Antártida está a rachar de dentro para fora (e daí vêm as catástrofes)

O escudo de gelo no oeste da Antártida está a rachar de dentro para fora. Tal acontecimento poderá explicar a separação de grandes icebergs dele e a sua rápida destruição, avisam os cientistas.

“Atualmente, não há dúvidas de que o escudo de gelo do oeste da Antártida vai descongelar mas, todavia, não é claro quando isso vai acontecer”, diz Ian Howat, investigador da Universidade do estado de Ohio.

“O aparecimento de tais rachaduras e fraturas, obriga o gelo a recuar a uma velocidade recorde, aumentando, assim, as possibilidades da atuais gerações testemunharem o colapso total deste escudo de gelo“, acrescenta.

Howat e os seus colegas chegaram a essas conclusões depois de analisarem fotografias de satélite, obtidas durante uma das recentes catástrofes na Antártida, relacionada com a separação de um iceberg gigantesco – de 582 quilómetros quadrados – do escudo de gelo no final de julho de 2015.

Segundo o artigo, publicado na revista Geophysical Research Letters, através das imagens os cientistas começaram a suspeitar que a formação deste iceberg estaria ligada a processos que se desenvolveram na sua base.

Para confirmar a teoria, além de observarem as fotografias, os climatologistas realizaram algumas expedições à região da Antártida ocidental, onde se teria originado o problema.

Com a ajuda das fotos dos satélites, tiradas durante o pôr de sol e o amanhecer, quando o Sol fica praticamente na linha do horizonte, formando um grande ângulo em relação à superfície da Antártida, os cientistas conseguiram detectar duas rachaduras gigantescas e profundas no escudo de gelo ocidental.

As rachaduras surgiram há 2 e 3 anos numa zona do glaciar onde se encontram água, terreno e gelo, perto da base do escudo. Ambas cresceram de forma significativa e a uma grande velocidade, isto é, têm atualmente 14 quilómetros e aumentaram a sua largura para 110 metros.

A razão do surgimento desta rachadura, segundo os cientistas, está relacionada com o aumento da temperatura do mar que a rodeia. Este processo, na opinião de Howat, levou à criação da cavidade, que, consequentemente, afundou o glaciar, gerando uma grande rachadura.

Processos semelhantes a este estão a acontecer na Gronelândia. O que preocupa os cientistas mais do que tudo é o possível surgimento de tais cavidades noutras regiões da Antártida.

Se o gelo enfraquecer nessa zona, o que leva às rachaduras, a velocidade de destruição da Antártida e o seu deslocamento para o oceano será muito rápida.

ZAP / Sputnik News

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Rara cobra de duas cabeças e dois cérebros independentes encontrada na Florida

Uma rara cobra com duas cabeças e dois cérebros independentes foi resgatada no estado norte-americano da Florida por uma equipa de especialistas do organização Florida Fish and Wildlife Conservation Commission. Na rede social Facebook, a organização, …

Benfica 2-0 Belenenses SAD | Darwinismo rende arranque histórico

O Benfica cumpriu e venceu o Belenenses SAD por 2-0, no Estádio da Luz, na partida que encerrou a quinta jornada da Liga NOS. Foi o quinto triunfo benfiquista no campeonato em cinco partidas, o …

Uma tarefa doméstica está a poluir sorrateiramente o ambiente

O que vestimos e como lavamos as nossas roupas influencia o número de microfibras sintéticas que libertamos no meio ambiente. Há uma tarefa doméstica a poluir sorrateiramente o ambiente. Um novo artigo científico, publicado na PLOS …

A companhia aérea que faliu devido à covid-19 está de volta

A pandemia de covid-19 foi traiçoeira para muitas empresas. A Flybe, uma das primeiras vítimas, está agora a ressuscitar - e pode voltar a rasgar os céus já no próximo ano. A economia mundial foi muito …

Dormir bem antes de tomar a vacina da gripe pode ajudar a aumentar a sua eficácia

Segundo os especialistas, uma boa noite de sono pode mesmo ajudar a aumentar a eficácia da vacina da gripe, que neste ano ganha particular relevância em plena pandemia de covid-19. De acordo com Matthew Walker, autor …

Há um petroleiro abandonado há mais de uma década nas Caraíbas (e é uma "bomba-relógio")

Um navio de armazenamento de petróleo venezuelano está ancorado no Golfo de Paria, um trecho de mar fechado entre a Venezuela e a ilha de Trinidad, há mais de uma década. Antes de os Estados Unidos …

Portugal deve bater recorde de doentes em cuidados intensivos ainda esta semana

Portugal deverá ultrapassar, esta quarta-feira, o recorde de doentes em unidades de cuidados intensivos, alertou a ministra da Saúde, Marta Temido, em conferência de imprensa sobre a capacidade do Serviço Nacional de Saúde para combater …

A Budapest Eye foi restaurante por um dia (e com estrela Michelin)

Um restaurante com estrela Michelin em Budapeste, na Hungria, ofereceu aos clientes uma experiência gastronómica na famosa roda gigante Budapest Eye. Atraiçoado pela queda de faturação após o desaparecimento de turistas estrangeiros, o restaurante Costes, premiado …

Antigo ministro da Saúde Leal da Costa admite novo estado de emergência

O antigo ministro da Saúde Fernando Leal da Costa defendeu hoje que em algum momento deve ser decretado de novo o estado de emergência, para que o Governo possa tomar medidas na luta contra a …

Marcelo promulga uso obrigatório de máscara na rua por 70 dias

O Presidente da República promulgou esta segunda-feira o decreto da Assembleia da República que determina o uso obrigatório de máscara na rua, por um período de 70 dias, sempre que não seja possível cumprir o …