma atividade anti-cancerígena, mas ainda não havia explicação para isso”, escreveram os autores no novo estudo.

“Neste estudo, pudemos demonstrar que a sertralina inibe a produção de serina e glicina, causando a diminuição do crescimento das células cancerígenas. Também descobrimos que esta substância é mais eficaz quando combinada com outros agentes terapêuticos. Em estudos com cobaias, constatamos que a sertralina em combinação com outra terapia inibe fortemente o crescimento de células do cancro da mama”.

Apesar de os resultados serem ainda fruto de procedimentos experimentais, a equipa acredita no potencial da descoberta. “Agora que conseguimos identificar este mecanismo para o cancro da mama, podemos começar a analisar outros tipos de cancro que também são dependentes da síntese de serina e glicina”, explicou ainda De Keersmaecker.

“Este é o caso, por exemplo, da leucemia de células T, mas também de certos tipos de cancro do cérebro, pulmão e pele. Quanto mais tumores pudermos identificar que são sensíveis à sertralina, melhores serão as perspetivas para ajudar os pacientes no futuro”.

E rematou: “Este são, obviamente, resultados de investigações experimentais, e não de estudos clínicos, mas podemos estar otimistas sobre o seu potencial. A segurança do uso da sertralina em humanos já está bem descrita, o que é uma grande vantagem”.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Ninguém sabe do paradeiro dos Evangelhos Garima, um dos maiores tesouros do mundo cristão

Depois de terem sobrevivido a 1.500 anos de história num mosteiro remoto, os Evangelhos Garima enfrentam agora a sua ameaça mais grave. Um dos maiores tesouros do mundo cristão, guardado durante mais de 1.500 anos no …

"Estou preocupado". Ex-piloto da Marinha dos EUA diz que via OVNIs "todos os dias"

Um antigo piloto da Marinha dos Estados Unidos diz que, durante anos, viu Objetos Voadores Não Identificados (OVNIs) "todos os dias". Depois de anos a ignorar a questão, uma task force do Pentágono prepara-se para revelar …

Peru está a investigar se a lixívia pode curar a covid-19

O congresso do Peru votou para investigar se beber ou injetar uma lixívia industrial poderia curar a covid-19. A moção foi aprovada com 49 votos a favor e 39 votos contra. Está a ser criado um …

Há vestígios de ouro nesta imagem de satélite

As operações de mineração num dos maiores depósitos de ouro da Rússia, em Aldan, incluem um método que deixa rastos na paisagem. E são visíveis do Espaço. A imagem de satélite, tirada em setembro de 2019, …

Dezenas de corpos de vítimas de covid-19 encontrados nas margens do rio Ganges

Ciclone Tauktae faz pelo menos 33 mortos na Índia (e paralisa vacinação contra covid-19)

Pelo menos 33 pessoas morreram e quase cem estão desaparecidas na Índia, devido ao impacto do ciclone Tauktae, esta terça-feira. O país também registou o maior número de mortes diárias provocadas pela covid-19. Centenas de milhares …

Cientistas criam dispositivos de testagem que produzem resultados em tempo recorde

Cientistas criaram dispositivos que permitem detetar infeção com o coronavírus SARS-CoV-2 num segundo ou em menos de 30 minutos, conforme a técnica usada, revelam dois estudos distintos divulgados esta terça-feira na imprensa da especialidade. Investigadores das …

CP está a vender bilhetes com 80% de desconto

A CP tem uma nova campanha, que entra em vigor esta terça-feira, através da qual disponibiliza cerca de 17.920 viagens com descontos até 80% nos comboios intercidades. De acordo com o jornal Público, os bilhetes abrangidos …

Mais de 40 pessoas, quase todas crianças, no hospital de Beja com vómitos

Um total de 35 crianças e seis adultos oriundos de diversas escolas do concelho de Beja deram esta terça-feira entrada no Hospital José Joaquim Fernandes, naquela cidade alentejana. A notícia foi avançada por fonte hospitalar, que …

Novo Banco. "Não era um banco bom, foi preciso fazer dele um bom banco", diz Centeno

O governador do Banco de Portugal, Mário Centeno, afirmou esta terça-feira que o Novo Banco “não era um banco bom” e “foi preciso fazer dele um bom banco”, recordando o “legado do BES” que marca …

Ensino superior com vagas especiais para lusodescendentes

O Governo alargou o contingente especial de acesso ao ensino superior dirigido a emigrantes e seus familiares permitindo que, no próximo ano letivo, se possam candidatar todos os lusodescendentes, de nacionalidade portuguesa e residentes no …